Eletrônicos

NOTA tt
8.0

Review Caixa de som X-mini Happy

O boombox X-mini Happy é um aparelho de som completo, perfeito para quem quer levar suas músicas a qualquer lugar e ouvi-las em bom som sem fones de ouvido. Confira o review.

Stella Dauer
por
em

O X-mini Happy é para quem gosta de ouvir música com qualidade sem usar fones de ouvido. O boombox tem qualidade de áudio superior a qualquer mp3 player, e ainda aceita cartões SD, o que possibilita levar suas músicas a qualquer lugar, sem precisar de nenhum aparelho extra. De quebra, ainda é um alto falante para smartphones e outros gadgets. Confira a análise sobre o Happy.

Design e usabilidade

Ganhadora de prêmios de design, a X-mini faz produtos parecidos entre si, mas todos muito bonitos. Da marca, o Happy é um dos mais agradáveis visualmente. Na parte superior do dispositivo, onde fica o alto falante, há uma proteção de plástico em formato de X, que protege também o delicado sistema de som, colorido de azul.

Pequena, cabe em qualquer lugar (Foto: Stella Dauer)O Happy cabe em qualquer lugar (Foto: Stella Dauer)

Com quase 5 centímetros de largura, o Happy pesa míseras 88g, sendo um peso quase imperceptível para quem está carregando um aparelho de som. Já fechado, o dispositivo cabe facilmente nas palma da mão. Quando giramos sua tampa, ele cresce e revela uma espécie de sanfona, que ajuda na propagação do som.

Seu corpo é todo em plástico preto, revestido por uma camada emborrachada, ajudando a escorregar menos da mão. A parte inferior traz um cabo de áudio acoplado, guardado em uma valeta específica.

LED de aviso e cabo para conexão de áudio (Foto: Stella Dauer)X-mini Happy possui um visor LED de aviso e cabo para conexão de áudio (Foto: Stella Dauer)

A bateria do boombox chega a 15 horas se conectado a um outro dispositivo, e até seis horas se utilizando as músicas do próprio cartão SD do aparelho. Para recarregar, basta conectá-lo ao computador por aproximadamente 3 horas.

O som

O som do X-mini Happy é bem alto e claro, com profundidade, e bem equilibrado, só puxando ligeiramente no grave. A potência dele, para esse tamanho, impressiona bastante. Ele preenche um cômodo inteiro, como um quarto ou uma sala, facilmente. O volume é detalhado, pois aumenta e diminui vagarosamente.

Aberta, ajuda a espalhar o som (Foto: Stella Dauer)X-mini Happy, quando aberto, ajuda a espalhar o som (Foto: Stella Dauer)

Sua potência é de 2,5 W, enquanto sua frequência de resposta vai de 230Hz a 20kHz. É um conjunto considerável, e ele faz jus a isso. Pendurado a uma bicicleta, em ambiente externo, fica mais baixo, mas nem por isso mais abafado ou menos claro.

Seus graves são bons, mas em faixas onde o baixo predomina, seu excesso de vibrações pode fazer até o aparelho pular em cima de uma superfície. Além disso, com baixos muito intensos, seu áudio pode apresentar algumas distorções.

Entrada para cartão SD (Foto: Stella Dauer)Entrada para cartão SD no X-mini Happy (Foto: Stella Dauer)

Tecnologias extras

O principal destaque do boombox é a leitura de cartões SD, função que o transforma em praticamente um mp3 player com ótimo som externo. Ele aceita cartões de até 8 GB, e microSDs com adaptadores. No entanto, tivemos muitos problemas com a leitura do cartão, pois ele não aceitou nenhum dos testados.

A falta de um visor também pode incomodar. Ele funciona como o iPod shuffle da Apple, e reproduz as músicas de forma aleatória. E, como já dito, em um único botão você controla volume, passagem de faixas e até o liga/desliga do aparelho. Isso confunde, e muitas vezes nos vemos mudando de faixa ao invés de abaixar ou subir o volume.

Conexão de áudio, botão mute e conexão mini USB (Foto: Stella Dauer)Conexões do X-mini Happy (Foto: Stella Dauer)

Com o cabo de áudio acoplado, é fácil conectá-lo a qualquer coisa, pois os dispositivos normalmente o reconhecem como um fone de ouvido ou caixa de som comum. Foi testado com sucesso em smartphones com Android, iOS, Windows Phone e também em desktops, como OSX, Linux e Windows, sem precisar de qualquer trabalho extra.

Um único botão controla praticamente tudo (Foto: Stella Dauer)X-mini Happy (Foto: Stella Dauer)

Aliás outra grande vantagem do X-mini Happy é que, como ele funciona como um fone de ouvido, pode ser conectado a qualquer aparelho que possua saída de áudio, como mp3 players, celulares comuns, tablets, etc. A X-mini também possui a tecnologia “buddy jack”, que faz com que cada caixinha possa ser ligada a outras da mesma marca, gerando um som muito maior, sem fios.

Happy conectado a um gadget (Foto: Stella Dauer)X-mini Happy conectado a um gadget (Foto: Stella Dauer)

O que vem na embalagem

Na embalagem do Happy encontramos pouca coisa: o aparelho, um cabo mini USB, um mini guia rápido (embora super útil) e uma capinha de tecido para manter seu gadget protegido dentro de bolsas e mochilas.

Conteúdo da caixa (Foto: Stella Dauer)Conteúdo da caixa do X-mini Happy (Foto: Stella Dauer)

Custo-benefício

O Happy custa cerca de R$ 269 no mercado brasileiro. Considerando a sua potência, ótimo tamanho e design muito bem feito, é um preço bem baixo a se pagar. Aliás, o boombox tem um valor muito justo se for comparado com o preço de alguns fones de ouvido, que chegam a mais ou menos a mesma faixa. Assim, se você se interessou pelo aparelho, pode desembolsar o preço tranquilamente.

Informações

Fabricante X-mini
Tamanho (A x L x C) 60 mm x 49.1 mm
Peso 88g
Compatível com Qualquer aparelho que possua saída de som 3,5 mm
Sem fio Não

Nota TechTudo

NOTA tt
8.0
Design
10
Funcionalidades
8
Desempenho
7
Custo-benefício
8

Prós

  • * Aceita cartões SD
  • * Compacto
  • * Design muito bonito
  • * Ótima qualidade de som

Contras

  • * Dificuldade na leitura de cartões
  • * Graves exagerados
  • * Difícil encontrar no Brasil
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Paulo Santos
    2013-05-29T01:30:49

    Não entendi a lógica. R$270 numa caixa que só supera a GENIUS SP-i160 em 0,5W e, em tese, leria cartão SD !?? Comprei minha GENIUS por R$50,00 ... é uma diferença monstruosa de preço!