Celulares & Tablets Celular
NOTA tt
7.4

Review Galaxy Ace

O Galaxy Ace é a prova de que é possível pagar pouco por um smartphone e ainda assim contar com bom processamento e um bom sistema. Simples no design, ele traz chip de 800 MHz e sistema Android atualizado.

Stella Dauer
por
em

O Galaxy Ace é um aparelho da Samsung intermediário - que não é tão bom quanto o Galaxy S2 e nem tão simples quanto os feature phones . O aparelho é um modelo bem procurado por não ser muito caro e, mesmo assim, possuir processamento forte e tela grande. Confira o review do Galaxy Ace preparado pelo TechTudo.

Design

O Galaxy Ace se assemelha ligeiramente ao iPhone 4 por sua forma retangular com cantos arredondados. O acabamento em plástico, no entanto, denota um aparelho mais simples. A traseira é emborrachada com textura, ótima para evitar que o celular escorregue da mão. Na traseira também ficam a câmera e o flash, uma saída de som e o nome da Samsung.

Smartphone Samsung Galaxy Ace GT-S5830BGalaxy Ace visto de frente (Foto: Reprodução/Stella Dauer)

Na frente fica a saída de som, dois botões de toque padrões e um físico, que é o home. A entrada para fones e a conexão microUSB, protegida por uma tampinha retrátil, ficam na parte de cima.

No lado esquerdo do Galaxy Ace fica o buraco para pendurar enfeites e o botão de volume. Do direito fica o botão de energia e a entrada para cartões microSD. Essas laterais são em plástico brilhante prata escuro. A frente é brilhante e tomada pela tela.

Tela

A tela, infelizmente, não é AMOLED, provavelmente para cortar custos. É uma TFT LED capacitiva de 3,5 polegadas, com resolução HVGA (320 x 480 pixels). Isso não é muito, mas é compensado pelas 16 milhões de cores disponíveis. O display multitoque é bem brilhante e o sistema está adaptado para sua resolução. Sua proteção é de vidro Gorilla Glass.

Smartphone Samsung Galaxy Ace GT-S5830BGalaxy Ace tem tela de 3,5 polegadas (Foto: Reprodução/Stella Dauer)



Hardware e processamento

Para o preço médio, o processador ARM 11 de 800 MHz é muito bom. Ele é veloz e cumpre bem as tarefas do dia a dia. Só poderia fazer mais com uma memória RAM melhor do que os 280 MB que possui, uma pena.

Smartphone Samsung Galaxy Ace GT-S5830BTampa lateral do Galaxy Ace "esconde" a entrada de chip (Foto: Reprodução/Stella Dauer)

Testamos com navegação na Internet, jogos pesados – como Angry Birds e NFS Drift –, reprodução de vídeos em padrão normal, e ele não teve problemas. Dá umas engasgadas quando muitos aplicativos estão abertos, mas a própria Samsung envia um widget para desligar o que não está sendo usado justamente para melhorar isso.

Nas conexões sem fio ele está mais do que bem servido. Além de Wi-Fi b/g/n, possui GPS com "A-GPS" (quando a conexão de Internet também ajuda na localização), Bluetooth 2.1 e DLNA, uma tecnologia para conectar o Ace a outros aparelhos eletrônicos.

Smartphone Samsung Galaxy Ace GT-S5830BBotão de volume do Galaxy Ace (Foto: Reprodução/Stella Dauer)

Há também a função de roteador Wi-Fi, que permite compartilhar sua conexão 3G com até 5 máquinas. Essa conexão 3G é Dual Band, enquanto que a GSM é quad-band e também é EDGE e GPRS. Ainda possui acelerômetro, sensor que vira a tela e também ajuda em jogos. 

Câmera

Aqui está algo em que a Samsung não costuma caprichar em seus modelos mais econômicos. Foi assim quando testamos o Galaxy 5, e se repete aqui. A câmera não é o forte desse aparelho. São 5 megapixels com autofoco e flash de LED, além de detector de sorrisos e faces e geotagueamento.

Smartphone Samsung Galaxy Ace GT-S5830BTraseira do Galaxy Ace texturizada (Foto: Reprodução/Stella Dauer)

Mesmo em situações de boa luz a imagem fica estranha, como se fosse enevoada. Isso evita o excesso de granulação, mas essa fumaça deixa as fotos um pouco fantasmagóricas, sem muito foco ou acuidade. A vantagem é que mesmo em situações de pouca luz ela mantém a mesma qualidade. Além disso, a câmera é bem rápida no disparo.

O smartphone também capta vídeos, que não são ruins. As imagens, no entanto, também apresentam um pouco de blur , e por isso não podem ser usadas para nada muito além de um vídeo no YouTube. A qualidade é QVGA a 15 frames por segundo, bem pouco.

Como não há botão dedicado à câmera, a foto é tirada direto na tela. Ele possui algumas configurações de foto que fogem do básico, incluindo 18 cenas diferentes, mas nada profissional. Não há câmera frontal para videoconferências, provavelmente para diminuir os custos do aparelho.

Sistema operacional e usabilidade

Como já é de praxe, a Samsung mexeu nessa versão do Android, que está atualizada para a 2.3.4 Gingerbread. Não há informações sobre um upgrade para o 2.3.6 ou para o Ice Cream Sandwich, mas quem sabe um dia. A Samsung é do tipo que costuma atualizar bem seus aparelhos.

Essa mexida da Samsung, conhecida como Interface TouchWiz 3.0, só trouxe melhorias. Como a resolução da tela não é a mais alta, a interface é preparada para essa qualidade. Botões maiores, cores mais fortes. Ela inseriu aplicativos próprios mas não exagerou no excesso de opções de configuração, deixando a personalização mais simples.

Entretanto, quem gosta das atualizações de sistema e quer estar sempre com a última versão pode não gostar dessas personalizações da empresa. Isso porque toda interface do Android modificado demora mais a ser atualizada, ou às vezes nem chega a ser. Para checar atualizações, inclusive, é necessário se logar em uma conta da Samsung.

Smartphone Samsung Galaxy Ace GT-S5830BEntrada microUSB do Galaxy Ace (Foto: Reprodução/Stella Dauer)

Ele não possui suporte a Flash. Não que faça muita diferença, pois muitos sites hoje em dia já aboliram o uso do software, mas caso seja de extrema importância, há meios de fazer isso em buscas pela Internet. Em compensação, ele tem suporte a Java pelo emulador MIDP.

Outra melhoria – mas essa pode ser baixada na Internet – é o teclado Swype, que costuma vir em alguns aparelhos da Samsung. Para digitar com ele, basta arrastar o dedo pelo teclado que a palavra se forma. Uma vez que ele possui dicionário em português brasileiro, os gestos são facilmente reconhecidos. Quando não existir a palavra, basta digitar normalmente e adicioná-la ao dicionário. Essa função é viciante. Outra parecida, que também pode ser útil, é a busca e digitação por voz.

Aplicativos

Além do básico do Google, como Gmail, Maps, Gtalk, YouTube, Pesquisa e outros, a Samsung colocou também um gerenciador de arquivos, a suíte ThinkFree Office, o Social Hub – junta todas as redes sociais e mensagens em um só lugar –, notícias e clima e o Samsung Apps. Há também um Gravador de Voz e o Economizador de Energia.

Smartphone Samsung Galaxy Ace GT-S5830BGalaxy Ace desligado (Foto: Reprodução/Stella Dauer)

Encontramos alguns widgets diferentes, como o relógio duplo. Não há muita coisa, pois a empresa deixa para o usuário escolher o que quer instalar, já que a memória interna é bem pouca. Outros aplicativos você consegue entre as centenas de milhares no Android Market, a loja de aplicativos do Google.

Música e mídia

A interface de música foge um pouco das encontradas nos sistemas operacionais mais puros. É ligeiramente melhorada, mais enfeitada. O som externo é bem alto, e até que bem equilibrado. Nota-se uma falta de graves, lembrando um pouco uma latinha, mas é melhor do que a média.

Smartphone Samsung Galaxy Ace GT-S5830BBotão físico e dois botões touchs do Galaxy Ace (Foto: Reprodução/Stella Dauer)

Com os fones que acompanham o aparelho – que inclui microfone –, o som é ótimo. Os fones são bem altos e o estéreo é legal. O Ace também tem a função de rádio FM com a tecnologia RDS, que mostra o nome da música e o cantor em tempo real.

Na reprodução de vídeos, tudo correu bem. Ele passa vídeos normalmente, mas apenas com qualidade padrão. Nem pense em Full HD. Em HD comum ele pode passar um ou outro. Ele aceita nativamente os formatos MP4, H.264, H.263, MP3, WAV, eAAC+.

Bateria e armazenamento

A bateria foi uma grande surpresa no Ace. Mesmo com o 3G ou o Wi-Fi ligados, ele se manteve firme e forte por mais de 24 horas. Aliás, foram praticamente dois dias antes de ele pedir arrego e ir para a tomada. Foi realmente surpreendente, e isso se deveu também ao aplicativo Economizador de Bateria, que já vem no aparelho. Ele ativa uma rápida conexão de Internet a cada 30 minutos para checar e-mails e outras tarefas, e por isso faz tudo durar mais.

Smartphone Samsung Galaxy Ace GT-S5830BTampa traseira e bateria do Galaxy Ace (Foto: Reprodução/Stella Dauer)

Jogamos, navegamos na Internet, deixamos o e-mail em push e nada da bateria acabar. Ela só é sugada quando escutamos música ou vemos filmes, aí cai para aproximadamente 5 horas.

O armazenamento do Ace é pífio, apenas 158 MB internos. A Samsung tenta resolver isso mandando junto um cartão microSD de 2 GB, e ele até aguenta cartões de 32 GB, mas ainda assim esse pouco espaço interno pode prejudicar a instalação de aplicativos e até o desempenho.

O que vem na caixa

Na pequena caixa do smartphone encontramos o aparelho, uma bateria removível, cabo USB, carregador com fio, fones de ouvido convencionais, cartão de memória microSD de 2 GB, um adaptador que transforma esse microSD em SD e pequenos manuais.

Smartphone Samsung Galaxy Ace GT-S5830BConteúdo da caixa do Galaxy Ace (Foto: Reprodução/Stella Dauer)


Nota TechTudo

NOTA tt
7.4
Design
8
Desempenho
7
Tela
7
Câmera
6
Custo-benefí­cio
9

Prós

  • Longa duração de bateria;
  • Processador de 800MHz;
  • Ótimo custo x benefício.

Contras

  • Câmera ruim;
  • Interface modificada;
  • Pouco armazenamento interno.
Seja o primeiro a comentar


Imagem do usuário
Sair

Quer realmente sair da globo.com?

Imagem do usuário

recentes

populares

  • Bolderoni Araujo
    2014-01-14T15:43:56

    Me arrependi de ter comprado.

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário