NOTA tt
6.6

Review DL HD7

O tablet DL HD7 não tem processamento e acabamento de ponta mas é uma opção mais barata e portátil. O dispositivo é fabricado no Brasil e tem funcionamento perfeito para tarefas mais básicas do dia a dia.

Stella Dauer
por
em

A DL é uma fabricante brasileira, que oferece aparelhos com configurações muito interessantes e sistemas atualizados. O TechTudo preparou este review com o modelo HD7, um dos últimos lançados, que traz recursos completos para quem deseja se manter conectado sem gastar muito dinheiro.

DL HD7: design interessante (Foto: Stella Dauer)DL HD7 tem design interessante (Foto: Stella Dauer/TechTudo)


Design  

Este quesito não é o seu forte. Nas mãos ele é muito bom, mas é perceptível que não houve o mesmo cuidado na montagem e no projeto, comparado aos tablets de outras grandes empresas. Isso, entretanto, está longe de prejudicar seu uso. Se você tomar cuidado e levá-lo sempre em uma capa e com película na tela, ele se manterá bem conservado.

O acabamento é feito em plástico, com um brilhante prateado escuro. A cor é bonita, mas este material o deixou bem escorregadio, fazendo da capa uma necessidade. Não é muito leve para seu tamanho, com 520 gramas, mas isso é praticamente imperceptível e não atrapalhou em nada.

Na tela foi rebaixada perante sua moldura, o que é útil para evitar arranhões, embora o deixe menos bonito. Na frente também fica a única câmera do aparelho. Já atrás há uma saída de som, e na parte inferior e na lateral esquerda (o HD7 é feito para ser segurado primariamente na horizontal) não há nada.

A bagunça aparece mesmo é na lateral direita, onde encontramos todas as conexões possíveis: USB convencional, miniUSB, a entrada proprietária para carga, fones de ouvido, HDMI convencional e o slot para cartões de memória. Na parte superior ficam um microfone, um LED de aviso e os botões de volume e energia, posicionados de forma pouco coerente.

O conjunto é favorável para as tarefas rotineiras, como ler e-mails e livros, ver vídeos, conferir as redes sociais e jogar games de corrida ou aventura. A tela só não favorece muito para tarefas mais "pesadas", como o processamento de textos.

Tela do tablet DL HD7 se enche de marcas de dedo (Foto: Stella Dauer)Tela do tablet DL HD7 se enche de marcas de dedo (Foto: Stella Dauer/TechTudo)


Tela  

A tela não é um grande destaque, mas não decepciona. As 7 polegadas possuem definição de 800 x 480 pixels; pouco se comparada aos concorrentes de mesmo tamanho. Ela é brilhante, tem boas cores e é widescreen, com bons resultados na reprodução de vídeos.

É possível afirmar que o sistema de toque é 70% bom. Os 30% restantes ficam por conta da falta de resposta háptica (a vibração dada ao digitarmos ou selecionarmos algo) e a impossibilidade de ativar o brilho automático, pois não há sensor de luminosidade.

Para digitar, o touchscreen se mostrou preciso, embora a falta de resposta háptica incomode. Não há informações sobre o número de cores ou a tecnologia utilizada, mas podemos supor pela análise que se trata de uma tela com tecnologia TFT. É possível ver os pixels na tela com um certo esforço, mas pelo preço, vale a pena.

Conexões USB, miniUSB, áudio, fonte, HDMi e entrada para microSD do tablet DL HD7 (Foto: Stella Dauer)Conexões USB, miniUSB, áudio, fonte, HDMi e entrada para microSD do tablet DL HD7 (Foto: Stella Dauer/TechTudo)


Hardware e processamento  

O conjunto possui pontos interessantes, mas também não impressiona. O processador é de apenas 1,2 GHz, com um core apenas, mas é acompanhado de 1 GB de RAM e DSP de 300 MHz. O DSP é um processador exclusivamente dedicado a áudio e vídeo, melhorando a performance de ambos. Por isso, mesmo com 1,2 GHz de processamento ele consegue reproduzir vídeos em FullHD. Em alguns casos isso é melhor do que ter apenas um processador dual-core.

O problema que encontramos é que esses dois processadores esquentaram de forma preocupante durante os testes, principalmente no lado direito, onde provavelmente se encontra seus componentes. Apesar da temperatura maior, durante boa parte do tempo não houve do que se incomodar nas mãos, mas durante ao rodar testes de hardware e jogos pesados, a coisa ficou feia.

Na multitarefa, ele se deu bem com uma dezena de apps ligados. Ao rodarmos um jogo como Angry Birds Space, no entanto, foi possível notar um mínimo lag (atraso) no processamento. Já em títulos mais pesados como Blood and Glory ele até roda, mas com lags que impossibilitam a jogabilidade.

No benchmark do aplicativo Quadrant Standart ele obteve 965 pontos - menos do que smartphones mais antigos, como o Nexus S, HTC Desire e o Optimus 2X. O Galaxy Tab 10.1 da Samsung, por exemplo, obteve mais de 2.500 pontos.

O DL HD7 também é fraco nas conexões sem fio, infelizmente. Possui apenas Wi-Fi, deixando de lado o Bluetooth, 3G e GPS. Já nas conexões com fio há bastante coisa: HDMI para reproduzir o conteúdo em uma TV HD, e o USB normal para conectar um modem 3G e até outros periféricos, como teclado e mouse.

A empresa não deixa muito claro quais sensores esse tablet possui, mas podemos garantir que ao menos há acelerômetro e giroscópio, e talvez uma bússola. Nas ausências, faltou o sensor de proximidade e de luz.

Botões de volume, energia e reset do tablet DL HD7 (Foto: Stella Dauer)Botões de volume, energia e reset do tablet DL HD7 (Foto: Stella Dauer)


Sistema operacional e usabilidade  

O sistema Android presente é o 4.0, conhecido como Ice Cream Sandwich . Não é a versão mais atualizada, mas já está bem adaptada a tablets e smartphones. Não é muito complicada de aprender a mexer, embora as configurações sejam muitas. O HD7 possui suporte a Flash.

Percebe-se que a DL se deu ao trabalho de fazer pequenas e interessantes mudanças no sistema Android. Ele ainda tem muito da versão pura, mas vem com wallpapers diferentes, além de um botão que fica ao lado do botão de aplicativos: ao apertá-lo, somos levados a um carrossel de janelas do sistema. Falando nelas, temos cinco janelas na página principal para serem personalizadas com atalhos de apps e widgets.

Material do tablet DL HD7 não é ótimo, mas dá um bonito acabamento (Foto: Stella Dauer)Material do tablet DL HD7 não é ótimo, mas dá um bonito acabamento (Foto: Stella Dauer)


Aplicativos  

Se tem uma coisa que podemos dizer ser excessiva nesse tablet é a quantidade de apps instalados: são quase 60, já presentes na memória. É possível desinstalar muitos, mas há utilidade para quem não está acostumados a essa tecnologia e prefere não perder tempo baixando apps. Nesse caso, a seleção é agradável e há muito o que fazer nele.

Os básicos do Google não faltaram: Gmail, Google Docs, Google Tradutor, Gravador de voz, Agenda, Pesquisa, YouTube, Play Store e Navegador. Os que dependem de conexão 3G ou GPS, no entanto, ficaram de fora. Para os mais técnicos, encontramos apps como Andro12C e Droid 48 (calculadoras científicas), ConvertPad, ElectroDroid (para quem lida com eletrônica) e o LCD stop watch. Se você gosta de ler, ele tem o Kindle, FBReader, Adobe ReaderOfficeSuite Pro. Para gerenciar aplicativos, AstroFile manager.

Um recurso interessante está nos apps Kid mode e Parent Dashboard, que permitem que você configure um espaço especial para crianças brincarem com o tablet, limitando o acesso a locais que possam causar problemas. Há também apps muito úteis, como o Dropbox, WordNews e Skype, além dos leitores de mídia TuneIn Radio e Vortex Player. Para as redes sociais, InstagramYahoo! Messenger e Myspace. Outros dois, como o PicSpeed Wallpaper e Androidlost, também vêm na memória. Se você gosta de jogo, vai se esbaldar com o HD7: Angry Birds Space, Pinball, PAC-MAN, miniTruco, Damas, Chess, X Construct, Tangram Moment, Tic Tac Toe, Traffic Jam, dentre vários outros títulos.

Canto do tablet DL HD7, com uma câmera embutida (Foto: Stella Dauer)Canto do tablet DL HD7 com uma câmera embutida (Foto: Stella Dauer)


Música, mídia e câmera  

O som externo não é muito alto e tende para os graves, mas funciona bem. Se você colocar o HD7 sobre uma mesa, o som desaparecerá. É possível acertar um pouco com a ajuda do equalizador, que traz pré definições e a opção de ajuste manual. Nos fones de ouvido (parecidíssimos com o primeiro modelo da Apple) o som é bem mais alto, embora ligeiramente abafado.

Nos vídeos, o HD7 leu os arquivos em Full HD com relativa facilidade. A definição da tela não é muito alta, mas se mostrou muito confortável para a reprodução de filmes. Com a conexão HDMI presente, você pode ligar o tablet a uma TV HD e passar vídeos direto na tela maior.

O HD7 só conta com uma câmera, na frente do aparelho. Ela serve essencialmente para videochamadas, pois possui apenas 2 megapixels de qualidade e não tem autofoco ou flash. Pode quebrar um galho em capturas para o Instagram ou o Facebook, por exemplo, e com luz fraca ela até que apresentou bons resultados, sem deixar a imagem escura demais. As configurações disponíveis são pouquíssimas: o uso é extremamente básico, assim como a captura de vídeos em baixa definição, mas que também quebra um galho em registros corriqueiros.

Tablet DL HD7: conteúdo da caixa (Foto: Stella Dauer)Tablet DL HD7: conteúdo da caixa (Foto: Stella Dauer)


Bateria e armazenamento  

A bateria surpreendeu bastante. Com uso moderado, ao longo do dia o HD7 aguentou quase 24 horas longe da tomada. Com o uso mais pesado, em jogos e Wi-Fi ligado, dentre outras tarefas exigentes de processamento, o tempo chegou a 9 horas - um ótimo resultado, comparável até ao iPad, da Apple. Em stand by , aguentou quase dois dias de bateria.

O único porém dessa bateria é o fato de ela não poder ser recarregada na tomada via USB. A conexão é proprietária e depende do cabo que acompanha o kit. Assim, você precisa levar mais um item se quiser carregá-lo por aí.

O armazenamento é pequeno, de apenas 4 GB; o que é bem pouco, considerando o peso dos aplicativos mais interessantes disponíveis atualmente. Para contornar este problema a DL colocou um slot para cartões microSD, onde você pode colocar mais 32 GB. Ainda assim é bom ficar de olho no que você decide instalar, pois o espaço pode acabar rapidamente.

O que vem na caixa  

A caixa traz apenas o básico e pelo preço já está mais do que bom. Com o tablet encontramos um guia curto e rápido (o manual mais completo pode ser baixado da internet, no site oficial da empresa), um cabo USB, fones de ouvido convencionais e um carregador. Levando em consideração que tablets famosos como o Nexus 7 não trazem nem fones de ouvido, o HD7 deixou o consumidor no lucro.

Ficha técnica

 Tela7 polegadas
 Resolução800 x 480 pixels
Sistema operacional Android 4.0 Ice Cream Sandwich 
Processamento 1,2GHz; 1 GB de RAM 
 RedeNão
 Armazenamento4 GB
 Câmera2 megapixels
 ConectividadeWi-Fi 802.11 b/g/n, USB, HDMI 
Dimensões 23,5 x 16 x 6,5 cm 
Peso  570g 



Nota TechTudo

NOTA tt
6.6
Design
7
Desempenho
7
Tela
7
Câmera
5
Custo-benefí­cio
7

Prós

  • USB normal aceita acessórios
  • Vem com Android 4.0
  • Processador para vídeos
  • Conexão HDMI
  • Reproduz vídeos em Full HD

Contras

  • Não possui GPS ou Bluetooth
  • Sem 3G
  • Pode esquentar demais
  • Conexão da bateria não é USB
  • Tela tem pouca definição
Seja o primeiro a comentar


Imagem do usuário
Sair

Quer realmente sair da globo.com?

Imagem do usuário

recentes

populares

  • Talita Nascimento
    2013-12-23T22:57:34

    Como desbloqueio o meu tablet dl

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário