Jogos de ação

NOTA tt
6.0

Review Mindjack

Já imaginou se a tecnologia pudesse nos levar para o corpo de qualquer outra pessoa, ou até mesmo para dentro de uma máquina, com um simples comando? Esta é a proposta do jogo de ação da Square/Enix Mindjack. Confira a análise completa do game:

Diego Borges
por
em

Nome: Mindjack
Gênero: Ação
Distribuidora: Square/Enix
Plataformas: PS3 / Xbox 360

Já imaginou se a tecnologia pudesse nos levar para o corpo de qualquer outra pessoa, ou até mesmo para dentro de uma máquina, com um simples comando? Esta é a proposta do jogo de ação da Square/Enix Mindjack. Confira a análise completa do game:

Enredo surreal

mindjack (Foto: Divulgação)Mindjack (Foto: Divulgação)

A proposta de Mindjack causa uma certa desconfiança logo na primeira impressão, pois o enredo do game baseia-se no agente Jim Corbijn, que utiliza uma tecnologia "ainda desconhecida", capaz de fazer com que o personagem se apodere de seres humanos e máquinas como se fosse um espírito. Diante dessa curiosa habilidade, Jim combate as forças clandestinas em uma guerra entre governos e corporações.

Além de fantasioso, o enredo não consegue ser envolvente e explorar de maneira eficiente o tema que, apesar de um pouco absurdo, poderia ser desenvolvida em uma bela trama, de pura ficção-cientifica.

Apodere-se de todos

Minjack tenta revolucionar o gênero aplicando um interessante sistema de controle de personagens. Graças a tal tecnologia, você pode simplesmente sair de seu corpo e entrar na mente de qualquer outro indivíduo, seja ele um aliado ou um inimigo. E como se não bastasse, Jim ainda pode controlar máquinas de guerra, como robôs e pequenos tanques.

Embora absurda para um comparativo com a vida real, a mecânica mostra-se eficiente em diversos momentos do combate, como quando o personagem fica encurralado. Nesse caso, é fundamental apoderar-se de um soldado inimigo e bancar o traíra, atacando a tropa totalmente desprevenida e tirando o foco do personagem. Mas vale lembrar que para se apoderar de soldados e máquinas inimigas, eles precisam sofrer algum dano antes. Do contrário, voce vagará como um espírito sem rumo.

No jogo, também é possível criar um pequeno exército de aliados sem precisar se apossar de ninguém. Basta esperar que seus inimigos caiam e, assim que a opção surgir, levar mais um para o seu lado.

mindjack (Foto: Divulgação)Mindjack (Foto: Divulgação)

Jogabilidade comprometida

O game apresenta a mesma mecânica em terceira pessoa como em Vanquish e Gears of War, e consegue executar com eficiência bem próxima de seus consagrados concorrentes. O sistema de mira é bastante eficiente, e a movimentação do personagem para se proteger dos tiros e de outros ataques inimigos é executada com perfeição.

Mas chama a atenção um nítido bug em determinados momentos em que o personagem se desloca para os lados e deixa de se proteger. Em certos momentos, ele simplesmente atravessa barreiras para atirar. Em outros, embora esteja protegido, os tiros passam por eles (não se sabe por onde) e lhe acertam.

mindjack (Foto: Divulgação)Mindjack (Foto: Divulgação)

Modo online consegue escapar do fiasco

O grande atrativo do jogo fica por conta do modo online. No cooperativo, os jogadores são divididos em times, e a disputa permite que se utilize quaisquer indivíduos espalhados pelos cenários, tornando-os aliados ou simplesmente controlando-os para surpreender seus adversários.

Já o modo multiplayer permite evoluir seu personagem através de pontos de experiências, denominados buffs. Com eles, é possível aumentar a vitalidade de seu personagem e evoluir as habilidades de combate.

Gráficos e áudio simples

Mindjack não é um título que será lembrado pelo excelente trabalho da parte gráfica. Os cenários do game são bem desenhados, mas ao mesmo tempo bem simples para um game de ação do porte da atual geração de consoles. Os personagens também não possuem uma grande variedade de expressões faciais nos diálogos, deixando apenas as animações como ponto alto da parte gráfica do game.

O som, por outro lado, merece um destaque graças à boa aplicação de efeitos Dobly Surround 5.1, mas quase todas as armas possuem o mesmo barulho, principalmente pistolas e sub-metralhadoras.

mindjack (Foto: Divulgação)Mindjack (Foto: Divulgação)

Todos andam armados

O lance mais inusitado de Mindjack é referente ao porte de arma de praticamente todos os personagens espalhados pelo cenário. Citamos como exemplo uma das primeiras fases, passada dentro de uma estação de metrô. Cidadãos comuns se protegem da saraivada de tiros entre seu personagens, aliados e as tropas inimigas. Até então, são pobres criaturas se protegendo, repletas de medo, porém, quando você se apodera das mesmas, uma pistola surge misteriosamente em suas mãos. Resumo da ópera: Será que todos os cidadãos em 2031 levam armas de fogo da mesma forma que carregamos nossos celulares e smartphones nos dias de hoje?

Inimigos nada inteligentes

Talvez a grande decepção do game seja relacionada a falta de inteligência artificial de seus inimigos. Além da velha fórmula de sempre se posicionar no mesmo lugar para atirar, ainda nos deparamos com situações que chegam a se tornar inusitadas. Um bom exemplo disso é tentar atirar uma granada contra um inimigo: Por mais que ele veja o objeto sendo arremessado e parando ao seu lado, o indivíduo não pula, não se move, não faz absolutamente nada! Apenas espera se explodir junto com o artefato.

Outro exemplo bem comum é na hora de trocar de corpo. A situação é a seguinte: Você está em fogo cruzado com um soldado inimigo, então troca de corpo com um aliado armado, fica ao lado deste mesmo soldado, e ele simplesmente o ignora, continuando a trocar tiros com o corpo anterior. Daí é só puxar o gatilho e “mandar mais um pro saco”.

mindjack (Foto: Divulgação)Mindjack (Foto: Divulgação)

Outros pontos negativos

A falta de criativade na elaboração de seus inimigos merece destaque. Durante todo o game você vai se deparar com vários soldados de uniforme azul e uma limitada variedade de outros soldados, maquinas e robôs. Os aliados também são bem similares, formando uma verdadeira “horda de gêmeos” em cada localidade. A versatilidade de Mindjack não atinge nem mesmo o armamento do game, que conta com aproximadamente 8 variações de pistolas e outras armas mais pesadas.

Outro fator contra o game é em relação ao seu enredo totalmente linear. Convenhamos que boa parte dos games de ação adotam este mecanismo que, para alguns, não é considerado algo tão grave, afinal, o intuito desse tipo de jogo é andar e atirar. E só.

  •  
mindjack (Foto: Divulgação)Mindjack (Foto: Divulgação)

Conclusão

Mindjack tinha tudo para ser um dos destaques do ano, com um enredo fantasioso e interessante, e uma mecânica que merecia ser melhor explorada. Porém, os desenvolvedores pecaram no excesso de simplicidade dos elementos gráficos e da jogabilidade. Apenas o modo multiplayer torna o jogo atraente. Fora isso, ele não passa de um daqueles jogos que em breve entrarão em promoção nas lojas.

5 dicas para Mindjack:

1 - Use e abuse das granadas contra inimigos em grande quantidade. Conforme foi descrito mais acima, eles simplesmente não fazem nada, esperando pacientemente o momento de voar pelos ares.

2 - Sempre que encontrar algum robô encostado em algum canto aproveite para se apossar do mesmo, pois além de um maior poder de fogo, lembre-se que fora do corpo de Jim ele age sozinho. Portanto, manipular um robô é uma grande chance de ter mais um aliado para seu grupo.

3 - Quando encontrar outra arma de grande porte, livre-se das armas menores. Jim consegue carregar duas metralhadoras ao mesmo tempo. Isso sem mencionar que o poder de fogo é muito maior.

4 - Aproveite que os civis que andam fortemente armados (isso mesmo!) e utilize-os para sair de situações complicadas, como quando cercado de inimigos em um espaço limitado.

5 - Antes de eliminar um inimigo, na maioria das vezes, enquanto ele estiver caído, você pode transforma-lo em um aliado. Isso se torna uma boa iniciativa para surpreender seus inimigos. Entretanto, eles possuem pouca energia e duram muito pouco antes de falecerem.

Nota TechTudo

NOTA tt
6.0
Gráficos
7
Jogabilidade
6
Diversão
7
Som
6

Prós

  • - Modo multiplayer interessante.
  • - Sistema de controle da mente bem inovador.

Contras

  • - Gráficos simples.
  • - I.A. fraca.
  • - Jogabilidade deixa a desejar.
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares