Jogos de aventura

NOTA tt
8.0

Review Rayman Fiesta Run

Bom, bonito e barato. Leia a análise da nova aventura do herói da Ubisoft:

Murilo Molina
por
em

Rayman Fiesta Run é o novo jogo do herói da Ubisoft para IOS e Android. Simples, bonito e extremamente divertido, o game chega como uma das melhores opções para os usuários de gadgets. Confira o review completo:

Review: Rayman Fiesta Run retorna com jogabilidade e criatividade em dia (Foto: reprodução/Murilo Molina)Review: Rayman Fiesta Run retorna com jogabilidade e criatividade em dia (Foto: reprodução/Murilo Molina)

Correria portátil

Rayman Fiesta Run é a continuação de Jungle Run, bem sucedido game para smartphones e tablets considerado o melhor da categoria em 2012. O jogo se vale da mesma fórmula de seu predecessor, apostando em velocidade e intuitividade dos comandos para se tornar divertido para os mais variados públicos.

A aventura consiste em um game de plataforma 2D clássico, onde Rayman mais uma vez precisa libertar os pobres Teensies, espalhados pelas fases. O jogo dispensa as dezenas de comandos complicados em troca de simples toques na tela, que levam o personagem a executar os mais variados movimentos.

Diferentemente de Mario, Donkey Kong e dos próprios jogos mais recentes do personagem, Origins e Legends, Fiesta Run não tem como principal objetivo o final das fases. Rayman deve correr pelos cenários enquanto coleta Lums, uma espécie de moeda do game.

Review: Rayman Fiesta Run retorna com jogabilidade e criatividade em dia (Foto: reprodução/Murilo Molina)Review: Rayman Fiesta Run retorna com jogabilidade e criatividade em dia (Foto: reprodução/Murilo Molina)

Colheita de Lums

O acúmulo de certas quantias de Lums por fase desbloqueia Teensies, que abrem caminho no mapa, liberando novas fases para o herói. Isso significa que será preciso repetir fases e melhorar o desempenho até que novos desafios sejam liberados.

Além disso, os Lums também podem ser usados em bônus, que facilitam a vida dos jogadores. Escudos extra, lançadores de projéteis e até sapatos - que ajudam no timing dos saltos - podem ser usados ao custo de alguns pontos.

Ainda é possível optar por comprar pacotes de Lums, para gastar a vontade em power ups. Os packs são bem baratos, mas não parecem fazer muito além de estragar a experiência, já que os desafios se tornam muito mais fáceis com o uso constante das opções de ajuda.

Review: Rayman Fiesta Run retorna com jogabilidade e criatividade em dia (Foto: reprodução/Murilo Molina)Review: Rayman Fiesta Run retorna com jogabilidade e criatividade em dia (Foto: reprodução/Murilo Molina)

Toques de sucesso

O grande desafio de Fiesta Run é a sua jogabilidade, que, apesar de não precisar de muita habilidade do jogador, necessita de atenção e reflexos apurados. O personagem corre automaticamente, evitando que Lums deixados para trás sejam recuperados, fazendo um pequeno deslize arruinar toda a corrida atual.

Saltos, golpes e outras habilidades são aprendidos com o avanço pelo mapa do jogo, junto de pequenos tutoriais que detalham o seu uso. Os recursos são todos executados diretamente na tela do dispositivo, mas sem a obrigação de toques precisos em pequenos botões virtuais, como de costume.

Um botão no canto superior da tela permite que as fases sejam reiniciadas, caso muitos Lums tenham sido deixados para trás. Isso adiciona dinamismo à jogatina, já que é necessário resetar a fase algumas boas vezes até decorar o melhor caminho.

Review: Rayman Fiesta Run retorna com jogabilidade e criatividade em dia (Foto: reprodução/Murilo Molina)Review: Rayman Fiesta Run retorna com jogabilidade e criatividade em dia (Foto: reprodução/Murilo Molina)

Mais cores, mais criatividade

O design das mais de setenta fases do jogo é bonito, colorido e cheio de detalhes. Gelo, lava, fases aéreas e as fantásticas batalhas contra chefes mostram que dispositivos portáteis também podem proporcionar belas experiências visuais.

Os méritos das fases não ficam só na parte visual. Tratando-se de um jogo tão rápido, é impressionante a variedade de ideias criativas aplicadas nos trajetos. As mecânicas vão desde pisos desabando até cenas de destruição em massa, onde é necessário escapar ileso. Tudo muito fluído e bem planejado.

O problema é que tamanha beleza parece afetar um pouco alguns gadgets. Em testes com um iPad Mini rodando com IOS 7, o jogo apresentou leves quedas de framerate, que apesar de não afetarem na jogabilidade, são bastante incômodas.

O audio continua caprichado, com trilha sonora cômica e carismática, e ótimos efeitos. As músicas e ruídos soam bem nos dispositivos, e além de ajudarem na construção do clima do jogo, incorporam o ritmo necessário nos saltos e golpes mais complicados, dando uma força aos jogadores.

Como extra, ainda dá pra desbloquear diversos personagens e artworks, que são liberados no navegador do aparelho e vêm em resolução ideal para serem usados como wallpaper, por exemplo.

Review: Rayman Fiesta Run retorna com jogabilidade e criatividade em dia (Foto: reprodução/Murilo Molina)Review: Rayman Fiesta Run retorna com jogabilidade e criatividade em dia (Foto: reprodução/Murilo Molina)

Conclusão

Rayman Fiesta Run faz o seu retorno triunfal mantendo alto o padrão de qualidade da série. Com ótimos gráficos, jogabilidade precisa e intuitiva e fases variadas, o game entra na lista must have dos fãs de jogos para smartphones e tablets. Por menos de R$ 10, faltam desculpas para não experimentar.

Qual o melhor jogo para smartphone? Opine no Fórum do TechTudo.

Nota TechTudo

NOTA tt
8.0
Gráficos
8
Jogabilidade
8
Diversão
9
Som
8

Prós

  • - Belos gráficos
  • - Jogabilidade excelente
  • - Trilha sonora divertida
  • - Level design criativo

Contras

  • - Problemas de desempenho
  • - Sistema de microtransações
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares