Batman: Arkham Origins

Batman: Arkham Origins

Ação
Baixar
NOTA tt
8.5
downloads
1.124
Licença
Pago
Idioma
Português
Desenvolvedor
Warner Bros
Data de Lançamento
25/10/2013
Tamanho
20 GB
screenshot de Batman: Arkham Origins screenshot de Batman: Arkham Origins screenshot de Batman: Arkham Origins screenshot de Batman: Arkham Origins screenshot de Batman: Arkham Origins screenshot de Batman: Arkham Origins screenshot de Batman: Arkham Origins screenshot de Batman: Arkham Origins screenshot de Batman: Arkham Origins

Viva o início da carreira do Homem-Morcego em Batman: Arkham Origins

TechTudo
por TechTudo
em 28/10/2013 16:53

Batman: Arkham Origins é o mais novo jogo da premiada série desenvolvida pela Rocksteady baseado no Cavaleiro das Trevas, disponível para Windows e iOS. Com uma jogabilidade e um visual totalmente derivados dos títulos anteriores, Origins se destaca pelo gigantesco mundo aberto e pela sua narrativa instigante.

A História

Batman Arkham Origins se passa no início da carreira do homem-morcego, cerca de dois anos após ele ter começado a atuar como vigilante em Gotham City. Depois de ter suas operações criminosas frustradas, o mafioso Black Mask convoca oito assassinos para acabar com a vida do Batman em uma fria véspera de natal. Há vilões famosos, como Exterminador e Coringa, mas o herói também encara capangas mais fracos destes arqui-inimigos, como bandidos de baixo calibre.

O mais interessante é que podemos observar um Bruce Wayne, ainda jovem e inexperiente, que ainda não consolidou suas relações com a polícia, e ainda mais importante, ele não se tornou um herói, se aproximando bem mais da figura de um mito que a maioria da população não crê que exista.

Versão para iOS

Para lutar é preciso passar o dedo pela tela do aparelho na direção correta e desferir seus golpes. Golpes certeiros dão bônus, que podem nos levar a um devastador combo e uma finalização especial.

Com o tempo, e quanto mais lutas vencer, os jogadores contarão com pontos extras para destravar habilidades e roupas/armaduras para Batman. Sua resistência aumenta desta forma, assim como novos golpes podem surgir. Outros elementos destrancáveis vão diretamente para a edição de consoles, por meio de uma conta Warner ID.

Batman: Arkham Origins ainda tem alguns elementos sociais, como desafio contra amigos via Facebook e Twitter. Apesar de ter a mesma temática do jogo padrão, aqui a experiência é mais rápida e direta ao ponto.

Versão para Windows

Assim como os jogos da série anterior, Arkham Origins pode ser dividido em três “momentos de jogabilidade” que se intercalam para compor um todo: eles são a exploração, o combate corpo a corpo e o modo predador.

Os elementos de exploração acabam por brilhar em Arkham Origins, na medida em que você terá pela primeira vez uma Gotham City inteira a sua disposição para saltar de prédios, usar dezenas de engenhocas do novo e gigantesco cinto de utilidades e até mesmo dirigir o Batmóvel para chegar mais rapidamente em determinados pontos da cidade.

O combate se mantém fiel a brilhante invenção da Rocksteady, o sistema “freeflow,” aonde você enfrenta os bandidos em uma espécie de balé corporal contínuo, onde você seleciona muito mais as “intenções do Batman” como atacar, contra-atacar e esquivar, do que comandos diretos como soco, chute e bloqueio.

Por fim, temos o modo predador, utilizado para enfrentar inimigos armados, aonde o cavaleiro das trevas se vale do escuro e do medo para vencer os seus inimigos, derrotando-os um a um até que não reste mas nenhum deles em pé.

Baixe Batman Arkham Origins, grátis para iPad e iPhone e pago para Windows (disponível via Steam), e sinta-se na pele de Batman!

NOSSA OPINIÃO
NOTA tt
8.5

Batman: Arkham Origins é sem sombras de dúvidas o ponto mais baixo da trilogia de jogos do Cavaleiro das Trevas. Apesar disso, estamos falando de jogos que foram considerados os melhores lançamentos do ano em sua época, por essa razão, Batman em um dia medíocre ainda está bem acima da média da indústria, fazendo de Arkham Origins um jogão.

A melhor coisa do novo título do Cavaleiro das Trevas é a história. Fugindo da trama com os oito assassinos em si, que é interessante, mas é menos importante do que aparenta, temos uma narrativa sobre o amadurecimento do Batman durante a primeira grande crise de sua carreira, e é isto que torna o jogo tão interessante e diferente dos anteriores. Em Arkham Asylum e Arkham City, o homem-morcego já estava maduro e totalmente inserido naquele universo, em Origins, Batman ainda é um pouco estranho a essa vida, ainda está aprendendo os ossos do ofício, sua relação com os cidadãos e a polícia é praticamente nula.

Os atores responsáveis pela dublagem das vozes são bons em geral, o destaque fica com Troy Baker, que depois de décadas substituiu Mark Hamill (o eterno Luke Skywalker) e apesar de imitá-lo consegue encontrar o seu espaço em uma performance incrível. O mesmo não pode ser dito sobre a voz de Batman, que parece misturar um pouco o Christian Bale dos cinemas com o Kevin Conroy dos jogos anteriores, em um híbrido um tanto estranho.

Em termos de jogabilidade Batman Arkham Origins se mantém preso aos jogos anteriores e não consegue inventar muito. Apesar do espaço maior para explorar, este espaço é um grande vazio. Gotham City está anos luz atrás de Liberty City, com a desculpa de uma nevasca, a cidade parece ser apenas a residência de fantasmas e criminosos. Ainda assim, o jogo oferece dezenas de desafios e sidequests para te manter entretido e ocupado por horas a fio, as opções são tantas que elas até atrapalham a história.

Alguns dos novos gadgets empregados em Origins podem ser considerado ponto negativo, pois muitas vezes acabam por destruir a dificuldade do jogo. Existe um upgrade do grapping hook que pode consegue derrotar três bandidos armados ao mesmo tempo, eliminando o desafio das sessões Predador de Batman. O mesmo vale para a luva elétrica que perpassa qualquer defesa, acabando com todos os oponentes difíceis na luta corpo a corpo.

Fórum

Faça uma pergunta

AS ALTERNATIVAS