The Legend of Zelda: Breath of the Wild

The Legend of Zelda: Breath of the Wild

10
OPINIÃO DOS USUÁRIOS

Um Zelda inovador, único e bem diferente do que já foi feito na série até agora.

Felipe Vinha
por Felipe Vinha em 10/01/2018 19h25

The Legend of Zelda: Breath of the Wild é o título da série que saiu para Wii U e Switch, duas plataformas quase iguais, mas com diferenças pontuais. O sucesso do game se traduziu em boas vendas e uma nota melhor do que a outra em análises lançadas por usuários e crítica. O jogo veio com mais de uma edição especial ao mercado, mas também vendeu bastante sua versão regular, com direito a conteúdo para durar muitos meses nas mãos do jogador mais exigente.

Sucesso dentro e fora das telas

O sucesso de The Legend of Zelda: Breath of the Wild foi tão grande que o título recebeu diversos prêmios ao longo de sua carreira no mercado, como a premiação de “Jogo do Ano” pelo The Game Awards 2017 e até mesmo indicações no GDC Awards. O game se destaca por sua história, exploração de mapa, luta contra chefes e também pelas masmorras, que agora ficam espalhadas por todo o mundo e são acessadas através dos shrines, santuários cheios de puzzle.

A jogabilidade com Link é fluida e natural. São poucos os comandos para que os jogadores tentem explorar suas habilidades, usar itens ou atacar com as espadas. Breath of the Wild tem o segredo de “simplicidade e diversão”, por mais que possa ser jogado por quem espera algo mais complexo. Na verdade, ele mescla perfeitamente o que há de clássico e moderno na série, mas com uma abordagem nunca antes vista.

A história te coloca novamente em Hyrule, com a missão de derrotar Ganon e resgatar a pureza daquele mundo. Ao lado de Link, Zelda e outros heróis lutam para tentar conter as forças do mal.

Mundo vasto

O mundo em The Legend of Zelda: Breath of the Wild é enorme, vasto, quase que sem barreiras. Na verdade, o jogador pode enfrentar o chefão final do game logo na primeira meia hora, se desejar. É claro que a tarefa não será fácil e uma derrota é o cenário mais provável, mas absolutamente nada lhe impede de tentar.

Por este motivo, o enredo não é guiado por nenhum tipo de indicação visual ou pontos marcados no mapa. Cabe a você delimitar sua linha de ação e saber onde ir depois. Para alguns, isso pode parecer chato, mas o título não te deixa ficar perdido. Ele tem um mundo vasto, sim, mas também te dá boas ideias do que fazer – seja caçando shrines ou realizando missões da história.

Produção

O game foi anunciado oficialmente em 2013, com previsão de lançamento apenas para o Wii U. Na época, ainda sem nome, o novo Zelda prometia ser um dos melhores de toda a série. Após ser adiado diversas vezes, enfim foi lançado em 2017, saindo também no Switch, o console mais atual da Nintendo.

Apesar de termos as duas versões no mercado, elas não possuem elementos exclusivos entre si. Nem mesmo as expansões são únicas, de uma plataforma só, e podem ser adquiridas tanto no Wii U, quanto no Switch. A ideia da Nintendo é que o usuário do antigo console, que comprou o aparelho pensando em The Legend of Zelda: Breath of the Wild, pudesse aproveitar sem ter que comprar um novo.

As expansões adicionam novas missões, itens, heróis e até mesmo veículos para que Link se desloque por Hyrule. Os dois extras foram oferecidos em separados, mas vendidos com um pacote único no Season Pass.

Um jogo completo

Por fim, vale lembrar que este Zelda traz dinâmicas de mundo aberto, mas ainda retém boa parte do que fez o jogo ser um sucesso no passado: personagens carismáticos, uma história marcante, exploração a mil e muitos quebra-cabeças, capazes de tirar o sono dos mais atentos. Como um título da série deve e como The Legend of Zelda: Breath of the Wild agrada seus fãs.
 

Fotos

PUBG, Mario, Link e muito mais na lista de ideias para a folia
Mais premiações para os jogos de destaque do ano passado.
Com o atraso, desenvolvedoras ficam desapontadas e lançamentos previstos para 2018 podem chegar apenas no ano seguinte. 
Seja o exército de Mugmans em Cuphead ou alguns problemas esperados em PUBG, os bugs estiveram presentes este ano.
Zelda, Mario, Horizon e muito mais na lista de destaques do gênero
Zelda: Breath of the Wild e Horizon Zero Dawn estão entre os melhores games de mundo aberto de 2017
Game de aventura para o Nintendo Switch vence também na escolha do TechTudo.
Zelda, Horizon Zero Dawn e RE 7 são os melhores jogos de 2017
Expansão Maldição de Osíris e a edição de 2017 do 'Oscar dos Games' movimentaram a semana na editoria de jogos.
Expansão adiciona uma história que se passa 100 anos antes de o enredo central, nova arma e uma moto para Link.
Conheça os vencedores da maior premiação do mundo dos games
The Game Awards 2017: Zelda é eleito melhor jogo do ano
NOTA tt
10

Nova aventura de Link é uma jornada inesquecível e obrigatória

Dados do Jogo
Plataforma Wii U, Switch
Gênero Aventura
Produtora Nintendo

Opinião dos usuários

Fórum

The Legend of Zelda: Breath of the Wild

Você ficou com alguma dúvida sobre Jogos de aventura ? Visite o Fórum TechTudo e peça ajuda para a comunidade.

Você vai gostar

Veja tudo sobre Jogos de aventura