TechTudo a tecnologia descomplicada
PES 2013

PES 2013

saiba tudo
  • Categoria Esportes

  • Download

Review

Notas do editor
  • 9
  • 8
  • 9
  • 8
Prós
  • Gráficos incríveis
  • Clubes brasileiros da série A
  • Modo Liga Master
  • Opções de personalização
Contras
  • Rumo ao Estrelato longo demais
  • Bugs na jogabilidade
  • Sem novos modos de jogo
  • Seleções e clubes genéricos
Conclusão

PES 2013 faz tudo aquilo que foi prometido pela Konami ao longo deste ano. Os jogadores estão mais inteligentes, os dribles estão mais suaves e o controle de bola ficou mais real. O licenciamento de todos os clubes nacionais da série A também é um atrativo a mais naquele que é o jogo de futebol mais popular do país. Porém, bugs que assombram o game desde versões anteriores - como goleiros e chutes imprecisos - permanecem nesta versão e acabam pesando negativamente na hora de comprar o jogo com seu rival Fifa. Mas uma coisa é certa: é de longe a melhor versão de PES desta geração de consoles.

03/Out/2012 04h15 - Atualizado em 03/10/2012 18h10

Review PES 2013: jogo evolui, surpreende e ameaça rival Fifa

Diego Borges Da redação

O jogo de futebol mais popular do Brasil ganha a sua mais recente versão. O review do PES 2013 mostra que o jogo chegou aos consoles e PCs com mudanças significativas na jogabilidade, gráficos atualizados e todos os clubes da série A do Brasileirão 2012. Pena que muitos bugs ainda permanecem no game:

Pronto para a briga

Capa de PES 2013 (Foto: Divulgação)Capa de PES 2013 (Foto: Divulgação)

Nos últimos quatro anos, a Konami viu o crescimento da franquia rival, Fifa Soccer, enquanto ela se manteve acomodada em relação a grandes mudanças. Enquanto a EA aplicava um novo sistema de defesa, dribles manuais, controle total dos goleiros e uma física apurada dos jogadores virtuais, PES sempre procurou manter a mesma mecânica que ainda carrega uma verdadeira legião de seguidores.

Só que este ano a coisa mudou. A empresa japonesa resolveu iniciar um trabalho para retomar o posto de principal franquia do gênero. Com isso, ela adotou estratégias que vão desde a aplicação de dribles mais suaves - como em Fifa - até a implementação de uma inteligência artificial mais apurada.

O Brasil também ganhou com essa estratégia da Konami, que foi buscar um difícil e burocrático processo de licenciamento de todos os clubes que disputam a série A do Campeonato Brasileiro 2012. O resultado deu certo e não foram poucos os consumidores que esse ano preferiram PES a Fifa pelo simples fato de contar com seu respectivo clube totalmente licenciado.

PES 2013 (Foto: Divulgação) (Foto: PES 2013 (Foto: Divulgação))Neymar driblando em PES 2013 (Foto: Divulgação)

Jogabilidade mudando sem perder as suas origens

São poucos os jogos que conseguem manter a mesma jogabilidade depois de diversos títulos lançados. E nesse quesito PES faz com perfeição, pois, além de continuar com a mesma jogabilidade clássica, consegue modificar elementos que funcionam sem alterar a qualidade do produto. Sendo assim, jogadores acostumados com versões um pouco mais antigas do game conseguem se adaptar facilmente às novidades.

Em PES 2013, essa mesma jogabilidade evoluiu de uma forma bem agradável. A maneira mais nítida de perceber as novidades é na hora de aplicar um drible ou uma finta em seu adversário. Além de notar jogadores mais ágeis, o sistema de dribles funciona muito bem, o que causa preocupações para a defesa adversária. Lógico que tudo depende da qualidade do jogador - que é respeitada à risca. Portanto, nada de querer inventar com atletas de pouca qualidade, pois você vai passar vergonha. O controle da bola também adota esse sistema, sendo assim, não se irrite caso seu atacante não consiga dominar aquele passe mais forte ou aquele cruzamento na medida.

PES 2013 (Foto: Reprodução)Sintema de drible evoluiu com PES 2013 (Foto: Reprodução)

A movimentação dos jogadores continua real, o que acarreta em ser um pouco lenta. Em uma partida de verdade, é quase impossível cruzar os campo em cerca de três segundos, e PES respeita muito esse realismo. A velocidade também tem nítidas reduções na medida em que o cansaço atinge os jogadores, sendo assim, as substituições surtem efeito e são mais que do uma necessidade em competições com o sistema de fadiga acumulada acionado.

O sistema de defesa também está mais eficiente. A tão divulgada Active IA funciona de uma forma mais nítida quando seu time está defendendo. O posicionamento dos jogadores sem a bola não mostra o antigo bate-cabeça da zaga. Outro detalhe interessante é o quanto os jogadores respeitam a marcação individual. Configurando manualmente um determinado atleta para marcar um jogador adversário, ele fará de tudo para não dar espaço a seu oponente.

Os passes continuam apurados, mas também respeitam o sistema de habilidade do jogador junto com seu posicionamento. Em outras palavras, um passe de costas ou sob marcação serrada não será tão eficiente e bem executado quanto aquele com espaço de sobra para observar o movimento dos atacantes. Pena que estes por sua vez insistem em desobedecer a linha de impedimento o tempo inteiro, resultando em um número de infrações acima do normal.

Defesa se mostra mais eficiente em PES 2013 (Foto: Reprodução TechTudo)Defesa mostra-se mais eficiente em PES 2013 (Foto: Reprodução TechTudo)

Bugs que ainda persistem

Se a Konami insiste em permanecer com boa base de sua jogabilidade, isso, infelizmente, acarreta em deixar uma série de bugs que atormentam a vida dos jogadores já faz bastante tempo. Um deles é em relação ao sistema de finalização, que continua dividindo opiniões. O grande motivo é a variação de formas com que eles são executados. Mesmo que sejam calibrados com eficiência, isso não garante uma execução perfeita do movimento. O resultado são chutes de dentro da pequena área que saem sem qualquer direção ou batidas do meio campo que resultam em chutes fantásticos.

E para colaborar com esses chutes imprecisos, os goleiros... bom, continuam sendo os velhos - e ruins - goleiros de PES. Não dá para entender como a Konami insiste em reproduzir movimentos atabalhoados e tão ineficientes. Em determinado momento, ao invés de usar as mãos, o goleirão insiste em colocar a perna para efetuar uma defesa. Isso sem mencionar outro exemplo bem comum em que ele rebate uma bola para a frente da sua área.

Para completar, falta exercer uma física mais apurada na hora em que os jogadores se encontram. Enquanto Fifa implementou um ousado sistema de colisão entre dois atletas, PES simplesmente desafia as leis da física que dizem que dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço.

O mais incrível é que estes defeitos receberam uma certa melhoria. Seja com os goleiros ou com os chutes, as falhas não são tão frequentes, mas ainda permanecem sem uma solução. A Konami precisa corrigir essas falhas que mais parecem desleixo com o jogo do que um problema grave.

Quem disse que dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço? (Foto: Reprodução TechTudo)Quem disse que dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço? (Foto: Reprodução/TechTudo)

Visual único

Os gráficos de PES continuam soberanos no gênero. A cada ano, a Konami consegue aperfeiçoar o visual do jogo, tanto com os elementos principais - jogadores e campo de jogo - quanto com outros complementos - como torcida e animações iniciais. Em uma comparação com seu rival Fifa, a franquia da Konami continua soberana neste quesito.

Grandes astros como Cristiano Ronaldo, Neymar e Messi possuem uma aparência muito similar aos atletas de verdade. Entretanto, esse capricho fica apenas nas grandes estrelas. Vagando pelos times da série A do Campeonato Brasileiro, por exemplo, é possível notar jogadores muito mal representados, tanto fisicamente quanto em relação a seus atributos. E, assim como em Fifa, Fabio Ferreira continua sem seu visual único.

Fábio Ferreira em PES 2013 (Foto: Reprodução TechTudo)Fábio Ferreira em PES 2013 (Foto: Reprodução TechTudo)

As expressões faciais dos jogadores empolgam os gamers mais exigentes. É muito divertido deparar-se com seu jogador radiante de alegria após marcar um gol aos 45 minutos do segundo tempo. Isso sem mencionar as comemorações clássicas, como a dancinha de "Ai se eu te pego!" que Neymar realiza após marcar um gol.

Os estádios também estão muito bem desenhados. Para nós, brasileiros, não há como não se encantar com o estádio do Morumbi ou da Vila Belmiro. Todos foram produzidos com os mínimos detalhes, que vão desde os pequenos jardins em volta do banco de reservas no estádio do São Paulo, aos "puleiros" santistas atrás dos gols. E ainda fica um clima de ansiedade no ar em relação a Konami, que corre atrás de licenças para colocar o novo Maracanã em futuros DLCs.

Neymar e Ganso dançam em nova imagem de PES 2013 (Foto: Divulgação)Neymar e Ganso dançam "Ai se eu te pego!" (Foto: Divulgação)

Com clubes nacionais, mas sem a amarelinha

Visualmente, os uniformes também estão impecáveis. Clubes como Sport Recife e Figueirense, que possuem camisas repletas de pequenos detalhes, possuem todo o design original sem qualquer modificação. Até as camisas dos goleiros, que se diferenciam do resto do time, foram desenhadas respeitando as cores e modelos usados nos jogos de verdade.

Só que o mesmo problema que atinge Fifa também ocorre em PES: o licenciamento. Clubes como Chelsea e Arsenal ainda estão de fora da versão 2013 do jogo, mesmo que estes estejam participando da UEFA Champions League - cujo licenciamento pertence a Konami. Para completar a tragédia, a nossa seleção brasileira perdeu a famosa "amarelinha". Em seu lugar, entrou um uniforme titular verde e um reserva branco. Pelo menos os jogadores permanecem com seus nomes originais.

Para os mais perfeccionistas, PES conta com um modo de edição que permite modificar clubes já existentes. Você consegue trocar tanto o nome do clube, quanto cores e até mesmo o escudo. O único problema é ter paciência para editar tudo e deixar de acordo com o seu gosto, ou respeitando os modelos originais.

Seleção brasileira e seu uniforme genérico (Foto: Reprodução TechTudo)Seleção brasileira e seu uniforme genérico (Foto: Reprodução TechTudo)

Modos antigos que ainda agradam

PES 2013 conta com praticamente todos os modos da versão 2012. A grande novidade fica por conta da inclusão da Copa Libertadores nos modos Liga Master e Rumo ao Estrelato. Você também pode optar por disputar somente a competição assim como a UEFA Champions League - algo que já estava presente na versão anterior do jogo.

A Liga Master continua sendo o modo mais divertido e popular de PES. Dessa vez, a grande novidade é a possibilidade de configurar os treinamento e evoluir ainda mais um determinado setor do seu time. Com isso, você pode optar por um ataque mais veloz, uma defesa mais eficiente etc. O sistema de contratações está mais flexível, sendo assim, com uma boa campanha do sue time você já consegue adquirir grandes nomes para seu clube - isso se você possuir grana suficiente.

Liga Master (Foto: Reprodução TechTudo)Liga Master em PES 2013 (Foto: Reprodução TechTudo)

Já o modo Rumo ao Estrelato fica devendo em alguns aspectos. O principal é a dificuldade exagerada em evoluir seu jogador. Óbvio que ninguém quer seu atleta deslanchando em uma carreira meteórica, que em poucos jogos o coloca como titular da seleção de seu país. Mas ficar praticamente uma temporada e meia como reserva é frustrante. Por mais que a dificuldade do modo esteja em níveis mais altos ou mais baixos, seu técnico insiste em não colocá-lo como titular nas partidas, mesmo que você seja o artilheiro do time e melhor jogador da competição.

Também é possível criar a sua própria Copa ou Liga. PES conta com modos que permitem mesclar clubes e seleções, ou respeitar as ligas nacionais. E com o licenciamento dos clubes nacionais, você pode disputar o Brasileirão 2012 com todos os times originais ou simplesmente colocá-los contra grandes clubes como Barcelona e Real Madrid.

Já os modos online mostram-se como uma das melhores opções para aqueles que buscam desafios. Além das partidas ranqueadas, você pode criar torneios online e convidar seus amigos, ou procurar e ingressar em qualquer um que esteja à disposição.

Você pode optar por configurar manualmente os uniformes  (Foto: Reprodução TechTudo)Você pode optar por configurar manualmente os uniformes (Foto: Reprodução TechTudo)

Conclusão

PES 2013 faz tudo aquilo que foi prometido pela Konami ao longo desse ano. Os jogadores estão mais inteligentes, os dribles estão mais suaves e o controle de bola ficou mais real. O licenciamento de todos os clubes nacionais da série A também é um atrativo a mais naquele que é o jogo de futebol mais popular do país. Porém, bugs que assombram o game desde versõesanteriores - como goleiros e chutes imprecisos - permanecem em PES 2013 e acabam pesando negativamente na hora de comparar o jogo com seu rival Fifa. Mas uma coisa é certa: é de longe a melhor versão de PES desta geração de consoles.

 

  • imprimir
  • Compartilhar no Orkut
  • Enviar para um Amigo
140 caracteres

Verificação de segurança

Gênero

  • Rogerio Nascimento
    2012-10-03T17:37:14

    Jogo muito bom e bem complicado de vencer a defesa adversária no modo on line , graficos imcomparaveis , pra quem sabe jogar...e dificil sair gol , gostei bastante

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Francisco Neto
    2012-10-03T17:25:56   , respondido respondido 2014-01-23T09:07:25

    Quem não gosta de PES vai gostar ainda menos, pq o jogo conseguiu ficar ainda mais difícil e os fãs de FIFA são fãs pq o FIFA é fácil de jogar, vc consegue golear o barcelona jogando com o flamengo, no PES é muito difícil e esse ficou ainda mais difícil... ainda bem, ficou perfeito!

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário

    recentes

    populares

    • Francisco Neto
      2012-10-03T17:25:56   , respondido respondido 2014-01-23T09:07:25

      Beleza né parceiro! "facil!" Nunca joga-se Fifa! Põe no nível Legendário! Te garanto que fifa não é mais aquele fifa 98 nem de PS2!

      COMPARTILHAR

      Imagem do usuário

      recentes

      populares

      • Francisco Neto
        2012-10-03T17:25:56   , respondido respondido 2014-01-23T09:07:25

        a fala serio eu respeito toda historia do pes mas perto do fifa é um lixooooooooooo

        COMPARTILHAR

        Imagem do usuário
      • Francisco Neto
        2012-10-03T17:25:56   , respondido respondido 2014-01-23T09:07:25

        Beleza né parceiro! "facil!" Nunca joga-se Fifa! Põe no nível Legendário! Te garanto que fifa não é mais aquele fifa 98 nem de PS2!

        COMPARTILHAR

        Imagem do usuário
        • Francisco Neto
          2012-10-03T17:25:56   , respondido respondido 2014-01-23T09:07:25

          a fala serio eu respeito toda historia do pes mas perto do fifa é um lixooooooooooo

          COMPARTILHAR

          Imagem do usuário
          • Leonardo Vieira
            2012-10-03T16:05:15   , respondido respondido 2014-01-23T09:07:25

            Aí vem nego e fala q PES tem poucos times licenciados, mas isso é culpa dos próprios clubes que cobram um valor muito alto para a licensa. A culpa não é da Konami é dos clubes, por isso q a Seleção Brasileira não é licenciada porque a CBF cobrou um valor muito alto.

            COMPARTILHAR

            Imagem do usuário

            recentes

            populares

            • Leonardo Vieira
              2012-10-03T16:05:15   , respondido respondido 2014-01-23T09:07:25

              Esse Sim é Um Cara que JOga PES e Não Sabe nem COm quem a Konami Negocio os Lincenciamentos da Série A...KONAMI POBRE FIFA RICO kkkkkkkkkkk SAbe de NAda...

              COMPARTILHAR

              Imagem do usuário

            TechTudo.com.br © Copyright 2010-2014 Globo Comunicação e Participações S.A. Política de Privacidade