NOTA tt
7.0

Review World War Z

O jogo apresenta uma proposta diferente dos genéricos títulos de zumbis, trazendo diversos puzzles e exploração ao invés de simples matança de mortos-vivos.

Dário Coutinho
por
em

World War Z é um game inspirado no filme homônimo de zumbis, com versões para iPhone, iPod Touch, iPad e smartphones, e tablets com Android. O jogo apresenta uma proposta diferente dos genéricos títulos de zumbis, trazendo diversos puzzles e exploração ao invés de simples matança de mortos-vivos. Confira o que agradou e o que decepcionou em World War Z:

World War Z para Android e iOS (Foto: Reprodução/Dario Coutinho)World War Z para Android e iOS (Foto: Reprodução/Dario Coutinho)

Doug, o protagonista, inicia o jogo em uma lanchonete quando um avião cai sobre o lugar, matando à maioria das pessoas no local. Doug sobrevive milagrosamente porém, este é apenas o começo do seu “inferno de Dante”, pois ele terá um longo caminho pela frente. Acontece que o mundo todo é vítima de uma infestação relâmpago de um novo vírus que transforma as pessoas instantaneamente em zumbis. O grande diferencial da história e do jogo é que os zumbis correm alucinadamente destruindo tudo pela frente.

World War Z é um jogo de zumbis diferente (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)World War Z é um jogo de zumbis diferente (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)

Ao ver qualquer imagem do game, jogadores podem imaginar que se trata de um de tiro comum com zumbis vindo em “ondas”. Mas não é bem assim. World War Z é um game de exploração de ambientes onde ocasionalmente você enfrenta zumbis.

Controles singulares

Os comandos em World War Z são diferentes de tudo que você possa imaginar, eles foram otimizados para simplificar a jogabilidade ao máximo. Para movimentar Doug, você precisa apenas tocar em uma região do cenário e ele irá até o lugar. Nas cenas de tiro, é preciso apenas apontar a arma para que ela dispare automaticamente. Já as cenas de combate corpo a corpo com zumbis, usa-se comandos de deslizar para desviar dos mortos-vivos e atacá-los em seguida.

Botões aparecem apenas em momentos de ação (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)Botões aparecem apenas em momentos de ação (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)

Caso o jogador prefira controles mais tradicionais, é possível adicionar um botão virtual para movimentação e outro para controlar o disparo da arma de fogo. Desta maneira, tanto jogadores casuais quanto outros mais acostumados ao gênero podem aproveitar o jogo.

Gráficos

Graficamente World War Z é muito bonito, mas apenas após as cenas iniciais. A grande beleza está nos cenários de destruição. O estúdio que produziu o jogo soube captar e passar bem a sensação de desolação. As cenas em câmera lenta que representam catástrofes são outro destaque do jogo.

World War Z tem cenários detalhados (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)World War Z tem cenários detalhados (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)

O problema do jogo com relação aos gráficos está na representação das pessoas e zumbis. Os zumbis não inspiram medo e apresentam baixa resolução de texturas. Ao aparecerem em ambientes abertos e com ampla luz sobre eles perde-se grande parte do clima de apocalipse zumbi.

Áudio e trilha sonora

A parte sonora da World War Z agrada bastante. Jogando com fones de ouvido é possível perceber as mudanças de clima, como em momentos de adrenalina com zumbis correndo aos milhares atrás de você, quando uma música mais agitada é sabiamente adicionada. Como em todo jogo de zumbis, grunidos e barulhos estranhos denunciam a localização dos comedores de cérebro, mas em World War Z a mudança de música também indica que um inimigo está próximo.

Em alguns momentos do jogo, mal percebe-se a trilha sonora ao fundo. Ao adentrar em ambientes escuros, tudo fica silencioso. É um fator positivo e que pode até render alguns sustos, pois nessas horas qualquer barulho ou som repentino da música assusta o jogador.

Campanha e jogabilidade

Custando US$ 4,99 no iOS e R$ 10,27 no Android, World War Z tem uma campanha longa, com dezenas de horas. O game sabe intercalar momentos de tensão com momentos de calmaria e exploração de ambientes. Contudo, a trilha sonora entrega algumas cenas de ação.

World War Z conta com algumas cenas cinematográficas em câmera lenta com explosões de ônibus e prédios sendo destruídos. Tudo é causado pela enorme quantidade de zumbis. O visual dessas cenas chega a impressionar em alguns momentos, mas não se pode por em paralelo com o que é feito em consoles ou PCs.

Zumbis em World War Z nunca fecham a boca (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)Zumbis em World War Z nunca fecham a boca (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)

Os puzzles (quebra-cabeças) do jogo são bem sutis e mesmo que seja um jogo “mobile”, World War Z não inunda o jogador com dicas. Há apenas algumas pistas leves de como o jogador deve prosseguir.

Conclusão

World War Z é um game diferente, com história própria e que foge de alguns clichês de jogos de zumbis. Para quem procura um game no qual matar zumbis é como um passeio no parque, World War Z pode decepcionar. O jogo tem um enfoque diferente, alternando momentos de tensão com exploração e puzzles. O game tem uma boa premisa, entretanto, a jogabilidade repetitiva e o visual tosco dos zumbis são pontos fracos do título.

Veja a lista com os melhores jogos para smartphones com android criada pelos usuários do fórum do TechTudo.

Nota TechTudo

NOTA tt
7.0
Gráficos
6
Jogabilidade
7
Diversão
6
Som
7

Prós

  • - Exploração
  • - Cenários
  • - Trilha sonora
  • - Opções de controles

Contras

  • - Combates repetitivos
  • - Visual dos zumbis
Seja o primeiro a comentar


Imagem do usuário
Sair

Quer realmente sair da globo.com?

Imagem do usuário

recentes

populares

  • O Chefão
    2013-06-18T17:59:28

    parece ser bom!

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário