Jogos de ação

NOTA tt
7.0

Review Dead Space iOS

Rodrigo Mota
por
em

Com poucas exceções, o iPhone não é exatamente um lugar para quem gosta do gênero terror… não é fácil fazer se assustar em uma tela de três polegadas. Entretanto, quando o jogo mencionado é o aclamado Dead Space a coisa muda, pois além de ser assustador o jogo é muito sangrento. Nunca tínhamos visto tanto sangue escorrendo do iPhone, mas a Eletronic Arts fez a violência trabalhar bem a serviço da história. Confira a análise completa do game:

dead space (Foto: Divulgação)Dead Space (Foto: Divulgação)

História

Você encarna o personagem Vandel, um engenheiro religioso (uma religião bem estranha) selecionado pessoalmente para ir a uma missão perigosa em uma mina no espaço. Nesta missão você vai encontrar muitas criaturas bizarras, os Necromorphs. Para te ajudar, você tem algumas armas para levar no passeio… como a clássica serra de plasma.

Não por ser violento e literalmente “desmembrador”, que Dead Space para iOS faz sucesso. Os fãs da franquia identificam bastante o enredo, o personagem, o HUD minimalista e outros elementos das versões para Xbox 360 e PlayStation 3.

Falando nisso, para quem pretende jogar Dead Space 2 em seu console, vai perceber que a versão para iOS conta uma história original que ocorre antes dos acontecimentos de Dead Space 2. Claro que você não precisa jogar no iPhone para entender os próximos acontecimentos, mas pode ajudar um pouco.

dead space (Foto: Divulgação)Dead Space (Foto: Divulgação)

Jogabilidade

Somos céticos quando o jogo é de tiro em primeira pessoa em uma tela de três polegadas, masDead Space é, de longe, o game com o melhor controle que já jogamos. Você controla o movimento do personagem pelo lado esquerdo da tela em qualquer lugar que você toque. Não existe um lugar específico para controle. O lado direito controla a mira e o disparo. Ao tocar no lado direito, você saca a arma atual e pode mirar com o arrasto, para atirar basta tocar novamente, tudo muito intuitivo. Inclinar o iPhone/iPod altera o modo que a arma opera, algo muito mais simples no iPhone do que no iPad. Todas as dicas de uso você aprende no tutorial da primeira fase.

Achamos o jogo um tanto lento no começo, por cinco fases você não consegue usar todas as armas, leva bastante susto, mas não é algo dinâmico… você pode se perder facilmente no ambiente, pois o jogo te leva a várias salas idênticas para depois encher de Necromorphs. Mas não se preocupe, dá para fazer uso de uma “bússola” para mostrar o caminho. Existem algumas lutas em gravidade zero que são bem bacanas, mas o resto é um tanto repetitivo.

Gráficos

Dead Space tem visuais distintos para iPhone e iPad. Quanto maior a tela, mais coisas você se sente à vontade de fazer, como lançar objetos nos inimigos, por exemplo. Mas o traje do Vandal em Retina display fica muito animal… os ambientes são bem construídos e detalhados. Até os cartazes nas paredes ajudam a entrar no clima. E o som é um show à parte. Na introdução do jogo eles recomendam o uso de fones para uma melhor experiência.. eu também recomendo que você jogue no escuro (de preferência em outro quarto em que a sua esposa não esteja tentando dormir) sério.

dead space (Foto: Divulgação)Dead Space (Foto: Divulgação)

Conclusão

Dead Space não é um jogo extraordinário, é mais um capítulo que se enquadra bem com os jogos da franquia para os consoles, mesmo que seja um pouco diferente. Isso mostra que a EA entende as diferenças e limitações de dispositivos como o iPhone ou iPad. Dead Space tem boa jogabilidade e comandos simples, o visual é ótimo, a história é legal (apesar de ser um pouco repetitiva) e o som é ANIMAL.
 

Nota TechTudo

NOTA tt
7.0
Gráficos
8
Jogabilidade
6
Diversão
8
Som
9

Prós

  • - Gráficos bem desenhados.

Contras

  • - Jogabilidade ficou um pouco comprometida no aparelho.
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares