Jogos de ação

NOTA tt
6.5

Review One Piece: Unlimited World Red

Será que o quinto jogo do famoso anime mudou o cenário de seus antecessores? Confira a análise do Techtudo sobre o novo jogo de One Piece.

Paulo Vasconcellos
por
em

One Piece: Unlimited World Red é o quinto título da franquia baseada no universo do anime de mesmo nome. Publicado pela Bandai Namco e lançado para Wii U, Nitntendo 3DS, PS3 e PS Vita, o game tem como responsabilidade melhorar a imagem dos jogos anteriores da franquia, que não se mostraram tão bons e entusiasmados quanto o famoso desenho japonês. Confira a análise completa do título:

Confira nossa Review de One Piece: Romance Dawn

One Piece: Unlimited World Red (Foto; Divulgação)One Piece: Unlimited World Red (Foto; Divulgação)

História e Modos de Jogo

O jogo se passa no universo do anime One Piece, onde Luffy e sua tripulação rodam o mundo em busca de missões. Em uma dessas viagens, eles conhecem um curioso guaxinim de nome Pato, que possui poderes especiais de criação de objetos a partir de folhas especiais. Durante uma visita a uma ilha, toda a tripulação – com exceção de Luffy – é raptada pelo chefe de Pato. Ao embarcar em uma missão de resgate, o Chapéu de Palha – como é conhecido Luffy – tenta descobrir quais são os verdadeiros planos do vilão Red, chefe do guaxinim.

O game conta com dois modos de jogo: Adventure Mode e Colyseum Battle. Em Adventure Mode o jogador embarcará na campanha do jogo, realizando missões, sidequests e mini-games. Já em Colyseum Battle, ele poderá escolher um dos heróis do anime para lutar contra outros NPC em batalhas mano-a-mano contra os vilões do anime, ou lutar contra uma horda de inimigos ao melhor estilo Musou.

Um desenho de computador

One Piece: Unlimited World Red utiliza a modelagem Cell Shading – aqueles gráficos que “parecem um desenho 3D”. Isso permitiu ao game deixar os personagens e cenários mais fiéis ao anime, fazendo o jogador pensar que está diante de um desenho japonês. Contudo, Unlimited World está longe de ser um jogo bonito. Os gráficos possuem resolução baixa e só são aceitáveis nos portáteis. Em consoles de mesa, como PS3 e Wii U, as imagens não são as mais belas de se ver. Falando em Wii U, não espere ver alguns features adicionais ao console da Nintendo, pois o Gamepad não oferece nenhuma novidade além de poder transferir o que está na televisão para o Gamepad e vice-versa.

Red e Pato foram desenhados pelo criado de One Piece (Foto: Reprodução/Gatheryourpaty)Red e Pato foram desenhados pelo criado de One Piece (Foto: Reprodução/Gatheryourpaty)

A taxa de quadros agradará grande parte dos jogadores. É possível ver algumas slow motions durante as batalhas e cutscenes - partes do jogo em que o jogador não interage. Falando nisso, o game apresenta muitas e longas cenas, que podem alegrar grande parte dos fãs, por parecer que estão assistindo a um episódio exclusivo do anime. Em contrapartida, os jogadores que estão mais interessados na ação podem achar entediante tantos diálogos e cenas.

Além da quantidade de quadros por segundo, outro ponto positivo do jogo são seus personagens e poderes. O criador do anime, Eiichiro Oda consegue criar facilmente heróis e vilões carismáticos, como Pato e Red, personagens os quais foram desenhados pelo próprio Oda.

Gomu-Gomu… e repete.

As primeiras horas de Unlimited World Red se resumem a entrar em um novo cenário, enfrentar uma grande quantidade de inimigo, achar uma palavra mágica que abre uma passagem para outra parte do cenário, enfrentar mais uma grande quantidade de inimigos, e por fim derrotar o chefe. É fato dizer que o jogo não oferece nenhum desafio quanto a isso.

Derrotar os inimigos é extremamente fácil – ainda mais com a ajuda de sua tripulação -, encontrar a palavra mágica é mais simples ainda e, dificilmente, o jogador morrerá durante as partidas, com exceção, é claro, nas batalhas contra os chefões. Elas são realmente divertidas e é necessário pegar rapidamente o padrão de ataque deles, senão você pode facilmente morrer. Ainda nas boss battles, outro fator interessante é que as batalhas possuem a mecânica Monster Hunter, onde em muitos casos é necessário desviar de ataques na hora certa e contra-atacar nos momentos oportunos.

As batalhas contra os chefões são divertidas e intensas (Foto: Reprodução/SayanIsland)As batalhas contra os chefões são divertidas e intensas (Foto: Reprodução/SayanIsland)

Embora a quantidade de inimigos seja menor, os combates contra os capangas se assemelham um pouco com outros jogos do gênero Musou, como Dynasty Warriors. Todavia a dificuldade e diversão dos combates foram deixadas de lado no título da Bandai. Basta alguns socos, chutes e golpes para derrotar os inimigos. E mesmo que as vezes você seja obrigado a lutar contra eles, quase sempre é possível evitar os combates fugindo em direção ao objetivo.

Dublagens e Diálogos

Diferente de muitos jogos para portáteis, One Piece: Unlimited World Red mostra um diferencial ao trazer diálogos em voz – mesmo que em japonês -, dublagens oficiais e músicas contextuadas. É possível ouvir as vozes dos atores do anime atuando nas cutscenes e diálogos do jogo, não deixando o gameplay tedioso ao ler longos textos. As músicas de fundo variam para cada cenário e não se tornam repetitivas no decorrer do jogo.

Em pontos escondidos do mapa, é possível encontrar as famosas “Words”. São frases em referência ao anime que o personagem pode falar durante o combate e antes de lançar uma habilidade especial, aumentando assim, mesmo que sutilmente, a imersão do jogo.

Jogo conta com Sidequests e mini-games (Foto: Reprodução/Onehitpixel)Jogo conta com Sidequests e mini-games (Foto: Reprodução/Onehitpixel)

Diversão e tempo de jogo

One Piece: Unlimited World Red possui um total de 10 horas de jogo. Embora a campanha seja linear e ofereça um mapa de mundo aberto muito escasso, principalmente em sidequests, o jogo conta com alguns detalhes que podem estender a diversão do jogador por algumas horas a mais.

Uma delas são os mini-games, que podem ser encontrados pelos cenários. Há desafios de pescaria e de caça a insetos que lhe renderão alguns itens. O modo Coliseu é outra garantia de diversão, uma vez que os combates contra os vilões do anime farão o saudosismo alcançar o jogador.

One Piece: Unlimited World Red (Foto: Divulgação)One Piece: Unlimited World Red (Foto: Divulgação)


As referências do jogo ao anime são o ponto forte do game. Cada personagem conta com suas características, próprios padrões de ataque, e especiais que são uma verdadeira menção aos golpes vistos no desenho japonês. O jogador dá a opção de escolher entre um personagem que seja mais rápido, como Zoro; ou que possua maior alcance, como Usopp; além de poder combinar os especiais entre eles e realizar uma verdadeira pancadaria.

Conclusão

One Piece: Unlimited World Red é uma grande referência à obra nipônica de Eiichiro Oda. Trazendo os marcantes personagens Luffy e sua tripulação, o jogo é uma ode a nostalgia. Todavia, ele está longe de ser um bom título. Embora possua uma história original, o game mostra-se linear demais e com batalhas repetitivas. As poucas horas de gameplay, precariamente estendidas pelos mini-games, missões secundárias e o modo Coliseu, fazem o jogador pensar duas vezes antes de gastar o demasiado valor do título.

Qual o melhor jogo do Nintendo 3DS? Participe do Fórum do TechTudo!


Nota TechTudo

NOTA tt
6.5
Gráficos
7
Jogabilidade
6
Diversão
6
Som
7

Prós

  • - Referências ao anime
  • - História original
  • - Personagens carismáticos

Contras

  • - Sem desafio
  • - Jogo linear
  • - Jogabilidade repetitiva
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares