Jogos de aventura

NOTA tt
7.5

Review Kingdom Hearts HD 2.8 Final Chapter Prologue

Mais uma vez, de volta aos sonhos

Felipe Vinha
por
em

Kingdom Hearts HD 2.8 Final Chapter Prologue é um nome grande para um jogo que não é tão grande assim, em muitos aspectos. O game é mais uma compilação da saga da Square Enix, mas agora relançada no PS4, recontando fatos e preparando terreno para Kingdom Hearts 3, que não tem notícia de quando será lançado. Saiba o que achamos deste “novo” título na análise completa:

Confira o review Kingdom Hearts HD 1.5 ReMIX

Tem novidade, mas nem tanto

Como citamos logo acima, Kingdom Hearts HD 2.8 Final Chapter Prologue é um relançamento, por isso não se pode esperar tanto por conteúdo inédito, ainda que tenha. Mas vamos por partes: o primeiro jogo que faz parte da compilação, e o único que pode ser considerado um jogo “completo”, é Kingdom Hearts: Dream Drop Distance HD, que é uma adaptação em alta definição do mesmo game, que saiu originalmente no Nintendo 3DS.


Em Dream Drop Distance, tivemos o retorno de Sora e Riku em uma aventura original, continuando pela primeira vez os fatos que ocorreram em Kingdom Hearts 2. Foi a primeira sequência verdadeira da série, e agora podemos ver isso em uma tela maior, com melhores gráficos e maior definição.

O conteúdo da história continua intacto: Sora e Riku participam do exame para se tornarem mestres da Keyblade e, assim, visitam novos mundos da Disney e reencontram amigos do passado. O jogo mantém tudo que fez do game original bom o suficiente para valer uma jogada, mas não traz nada exatamente de “novo”.

Kingdom Hearts HD 2.8 Final Chapter Prologue (Foto Divulgação/Square Enix)Kingdom Hearts HD 2.8 Final Chapter Prologue (Foto Divulgação/Square Enix)

Ao menos há espaço para mudanças: os sistemas que usavam a câmera do 3DS e a tela sensível ao toque do aparelho foram removidos, ou melhor, retrabalhados, e se tornaram minigames com cartas, o que pode não agradar a todos. Talvez fosse melhor manter algum tipo de conteúdo neste sentido, mas usando a câmera do PS4, ainda que nem todo mundo tenha uma. Poderia ser um recurso opcional.

Contudo, ao menos Dream Drop Distance está muito bonito e realmente dá gosto de se ver. Por mais que não seja novidade alguma para quem já terminou no 3DS, o jogo pode ser aproveitado por que não teve a oportunidade de jogar na época.

Kingdom Hearts HD 2.8 Final Chapter Prologue (Foto Divulgação/Square Enix)Kingdom Hearts HD 2.8 Final Chapter Prologue (Foto Divulgação/Square Enix)

O próximo conteúdo do pacote é o mais interessante dele, ainda que seja também o mais curtinho: Kingdom Hearts 0.2: Birth by Sleep – A Fragmentary Passage. Trata-se de um episódio bem rápido e focado em Aqua, personagem vista em Birth By Sleep, jogo de PSP, envolvendo ainda o Rei Mickey.

História curta

O enredo é curto, porém prazeroso de se acompanhar. Aqua é uma personagem carismática por si só, mas a ajuda do Rei Mickey deixa tudo mais divertido, já que alguns pequenos segredos da história de Kingdom Hearts são desvendados pela dupla. Nada muito revelador, é claro, já que Kingdom Hearts 3 está muito distante de ser lançado, mas ainda assim é um pouco interessante de se acompanhar.

Kingdom Hearts HD 2.8 Final Chapter Prologue (Foto Divulgação/Square Enix)Kingdom Hearts HD 2.8 Final Chapter Prologue (Foto Divulgação/Square Enix)

Outro ponto de destaque em A Fragmentary Passage é que a jogabilidade já usa a mesma tecnologia que será aplicada em Kingdom Hearts 3. Assim, temos gráficos ainda melhores do que os são vistos em Dream Drop Distance HD.

Por fim, temos a estranha experiência de Kingdom Hearts χ Back Cover, que é um “filme”, contando os fatos de Kingdom Hearts χ, que saiu originalmente nos celulares. Este é o ponto mais fraco da compilação, que traz nada mais do que uma história narrada por novos personagens, entregando mais alguns detalhes da série.

Kingdom Hearts HD 2.8 Final Chapter Prologue (Foto Divulgação/Square Enix)Kingdom Hearts HD 2.8 Final Chapter Prologue (Foto Divulgação/Square Enix)

Kingdom Hearts χ Back Cover não é nada notável e pode ser jogado por último, ou melhor dizendo, “jogado”, já que só assistimos mesmo, sem qualquer interação com os personagens. Kingdom Hearts χ Back Cover decepciona um pouco e destoa do pacote, ainda que as compilações anteriores de Kingdom Hearts tenham acompanhado conteúdo similar.

Conclusão

Kingdom Hearts HD 2.8 Final Chapter Prologue é nada mais que um grande repeteco do que já vimos antes na série, principalmente por seu principal ponto ser o relançamento de um jogo de 3DS. O complemento Kingdom Hearts 0.2: Birth by Sleep – A Fragmentary Passage é o ponto mais interessante da compilação, ainda que seja curtinho.

Por fim, Kingdom Hearts χ Back Cover nada mais é que um filme que traz mais informações da história, mas que não chega a ser tão interessante. Apesar dos belos gráficos, fica difícil recomendar sem medo a compilação para quem não é fã da série, e quem já é fã já aproveitou a maioria deste conteúdo de outra forma.

Ainda vale a pena comprar um PS3 ou Xbox 360? Comente no Fórum do TechTudo.

Nota TechTudo

NOTA tt
7.5
Gráficos
9
Jogabilidade
8
Diversão
5
Som
8

Prós

  • - Um dos games conta com a tecnologia de Kingdom Hearts 3
  • - Gráficos bem caprichados

Contras

  • - Não há atrativo para novos fãs
  • - Quem já é fã, já conhece o conteúdo
  • - Não há muito conteúdo inédito
  • - O “filme” é bem desinteressante
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares