Jogos de aventura

NOTA tt
8.0

Review Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados

Jogo se volta para o gênero de luta na esperança de agradar um maior público, mas não chega a ser imperdível por conta de jogabilidade rasa.

Felipe Vinha
por
em

Os Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados é o mais novo game inspirado pelo famoso desenho japonês. O título chegou novamente para o PlayStation 3 pelo preço médio de R$170 mas o game também tem uma edição limitada, que inclui um boneco do Seiya, e o DLC exclusivo “Seiya OCE” do game, que custa R$ 449. Desta vez o jogo aposta no formato de luta de um contra um, com uma série de personagens, entre heróis e vilões, além de sagas famosas. Confira nosso review abaixo:

Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados (Foto: Divulgação)Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados (Foto: Divulgação)

 

As três principais sagas

Bravos Soldados tem o foco nas três principais sagas do desenho Cavaleiros do Zodíaco, que por sua vez foram retiradas do mangá original. São elas: Santuário, Poseidon e Hades. A escolha foi acertada, já que estas são mesmo as mais famosas e mais queridas pelos fãs, principalmente a primeira e a última.

Porém, a história é mal contada. Não há aquelas cenas épicas com diálogos e sequências de ação que tínhamos no jogo anterior, lançado em 2012 para PS3 e com o título de Cavaleiros do Zodíaco: Batalha do Santuário. Em seu lugar, há uma série de diálogos lidos entre os personagens que participam da cena, mas apenas com figuras estáticas.

Os Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados (Foto: Divulgação)Os Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados (Foto: Divulgação)

Esta forma de contar história é muito popular em jogos baseados em animes, os desenhos japoneses, mas definitivamente não combinou com Cavaleiros do Zodíaco, que é uma série que exige mais ação, mais emoção e mais momentos épicos.

Além disso, toda a narrativa é bem resumida. A saga do Santuário já começa nas 12 Casas, sem explicar um pano de fundo para aqueles que estão “chegando agora” na aventura e mal ou pouco conhecem Cavaleiros do Zodíaco. Faltou um cuidado maior nesta parte.

Cavaleiros do Street Fighter

Bravos Soldados deixa de lado a jogabilidade de ação e exploração de cenários do jogo anterior e se foca em lutas, como um Street Fighter ou Tekken, mas lembrando mais outros jogos de anime da atualidade, como Naruto.

As arenas dos embates são contidas, e não muito grandes, e por isso mesmo as batalhas envolvem uma certa estratégia de esquivar de golpes ou acertar um ataque na hora certa. A falta de ação das cenas de história são meio que compensadas por aqui, com muitos raios, explosões e gritos de golpes famosos – “Me dê sua força Pégaso” está entre eles.

Os Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados (Foto: Divulgação)Os Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados (Foto: Divulgação)

O problema da jogabilidade, porém, está na falta de profundidade. Os combos são difíceis de se encaixar e os golpes especiais são muito fáceis de se desviar, mesmo os dos inimigos. No final das contas, acaba não valendo a pena se garantir nos poderosos golpes “de magia” dos Cavaleiros e se concentrar em pancadas normais, que não são tão interessantes assim.

Os golpes normais precisam de combos para funcionar e, como já citamos, eles não são simples de se encaixar. Além disso, o sistema de esquivas acaba sendo um recurso que vai ser muito utilizado durante as lutas, o que desequilibra em geral, já que poucos vão ser os golpes – e a luta vai acabar terminando com o tempo, não na pancadaria.

Apesar da jogabilidade um pouco rasa em alguns pontos, por outro lado, Bravos Soldados se revela bem divertido em seu modo multiplayer, seja online ou offline. Não encontramos problema em testá-lo via Internet e as batalhas funcionaram bem. Sem falar que é sempre divertido ver seus personagens favoritos trocando tapas com aqueles golpes que fizeram sua infância.

Os Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados (Foto: Divulgação)Os Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados (Foto: Divulgação)

Extras do Zodíaco

Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados possui alguns extras interessantes. Além da campanha, que é curta, e do multiplayer, há o modo da Guerra Galáctica, que forma um torneio parecido com o que vemos no anime. Além disso, é possível personalizar seus lutadores favoritos, subindo de nível e adaptando os cavaleiros de acordo com seu gosto, configurando um golpe ou outro e mais.

Há também modos de coleção e galeria, onde vemos imagens diversas dos personagens, e outros pequenos detalhes que devem deixar os fãs felizes. O menu inicial é um show à parte, com os Cavaleiros e Atena falando as opções disponíveis – um mero detalhe que o torna mais interessante.

Os Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados (Foto: Divulgação)Os Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados (Foto: Divulgação)

O Sétimo Sentido do Gráfico

Bravos Soldados representa uma evolução também gráfica em relação ao jogo anterior. Os personagens lembram mais o desenho original e estão muito melhor animados do que antes. O jogo está cada vez mais próximo de games da série Dragon Ball e Naruto desta vez, com animações muito mais soltas e voltadas para a ação.

Além disso, os golpes estão muitíssimo caprichados. Um “Cólera do Dragão” nunca pareceu tão bonito antes. O jogo se completa em termos de qualidade técnica com uma boa tradução em português, ainda apenas com legenda, que parece ter aprendido com os erros do passado a respeito de problemas no português e também na localização de alguns golpes.

Os Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados (Foto: Divulgação)Os Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados (Foto: Divulgação)

Conclusão

Os Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados continuam sendo um jogo apenas para fãs, assim como o anterior. Quem nunca viu a série ou nem conhece os personagens dificilmente vai se entreter, mesmo que por poucos minutos, graças à jogabilidade um pouco rasa durante as lutas. Para quem resolver encarar, há uma série de extras que podem divertir, incluindo o modo online, então nem tudo está perdido para a aventura dos defensores de Atena.


Qual desenho mais marcou sua infância?
Opine no fórum TechTudo!

Nota TechTudo

NOTA tt
8.0
Gráficos
9
Jogabilidade
7
Diversão
7
Som
8

Prós

  • - Bom elenco de personagens
  • - Gráficos
  • - Golpes exuberantes
  • - Tradução
  • - Multiplayer online

Contras

  • - Jogabilidade rasa
  • - Combos difíceis
  • - Golpes especiais fracos em poder
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Wesley Araujo
    2013-12-15T17:55:54

    Vou alugar e testar, como fiz com o Anterior, se for muito bom talvez eu compre, mas acho difícil.

  • Carlos Brandão
    2013-12-15T06:22:37

    Finalmente fizeram um bom game do "Saint Seiya", aluguei na Game Rental...

  • Robert Takeshi
    2013-12-12T09:41:41

    sou mais o Sanctuary Battle

  • André Dornelles
    2013-12-11T21:02:26

    Eu sou um fã da serie, e tbm de jogos de luta como Street Fighters, KOF e Tekken, mas tenho que reconhecer que os jogos dos CDZ anteriores são muito ruins, ainda não tive a chance de experimentar esse novo, mas pelo visto melhorou bastante, ansioso para testar! VLW...