Jogos de ação

NOTA tt
6.0

Review Yakuza 4

A máfia japonesa está de volta ao PS3 com Yakuza 4. O novo título da Sega demorou para chegar ao Ocidente, mas para os fãs da série, a espera valeu a pena. Entretanto, o jogo não é um dos mais capacitados a ampliar os seus fiéis jogadores, confira:

Diego Borges
por
em

Nome: Yakuza 4
Gênero: Ação
Distribuidora: Sega (Distribuído no Brasil pela NC Games)
Plataformas: PS3

Yakuza 4 (Foto: Divulgação)Yakuza 4 (Foto: Divulgação)

A máfia japonesa está de volta ao PS3 com Yakuza 4. O novo título da Sega demorou para chegar ao Ocidente, mas para os fãs da série, a espera valeu a pena. Entretanto, o jogo não é um dos mais capacitados a ampliar os seus fiéis jogadores, confira:   

Se envolvendo com a máfia

A série Yakuza começou no PS2 e tornou-se mais popular no Japão do que em outros lugares do mundo, entretanto a Sega faz questão de desenvolver (com meses de atraso) a versão em inglês da série. Yakuza 4 conta com áudio em japonês mas com legendas em inglês. 

A trama da história é uma sequência ao enredo dos outros games da franquia, entretanto nada que faça você ficar perdido caso não tenha jogado o título anterior. Em Yakuza 4 você controla 4 personagens em diferentes momentos do jogo: Shun Akiyama, um homem de negócios que utiliza meios um tanto exóticos para conceder empréstimos financeiros, Taiga Saekima, um ex-detento, Massayoshi Tanimura, um policial corrupto, e o já conhecido Kazuma Kiryu, protagonista da maioria dos jogos da série.   

Mas para assumir o controle de todos os protagonistas, é necessário paciência, uma vez que a transição de personagens demora bastante. Logo no começo do jogo são necessárias algumas horas até que você passe do controle de Shun para o de Taiga, etc. Porém, a espera até vale a pena, pois a trama se desenvolve de forma elaborada e as quatro histórias começam a se entrelaçar de uma forma admirável.  

Yakuza 4 (Foto: Divulgação)Yakuza 4 (Foto: Divulgação)

A boa e velha jogabilidade

Yakuza 4 mantém a jogabilidade clássica da série, o que faz com que muitos assemelhem o jogo com GTA, mas sem carros para percorrer os bairros e realizar as diversas missões no jogo. Estas missões são a grande jogada para ampliar a já extensa vida útil do jogo, pois além dos eventos principais, o jogo oferece um vasto leque de opções para fugir da rotina do enredo. Essas opções são os populares minigames que voltam depois de ficarem de fora de Yakuza 3. Entre eles, mini-golf, jogos de carta e até mesmo um karaokê.  

O sistema de batalha continua o mesmo da série, contando com um espaço limitado e o funcionamento bem parecido com os clássicos beats up. Você pode executar sequências de golpes além de evoluí-las e ainda é possível utilizar elementos do cenário para golpear seus inimigos como barra de ferros, lixeiras, placas e até mesmo bicicletas.  

Os movimentos respondem bem ao controle, entretanto o jogo não fica livre de pequenos bugs na hora das batalhas, como personagens atravessando objetos e golpes que passam no vazio enquanto você realiza determinada sequência. Porém, apenas os mais perfeccionistas acreditam que esse seja um grave deslize do jogo. 

Yakuza 4 (Foto: Divulgação)Yakuza 4 (Foto: Divulgação)

Gráficos que decepcionam 

A grande decepção do jogo fica pelo quesito visual. A começar pelos gráficos muito simples e granulados que Yakuza 4 apresenta, lembrando os consoles da geração passada. O enorme mundo aberto até poderia ser uma desculpa para a simplicidade dos gráficos, entretanto, são inúmeros os jogos com mapas até maiores com gráficos com o dobro de detalhamento e capricho.   

As próprias cenas de animação deixam a desejar, com diversos "estouros de polígono" e até mesmo (pasmem!) problemas de sincronismo com a fala dos personagens. E se não fosse o bastante, essas mesmas animações são longas demais e atormentam você por todo o jogo. Em um exemplo notável, a mão é bem desproporcional ao braço dos personagens. 

Nem o áudio escapa da tragédia, com efeitos sonoros simples e pouco realistas. O dialogo é ate convincente, se não estivessem em japonês, poderiam ser mais interessantes ainda, mas as expressões faciais não condizem com a fala do personagem. Por exemplo, se a expressão é de surpresa o timbre da voz não acompanha o espanto do momento. 

Yakuza 4 (Foto: Divulgação)Yakuza 4 (Foto: Divulgação)

Mas o que o jogo possúi de admirável?

Yakuza 4 adota uma estratégia executada por outros grandes títulos consagradas e com um público razoavelmente fiel: preservar seus elementos de sucesso sem abusar de inovações que podem acarretar em uma decepção desse público alvo.
Resumidamente o jogo procura agradar a seus fãs sem se preocupar em arriscar em busca de novos jogadores. 

Mas se você não conhece a franquia Yakuza, alguns elementos podem chamar a sua atenção. O sistema que mistura ação e RPG também é interessante aos fãs de jogos do gênero, e a franquia sabe trabalhar muito bem esses elementos, proporcionando diversão em missões curtas e nos diversos minigames do jogo que são ao mesmo tempo simples e viciantes. 

Yakuza 4 (Foto: Divulgação)Yakuza 4 (Foto: Divulgação)

O que afasta os novos jogadores?

Primeiro é preciso identificar o tipo de jogador, pois para os jogadores casuais, Yakuza 4 é sinônimo de um jogo empoeirado na prateleira, afinal quem joga videogame em um tempo médio de 2 horas por semana, levaria um bom tempo para concluir um game que possui um tempo estipulado de 45 horas de gameplay. 

E se você é um gamer dedicado, mas pouco paciente com missões longas e muitas animações, Yakuza 4 também não é recomendado. Por mais que você se envolva com o jogo e ache divertidas as inúmeras missões paralelas, uma hora elas cansam e você irá implorar para chegar ao final do game. 

Conclusão

Yakuza 4 mantém a sua fórmula de sucesso visando o público fiel dos games anteriores. Entretanto, a simplicidade de elementos do game demonstra o mínimo de esforço da Sega em ampliar sua legião de jogadores. Apesar de gráficos simples e muitas horas de gameplay (principalmente assistindo a todas as animações do game), o jogo apresenta um interessante sistema de combate, mini-games viciantes e um enredo bem elaborado. Se esses elementos são do seu agrado, reserve algumas semanas na sua agenda e caída dentro da máfia japonesa. 

Nota TechTudo

NOTA tt
6.0
Gráficos
5
Jogabilidade
7
Diversão
7
Som
7

Prós

  • - Enredo bem desenvolvido.
  • - Eficiente sistema de combate.

Contras

  • - Gráficos muito simples.
  • - Excesso de animações.
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares