Placas

14/12/2016 06h00 - Atualizado em 14/12/2016 06h00

Novas placas Radeon Instinct da AMD têm foco em computadores smart

Felipe Alencar
por
Para o TechTudo

A AMD, empresa conhecida por suas placas de vídeo da série Radeon, apresentou na última segunda-feira (12) sua nova geração de hardwares baseada na microarquitetura Vega. Trata-se da linha Radeon Instinct, que será empregada no conceito de supercomputação inteligente. Até agora, a companhia apresentou três modelos: MI6, MI8 e MI25.

Entenda o que são os Stream Processors das placas AMD

A supercomputação inteligente, ou Era da Computação Inteligente, como vem sendo chamada por alguns, é um conceito que será empregado em servidores que lidam com uma quantidade altíssima de dados todos os dias. A AMD estima que, diariamente, são produzidos 2.5 quintilhões de bytes em forma de texto, imagens, vídeos e áudios.

AMD anuncia sua nova linha de placas de vídeo com foco em Supercomputação (Foto: Reprodução/AMD)AMD anuncia sua nova linha de placas de vídeo com foco em supercomputação (Foto: Reprodução/AMD)

Os  computadores atuais são capazes de processar e armazenar todas essas informações, mas ainda não são capazes de analisá-las eficientemente. Assim, a AMD acredita que com a sua nova tecnologia, os computadores poderão aperfeiçoar os seus processos por conta própria.

Dessa forma, através da colaboração de um conjunto de softwares de código livre e dos hardwares da AMD, que serão responsáveis pela aceleração dos processos, a empresa espera poder contribuir substancialmente para a coleta e análise dos dados produzidos por nós.

Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular 

Algumas das possíveis aplicações destas placas são: carros autônomos, nano-robôs, assistentes pessoais, energia, manufactura e engenharia, drones automáticos, medicina, Smart Homes, dentre outras.

Os três modelos anunciados pela AMD são single-slot, ou seja, ocupam apenas um slot na máquina, e dois deles (MI6 e MI25) possuem um sistema de resfriamento passivo. Tal forma de arrefecimento possibilita a criação de sistemas com várias placas trabalhando em conjunto, como se fossem uma só.

A MI6 possui 5.7 TFLOPS, largura de banda de 224 GB/s e um consumo de no máximo 150W. Ela usa a microarquitetura Polaris. Já a MI8 conta com 8.2 TFLOPS, largura de banda de 512 GB/s e um consumo elétrico inferior a 175W. Ela tem um design mais compacto que as demais. A microarquitetura utilizada é a Fiji.

Qual GPU é melhor para jogos atuais? Comente no Fórum do TechTudo 

Por fim, a MI25, que é o grande destaque desse anúncio, é a placa com mais alto desempenho, baseada na microarquitetura Vega e que consome menos que 300W. Disponíveis no primeiro semestre de 2017, a AMD ainda não divulgou os preços.

Via AMD

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares