Jogos de aventura

NOTA tt
9.0

Review The Last Guardian

Confira a análise completa do polêmico jogo de aventura do PS4

Victor Alcaíde Teixeira
por
em

The Last Guardian é o novo jogo de aventura dos criadores de Ico e Shadow of the Colossus. Quase uma década depois, o título finalmente chega ao PS4 com uma história épica sobre descobertas e companheirismo. Confira a análise completa de um dos jogos mais aguardados de 2016:

Conheça e entenda as polêmicas de The Last Guardian, game para PS4

Revelado em 2007 como um exclusivo de PS3, The Last Guardian passou por momentos turbulentos em seu longo período de desenvolvimento. O jogo do estúdio japonês Team Ico, que tem o talentoso diretor Fumito Ueda à frente dos projetos, passou por diversos adiamentos até ser dado como cancelado em 2014.

Assista ao gameplay de The Last Guardian:


Sem alarde e longe dos holofotes da indústria, a desenvolvedora decidiu retomar a produção do título, que ressurgiu das cinzas durante a conferência da Sony, na edição de 2015 da E3, a maior feira de games do mundo.

De lá para cá, muitas incertezas cercaram o projeto, afinal, sua trajetória durou mais que a própria vida útil do PS3 – a plataforma para qual o título foi originalmente planejado. Acredite se quiser: The Last Guardian está, enfim, entre nós.

The Last Guardian: confira a análise completa (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)The Last Guardian: confira a análise completa (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

Animal fantástico e onde habita

The Last Guardian conta a história de um jovem garoto e seu animal híbrido, carinhosamente apelidado de "Trico", uma gigantesca criatura inspirada em seres mitológicos. Juntos, eles embarcam em uma missão para desvendar os segredos de um mundo mítico, colocando à prova a relação de amizade construída de forma inesperada.

The Last Guardian tem mecânicas voltadas à interação entre personagens (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)The Last Guardian tem mecânicas voltadas à interação entre personagens (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

As mecânicas de jogo são simples e voltadas unicamente à interação entre a dupla. No início, o garoto precisa ganhar a confiança de Trico por meio de gestos afetivos, como um pai e seu filhote recém-chegado. Ao longo da jornada, o jovem ensina o bicho a realizar movimentos e ações naturais, como saltar, deitar e comer.

A estrutura de jogo basicamente se resume a obstáculos e quebra-cabeças bem elaborados. A parceria entre o jovem e Trico é sempre testada em puzzles e desafios peculiares. Ambos precisam trabalhar em conjunto, na mesma linha de pensamento, para que as estratégias sejam executadas da maneira correta.

Enquanto o garoto procura uma alavanca entre os escombros no topo de uma torre, por exemplo, o animal deve se manter estrategicamente posicionado no chão para amortecer a sua queda. É realmente impressionante ver as mecânicas funcionando bem entre o personagem conduzido pelo jogador e o animal controlado pela máquina.

The Last Guardian: trabalho em equipe é essencial para vencer os obstáculos (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)The Last Guardian: trabalho em equipe é essencial para vencer os obstáculos (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

Diferentemente de Shadow of the Colossus, cujo foco era o combate contra os titãs, The Last Guardian é, essencialmente, um jogo de exploração. Ainda que Trico tenha que atacar os cavaleiros de pedra em situações pontuais, o personagem controlável não se envolve diretamente em confrontos e age apenas em segundo plano.

A inteligência artificial do bicho funciona bem em alguns trechos, mas deixa bastante a desejar em outros. É comum ver Trico perdido no meio do cenário sem saber o que fazer, mesmo sendo orientado diversas vezes para executar determinada ação. Geralmente, é necessário chamar a atenção de Trico e apontar para algum elemento do ambiente para fazê-lo realizar a tarefa.

Apesar disso, a inteligência falha parece, às vezes, ser algo proposital. É a mesma dificuldade de um dono que acaba de trazer um novo animal para o seu lar. A mesma dificuldade, inclusive, que Agro tinha em obedecer aos comandos de Wander. Trico precisa ser adestrado aos poucos, então é necessário ter paciência.

The Last Guardian tem puzzles desafiadores (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)The Last Guardian tem puzzles desafiadores (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

O misterioso universo de The Last Guardian garante uma imersão que poucos jogos conseguem proporcionar – méritos, é claro, de Fumito Ueda e sua equipe. Formado por ruínas gigantescas e construções arquitetadas por civilizações mortas, o mundo é desolado, porém vivo.

A sensação de solidão, uma das marcas registradas do estúdio Team Ico, ainda existe, mas é menos impactante em comparação a Ico e Shadow of the Colossus. Isso porque, agora, o protagonista tem um belo companheiro ao seu lado, e você depende dele a todo momento.

Tecnicamente limitado

Por ter quase dez anos de vida, é natural que The Last Guardian apresente algumas limitações técnicas, como texturas borradas, efeitos sutis de iluminação e reflexo, além de detalhes tímidos em personagens e componentes do cenário.

The Last Guardian é tecnicamente limitado, mas capricha no level design (Foto: Reprodução;Victor Teixeira)The Last Guardian é tecnicamente limitado, mas capricha no level design (Foto: Reprodução;Victor Teixeira)

Mesmo assim, a direção de arte é impecável e faz jus ao nome de Ueda, com ambientes fenomenais e áreas para se guardar na memória. O padrão artístico, por sua vez, é o mesmo empregado em Shadow of the Colossus, porém adaptado ao console da atual geração – inclusive com suporte ao recurso HDR, que equilibra o nível das cores.

Como era de se esperar, a aventura é conduzida com maestria por belíssimas canções orquestradas em cenas de ação. No mais, apenas os gritos do jovem e os passos pesados de Trico podem ser ouvidos, o que amplifica a sensação de isolamento.

Conclusão

The Last Guardian é uma obra atemporal ditada em tom poético, um game que mesmo depois de nove conturbados anos permanece atual graças ao forte apelo emocional, que faz falta nos jogos de hoje.

O título não se sobressai pela jogabilidade e nem pelos gráficos de ponta: ele apenas faz com que a relação profunda entre companheiros tão diferentes entre si seja algo especial. Em meio a tantos jogos de ação no mercado, eis uma experiência que finalmente é capaz de tocar corações.

O que você acha do Xbox One? É melhor que o PS4? Dê sua opinião no Fórum do TechTudo!

Nota TechTudo

NOTA tt
9.0
Gráficos
8
Jogabilidade
8
Diversão
10
Som
10

Prós

  • Interação bem explorada entre personagens
  • Mundo imersivo
  • Desafios bem elaborados
  • Trilha sonora fenomenal
  • Level design incrível

Contras

  • Jogabilidade com alguns problemas
  • Tecnicamente limitado
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Vagner Machado
    2016-12-08T12:32:22  

    Comprado, e zerado em menos de 10hs. Visual bonito e mecânica diferenciada. E só. 9 é exagero. 7.5 pela demora que foi e pelo fato de estar rodando cagado no ps4beta que a nossa amada Sony nos quis vender por 4mil reais.

    recentes

    populares

    • Vagner Machado
      2016-12-08T12:32:22  

      É por isso mesmo! Vc teve uma ótima visão. O jogo é muito belo, emotivo...mas...putz...eu não sei...Shadow me cativou muito mais e não sei por que....

    recentes

    populares

    • Vagner Machado
      2016-12-08T12:32:22  

      Primeiro que não é "PS4 beta", não muda praticamente nada para o Pro. Segundo que não tá rodando cagado no PS4 normal, zerei hoje no meu PS4 e achei o visual incrível.

  • Wendel Pereira
    2016-12-08T21:44:25  

    Que jogo pra fim de ano e férias hein kkkk Ainda tô jogando Forza Horizon 3, multiplayer do Gears 4, acabei de pegar Recore, e terminando já vou pro Dead Rising 4! Esse jogo do cachorro, ou galinha sei lá, vai ser mais um daqueles que todo mundo fala mas ninguém compra!

    recentes

    populares

    • Wendel Pereira
      2016-12-08T21:44:25  

      Legal, né, cara, então porque 90% da comunidade gamer só fala em morrer de vontade de JOGAR The Last Guardian desde que quando foi anunciado pela primeira vez em 2009 e esses jogos que vc citou fizeram a Microsoft ter que levá-los pro PC porque no Xbox One não vende nada?

    recentes

    populares

    • Wendel Pereira
      2016-12-08T21:44:25  

      Kkkkkkkkkkk Ah cara vai dormir

  • Gustavo Lara
    2016-12-08T13:51:11  

    Tem um canal gamer no YT ube que possui uma seção que se chama "a primeira meia hora". Estava assistindo o vídeo da primeira meia hora de The Last Guardian e deu vontade de jogar. Agora lendo sobre as limitações gráficas e de áudio, não sei se pagaria mais de 40,00.

    recentes

    populares

    • Gustavo Lara
      2016-12-08T13:51:11  

      Se vc só liga pra gráfico, então deve achar The Order uma maravilha e Dark Souls uma bosta. É cada uma que aparece...

    recentes

    populares

    • Gustavo Lara
      2016-12-08T13:51:11  

      Risos. Eu sabia que o pessoal ia vir falar "só liga pra gráficos" quando em nenhum momento eu disse isso. Eu curto todos os jogos com boas histórias, mas se tiver uma boa história e, adicionalmente, bons gráficos e bons efeitos audiovisuais, valerá a pena pagar mais por isso.

  • Comentador Franco
    2016-12-09T18:10:57  

    Mais um pra série filme interativo com gameplay pouco polido.

    recentes

    populares

    • Comentador Franco
      2016-12-09T18:10:57  

      Segundo a review, o ponto alto do jogo é diversão e história. O ponto baixo é jogabilidade. É sim um filme interativo, e isso não é uma crítica, apenas um estilo de jogo. E pelo visto vc gosta muito desses. Deixa eu ver, vc deve ter sido dos caras que gostou do The Order, acertei?

    recentes

    populares

    • Comentador Franco
      2016-12-09T18:10:57  

      E outra, um site que dá nota 8.3 pra No Man's Sky não tem uma análise muito confiável.

  • William
    2016-12-08T11:46:31  

    Se for metade de Shadow, já está ótimo !

    recentes

    populares

    • William
      2016-12-08T11:46:31  

      Shadow of the colossus, muito bom

    recentes

    populares

    • William
      2016-12-08T11:46:31  

      Não chega infelizmente...Shadow é muito melhor

  • Jefferson Sarinho
    2016-12-08T14:24:19  

    Que gráficozinho de ps2, fail

    recentes

    populares

    • Jefferson Sarinho
      2016-12-08T14:24:19  

      Fala isso porque não jogou

  • Reginaldo Vieira
    2016-12-08T11:27:52  

    game interessante, visual belíssimo.

    recentes

    populares

    • Reginaldo Vieira
      2016-12-08T11:27:52  

      Visual belíssimo........kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Wiltatu
    2016-12-08T11:55:35

    A história do jogo é muito boa, vale a pena.