Redes sociais

14/02/2017 06h00 - Atualizado em 14/02/2017 06h00

Geofiltros sob demanda para Snapchat viram negócio no Brasil

Melissa Cruz Cossetti
por
da redação

O Snapchat permite criar filtros geográficos personalizados, que são divididos em dois grupos: Comunidade e Sob Demanda. O primeiro é um incentivo a artistas e designers locais a criarem e enviarem "Filtros Geográficos Comunitários" para sua cidade, universidade, visitantes de um ponto turístico ou outros locais públicos. Nesta versão, não são permitidos logos ou marcas. O segundo, sob demanda, torna disponível para empresas e pessoas a compra de filtros geográficos para eventos.

Como criar um filtro geográfico no Snapchat

Criar um geofiltro do zero não é uma tarefa tão simples e requer algum conhecimento em design. Além disso, os moldes pré-prontos do Snapchat, que seguem os padrões do guideline para filtros localizados, são focados na cultura americana, berço do aplicativo. É nessa lacuna que entra — ou quer entrar — a Swipe Memories, uma start-up dos EUA que tem uma ferramenta de criação para os filtros personalizados do Snapchat e que desembarcou há poucos dias no Brasil. Pioneiros do serviço na América Latina, o grupo quer popularizar os geofiltros e, dessa forma, refletir a cultura local no app.

Partiu bloquinho? Empresa cria filtros locais para você usar no Snapchat (Foto: Melissa Cruz / TechTudo)Partiu bloquinho? Empresa cria filtros locais para você usar no Snapchat (Foto: Melissa Cruz / TechTudo)


Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

Os filtros podem ser encomendados no site da Swipe Memories, que oferece artes inéditas com preços que variam entre R$ 49 e R$99. Segundo a empresa, 90% dos seus geofiltros são desenvolvidos por designers brasileiros, diferencial para atuar no país, com foco alinhado à cultura e aos hábitos locais.

Quem cria ou compra um geofiltro "por fora", precisa fazer o upload do seu próprio template personalizado no Snapchat, sem usar filtros pré-prontos. A publicação no Snapchat, porém, é que pode encarecer o projeto. O valor varia de acordo com a área alcançada pelo filtro no mapa e o tempo de duração do recurso — podendo girar entre U$ 50 ou ultrapassar as centenas de dólares por período. 

Novos usuários, novas demandas

Para entusiastas, falta pouco para a moda dos geofiltros pegar. O Brasil, com a fama de ser um dos países mais ativos nas redes sociais, vem trazendo mais e mais usuários para plataformas como Instagram, Facebook, WhatsApp e o próprio Snapchat — embora o crescimento do app tenha freado com o aparecimento do Instagram Stories, que roubou a cena dos snaps com recurso bem similar.

Um estudo recente da Kantar TNS, no final de 2016, aponta que 38% de internautas latinos usam o Snapchat, um número que mais que triplicou comparado a 2014, que registrava 12%. Já no recorte brasileiro, os dados apontam que em 2015, 55% dos brasileiros entrevistados usavam o Instagram e 23% estavam no Snapchat. Em 2016, este números saltaram para 75% e 57%, respectivamente.

"O mercado brasileiro é apontado como um dos maiores em crescimento do mundo, prova disso, que os filtros personalizados foram considerados pela rede social aqui [no Brasil] primeiro que quase todos países da Europa e todos da América Latina. Entendemos que o povo brasileiro gosta de novidades, tecnologia e entende o quanto a globalização está presente no nosso dia a dia”, disse Rushing.

Como criar um geofiltro no Snapchat

Criar um filtro geográfico pelas mãos da Swipe Memories é tão simples quanto usando os moldes do Snapchat — a rede social lançou em agosto de 2016 uma série de templates prontos na seção de filtros sob demanda, pagos pelo usuário. São mais de cem layouts disponíveis para edição. O cliente pode ainda comprar um desenho inédito/exclusivo para o seu filtro, claro, por um preço diferenciado.

Algumas dicas do próprio Snapchat para criar Geofiltros (snapchat.com/geofilters/tips.html).



Todo filtro precisa, antes de ser publicado, da aprovação do Snapchat, em até seis horas. A própria empresa envia o filtro e cuida do processo de aprovação por uma taxa de R$ 70, somado ao preço de exposição que envolve a área e a duração da campanha com o filtro — como já foi citado acima.

Otimista, a Swipe Memories quer faturar US$ 1 milhão no primeiro ano e vender, aproximadamente, seis mil filtros geográficos no período. Vale notar que o produto é exclusivo para a plataforma do Snapchat, que ainda não tem todos os recursos no Brasil como os óculos do Spectacleslançados apenas nos Estados Unidos. Não há opções de filtros para Instagram ou Facebook, por exemplo.

O Snapchat informa que não trabalha diretamente com companhias de design para geofiltros, mas oferece tanto os templates prontos, quanto a opção de upload em arquivos de Photoshop e Illustrator.

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares