TechTudo a tecnologia descomplicada
Multilaser Onix

Multilaser Onix

saiba tudo
  • Categoria Tablets e E-readers

Review

Notas do editor
Prós
  • Conexão 3G e HDMI;
  • Dois USB, uma delas OTG;
  • Funciona como telefone.
Contras
  • Design esquisito;
  • Tela com problemas;
  • Jogos pesados travam.
Conclusão

Se você não pode ou não quer gastar mais de R$ 1 mil em um tablet, mas ainda assim quer o conforto de uma conexão HDMI, 3G e assistência no Brasil, pode optar por esse modelo. É preciso ficar atento as suas limitações, mas ele deve agradar os menos exigentes.

23/Mai/2013 08h00 - Atualizado em 23/05/2013 11h47

Review do Multilaser Onix: tablet tem 3G e HDMI, mas não convence

Stella Dauer Para o TechTudo

O tablet Onix é um dos vários modelos vendidos pela Multilaser no Brasil. Ele vem com conexão HDMI, entrada para cartões SIM com 3G e vários outros recursos que o fazem uma opção barata, porém frágil, de um tablet interessante. Veja como ele se saiu nos testes:

Visão geral do Multilaser Onix NB018/NB017 (Foto: Stella Dauer)Visão geral do Multilaser Onix NB018/NB017 (Foto: Stella Dauer)

Design

O tablet não tem grande apelo visual. A moldura ao redor de sua tela tem dimensões desnecessariamente grandes para um aparelho com 7 polegadas, e ele também pode ser considerado grosso. Mas mesmo com essas dimensões (ainda mais perceptíveis no modelo branco), é fácil segurar o tablet sem tocar na tela por engano.

O Multilaser Onix, por outro lado, não é muito pesado: tem 380 gramas. Com cantos arredondados e arestas suaves, o modelo testado é branco na frente e rosa nas laterais e na traseira, mas há uma opção toda em preto.

A frente abriga a tela, botão home, LED de aviso e uma câmera frontal (para ser usada na horizontal). Atrás ficam as saídas de som, a câmera traseira e indicações sobre as conexões. No lado esquerdo, a entrada do chip SIM, e no lado direito, os botões de energia e volume.

Suas verdadeiras funcionalidades, no entanto, estão posicionadas na parte de baixo: microfone, entrada para microSD, conexão da fonte, miniUSB (para conexão com o computador), botão de reset, mini HDMI, miniUSB para OTG e entrada para áudio. Ter todas as conexões de um mesmo lado é muito útil, e é difícil encontrar essa variedade de conexões e botões, mesmo em tablets mais caros.

Multilaser Onix vem com traseira em plástico rosa, mas também há um modelo preto (Foto: Stella Dauer)Multilaser Onix vem com traseira em plástico rosa, mas também há um modelo preto (Foto: Stella Dauer)

O botão físico do Onix, entretanto, é um pouco desnecessário. Por outro lado, o fato de a câmera frontal estar posicionada na horizontal prova que houve um estudo para saber que as videoconferências ficam melhor em widescreen.

Tela

A primeira coisa a se notar é que a tela é um ímã de sujeira. Em segundos o display do Multilaser Onix fica cheio de marcas de dedo, que ao menos podem ser limpas com um pano ideal para essa tarefa, que já vem na caixa. Ainda assim, trata-se de uma tela razoável de 7 polegadas multitoque TFT capacitiva.

Protegida por vidro, a tela não é superdefinida: tem resolução de 480 x 800 pixels e densidade de pixels de 160 ppi. Por conta disso, seus pixels podem ser vistos a olho nu, mas não há problema algum nisso se for considerado apenas tarefas do dia-a-dia. Ainda assim, é possível assistir filmes, seriados e outros vídeos sem quaisquer problemas: a tela é boa para isso. Além disso, sua sensibilidade ao toque responde de forma suave, com bom retorno.

Botão e câmera do tablet Multilaser Onix (Foto: Stella Dauer)Botão e câmera do tablet Multilaser Onix (Foto: Stella Dauer)

Por outro lado, os componentes da tela parecem frágeis. Segurando com força, é possível tirar algo do lugar e perceber listras de erro na tela. Algumas "batidinhas" na traseira podem fazê-lo voltar ao normal, mas isso também pode ter sido um problema isolado do modelo testado.

Hardware e processamento

Embora seja um tablet mais simples, o Multilaser Onix tem um conjunto de processamento acima do básico: 512 MB de memória RAM e um processador Cortex-A8 de 1 GHz.

Nos testes, o aparelho levou mais de dois segundos para que a tela ligasse em hibernação. Em compensação, aguentou muito bem no multitarefa. Com jogos mais simples não houve problemas: testamos Angry Birds Space e Fruit Ninja sem engasgos. Nos jogos mais pesados, como o Blood and Glory: Legends, o tablet conseguiu um desempenho com poucos lags, mas encerrou o app inesperadamente algumas vezes.

Em tarefas árduas, o tablet pode até esquentar um pouco, mas nada comparado a outros modelos concorrentes, notavelmente mais quentes.

Botões de energia e volume do tablet Multilaser Onix NB018/NB017 (Foto: Stella Dauer)Botões de energia e volume do tablet Multilaser Onix NB018/NB017 (Foto: Stella Dauer)

Nas conectividades e nos sensores, encontramos tudo o que é necessário: Wi-Fi b/g, Bluetooth, HDMI, USB e 3G, giroscópio, sensor de luz e barômetro, faltando apenas o GPS. Seu 3G é dual-band, enquanto o 2G é quad-band, por isso atente-se a frequência de sua operadora antes de contratar um plano 3G.

Uma coisa que bem interessante nele é a existência de uma segunda conexão miniUSB, funcionando com a tecnologia OTG (On-the-go). Essa função permite a conexão de diversos periféricos ao tablet, como teclados, mouses, controles de vídeo game, dentre vários outros. Nos testes, o Multilaser Onix reconheceu o mouse sem fio da Microsoft (que precisa de um transmissor USB) e um teclado da Apple perfeitamente, trabalhando simultaneamente. Com tal capacidade, este tablet pode substituir tranquilamente um netbook para estudantes e pessoas que trabalham com textos. Mas há um ressalve: as indicações de qual USB é usado para dados e qual possui a OTG estão trocadas no tablet.

Multilaser Onix vem com slot para SIM card (Foto: Stella Dauer)Multilaser Onix vem com slot para SIM card (Foto: Stella Dauer)

Sistema operacional

A versão do Android do Onix é a 4.0.3 (Ice Cream Sandwich), que não chega a ser a mais atual, 4.2 (Jelly Bean), mas já é bem estável e moderna. A partir da quarta versão do Android, o sistema começou a vir com grandes melhorias de performance e completamente adaptado para as telas dos smartphones e tablets. Sendo assim, a interface é adequada para o aparelho e sua tela.

No sistema, nota-se a ausência da barra superior de notificação. Ela, assim como na versão 3.0 do Android, fica posicionada na parte inferior, junto aos botões virtuais do sistema; voltar, home e multitarefa. Ao lado deles ficam outras informações, mostrando as horas, as redes disponíveis e outros avisos do sistema.

Conexões disponíveis no Multilaser Onix (Foto: Stella Dauer)Conexões disponíveis no Multilaser Onix (Foto: Stella Dauer)

Para abrigar o 3G, há pequenas modificações em alguns widgets e na barra de notificações. Assim, é possível ligar e desligar o pacote de dados com mais facilidade. O sistema foi muito pouco mexido, e por isso dá até pra considerar que ele vem com um "Android puro".

Aplicativos

São 38 aplicativos embarcados no Onix; todos bem úteis. Se o futuro comprador ainda não tiver o domínio de como baixar e comprar aplicativos, a seleção vinda nele pode apetecer bem.

Instalados, há apps do Google (Gmail, Latitude, Locais, Mapas, Pesquisa, Pesquisa por Voz, Play Store, Gtalk e YouTube), e os padrões do sistema, Agenda, Calculadora, Câmera, E-mail, Estúdio de filme, Galeria, Mensagens, Música, Navegador, Pessoas, Gravador de Som, Relógio e News & Weather.

Saídas de som do tablet Multilaser Onix (Foto: Stella Dauer)Saídas de som do tablet Multilaser Onix (Foto: Stella Dauer)

Nos jogos, dois apps completos: Angry Birds Space e Fruit Ninja. Nos apps de outros desenvolvedores, destaques para Skype, eBuddy, Evernote, Facebook, Twitter, ES Explorador de arquivos, ES Task Manager e o app completo Documents To Go, para visualização e edição de arquivos Office.

Há também o reprodutor de vídeos Utplayer, um eManual, um instalador de arquivos externos ApkInstall e até o app Telefone, para realizar ligações. Para quem acha interessante fazer dele um “smartphonão”, a funcionalidade ao menos já está lá para ser usada.

Música e vídeo

A caixa vem com fones convencionais, que - nos testes - não funcionaram, mas por ser de qualidade duvidosa, pode ser substituído por qualquer outro modelo melhor. Com fones de outras marcas, tudo funcionou sem problemas - e sem destaques.

O volume externo é bom, alto e bem equilibrado, mas as duas saídas de áudio ficam de um mesmo lado, o que elimina a sensação do estéreo. Por outro lado, mesmo em cima de uma superfície, seu áudio não fica abafado. Notificações de e-mail e mensagens, por exemplo, podem ser ouvidas de longe.

Informações textuais sobre as conexões do tablet Multilaser (Foto: Stella Dauer)Informações textuais sobre as conexões do tablet Multilaser (Foto: Stella Dauer)

No vídeo, o app que vem com o tablet não reproduz arquivos Full HD, mesmo possuindo uma conexão HDMI. Ainda assim, qualquer app do Google Play (existem muitos gratuitos) podem dar conta do recado e reproduzir seus vídeos em alta definição, sem engasgos.

Câmera

O Onix traz duas câmeras: uma de 0.3 megapixels na frente, para videochamadas; e uma traseira, de 2 megapixels. A frontal realmente serve apenas para chats em vídeo, pois tem pouca acuidade. Já a traseira até tira fotos razoáveis em boa luz, mas também começa a perder acuidade quando a luz é menos presente. Ao menos não tem tanto ruído, como as concorrentes.

As configurações de uso são poucas e simples. É possível ajustar os níveis de branco, a luminosidade, o tamanho da foto, o modo de foco e tirar fotos em modo panorâmico. Não há botão físico para captura, mas é possível registrar imagens tocando em qualquer lugar da tela. Tanto o vídeo como a foto contam com autofoco, o que é bem interessante e geram resultados muito bons aos vídeos.

Câmera traseira do tablet Multilaser Onix (Foto: Stella Dauer)Câmera traseira do tablet Multilaser Onix (Foto: Stella Dauer)

Bateria e armazenamento

Com o Wi-Fi ligado e em stand by, usando o brilho médio, o Multilaser Onix consegue aguentar quase 20 horas ligado. Sem o Wi-Fi, ele passa pouco mais de um dia. Em uso contínuo e pesado, com jogos e internet, sua autonomia cai para 8 horas. Desempenho razoável e aceitável, considerando o preço.

No armazenamento total, 8 GB são divididos em um cartão SD de 5,6 GB, um espaço interno de 761 MB, armazenamento A2SD de 90 MB e armazenamento do sistema de 182 MB. No geral, o espaço é satisfatório para alguns aplicativos, mas há entrada para cartões microSD de até 32 GB para quem quiser mais.

Tablet Multilaser Onix NB018/NB017: conteúdo da caixa (Foto: Stella Dauer)Tablet Multilaser Onix NB018/NB017: conteúdo da caixa (Foto: Stella Dauer)

Na caixa

O Onix vem com bastante coisa: além do tablet, há um carregador com fio, dois cabos USB, adaptador USB fêmea para o OTG, um guia rápido, fones de ouvido com microfone e um pano de limpeza.

Ficha técnica

Tela: LCD TFT 7 polegadas
Resolução de tela: 800 x 480 pixels
Sistema operacional: Android 4.0.3 (Ice Cream Sandwich)
Processador: ARMv7 Samsung Cortex-A8 S5PV210 1GHZ
Memória RAM: 512 MB
Armazenamento: 8 GB internos
Câmera: Traseira 2 MP, frontal 0,3 MP
Conectividade: Wi-Fi b/g, Bluetooth, HDMI, USB, 3G, GPRS
Dimensões: 19,6 x 12,5 x 1,2 cm
Peso: 380 gramas
Autonomia de bateria: 9 horas de uso, 28 horas em stand-by
Itens inclusos: Tablet, cabo USB, carregador com fio, pequeno manual, fones de ouvido, adaptador USB fêmea e pano de limpeza.

.


  • imprimir
  • Compartilhar no Orkut
  • Enviar para um Amigo
140 caracteres

Verificação de segurança

Gênero

  • Roger Rogers
    2013-05-24T12:43:01

    Produtos MultiLaser são muito ruins mesmo é verdade,más já dizer que tudo que vem da China é ruim é ser muito burro,os grandes fabricantes produzem na China,é tudo questão de analisar bem as coisas!.

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Nacionalismo
    2013-05-24T11:06:38

    Produtos chineses são direcionados para consumidores que estão a procura de custo beneficio, mas dizer que só fazem porcaria é muita IDIOTICE, afinal quem ganha produzindo linha A não poderia produzir outra linha A e concorrer com seus clientes, assim produzem linha B e ganham duas vezes. O mercado está ai, com o tempo, o burguês que compra status ainda vai comprar o mesmo status de marca adquirida pela uma fábrica asiática. Todos idiotas !

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Magno Correa
    2013-05-24T09:53:22

    desta marca não quero nem dado, tive um e a melhor parte foi quando concegui meu dinheiro de volta...

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Nathalia Ribeiro
    2013-05-24T09:22:22

    Já comprei tablet da multilaser e não indico a ninguém. Teve defeito em 2 meses e tocaram mais de 5x o aparelho, até que eu pedi o dinheiro de volta.

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Sonia Gomes
    2013-05-24T09:16:54

    Eu fico triste com pessoas que se acham. Os aparelhos que um leitor falou somente são montados por essas empresas. Todas as peças desde as placas até o processador são produzidas em sua grande maioria na China e em raras situações no Japão ou seja são orientais e a maior produtora de peças é a Samsung. Têm pessoas que deviam ler mais.

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário

TechTudo.com.br © Copyright 2010-2014 Globo Comunicação e Participações S.A. Política de Privacidade