Downloads Editores
The GIMP

The GIMP 2.8.10

Editores
Baixar
NOTA tt
9.3
downloads
21.558
Licença
Grátis
Idioma
Inglês
Desenvolvedor
The GIMP Team
Data de Lançamento
07/11/2013
Tamanho
86.2 Mb
screenshot de The GIMP screenshot de The GIMP screenshot de The GIMP screenshot de The GIMP

Com GIMP, faça uma poderosa edição de imagens

TechTudo
por TechTudo
em 30/01/2013 15:56

GIMP é um programa de edição e criação de imagens. Ele é uma boa alternativa gratuita ao Photoshop e conta com uma série de ferramentas e recursos, como pincéis e efeitos para fotografias.

O editor ganhou interface única, permitindo ao usuário abrir várias janelas distintas. Há também um painel que organiza as camadas e mantém os grupos de ferramentas na mesma plataforma. Assim como o editor da Adobe, o GIMP facilita as transformações no tamanho da imagem, em largura e altura. Além disso, é possível converter arquivos para PDF.

O programa suporta vários formatos de arquivos, como JPEG, GIF, PNG, TIFF e até especiais com multiresolução. Você ainda pode estender a compatibilidade por meio de plugins e abrir extensões raras como nenhum outro. O software tem suporte para instalação de mais de 100 tipos de plugins.

Interface

O GIMP apresenta em sua interface três janelas individuais. Uma delas, a de pincéis, é onde você pode visualizar e definir a ferramenta escolhida para a edição de imagem.

Já na "Camadas", o usuário pode trabalhr, mudar e editar as layers do arquivo no qual está trabalhando. E, por fim, a opção "Canal" permite visualizar as variações de cores da foto editada e realizar alterações.

Retocando imagens

O editor de imagens é ideal para técnicas avançadas de retoques. Livre-se de detalhes inúteis nas suas fotos com a ferramenta de clone ("Clone tool") ou retoque, com a de reparar ("Healing Tool"). A ferramenta "Brushes" é um dos exemplos da suíte completa da barra de criação.

Se você quiser apenas consertar a distorção da imagem causada pela perspectiva, basta usar a opção "Corrective Mode". Já com o Channel mixer, é possível alterar as cores das suas imagens e conseguir efeitos.

Uma função muito interessante do programa é a possibilidade de criar ou editar animações. Para isso, basta carregar o arquivo e trabalhar com as camadas separadamente. Você pode escolher o movimento de cada uma delas. Na hora de salvar, as camadas são preservadas e salvas em um formato conveniente.

GIMP permite que você customize a visualização e o comportamento do programa da maneira que preferir. Comece com a widgets de tema e mude a cor, por exemplo. A interface é dividida em estações (docks) e permite que você abra tudo em abas ou disponha os arquivos em pequenas janelas abertas. Pressione a tecla TAB do seu teclado e alterne a visualização dos arquivos abertos.

Versão Portable

A versão portátil permite que o usuário tenha acesso ao GIMP quando precisar. Basta levá-la em seu pendrive, HD externo e outros dispositivos móveis do gênero.

Para começar a usar o programa dê dois cliques com o mouse no arquivo GIMPPortable.exe no dispositivo portátil no qual o salvou. Depois, é só usar essa versão do software da mesma maneira na qual você usa o instalado no seu computador.

Quando acabar de trabalhar, não se esqueça de finalizar o aplicativo e, então, parar o funcionamento do seu dispositivo móvel antes de retirá-lo, para evitar perdas de dados

A opção portátil da aplicação está disponível apenas para Windows, mas a versão desktop roda tanto no sistema operacional da Microsoft, quanto em Mac OS e Linux.

NOSSA OPINIÃO
NOTA tt
9.3

O mais conhecido editor de imagem gratuito não chegou a esse posto a toa. O Gimp é, de fato, a melhor opção do segmento, oferecendo uma gigantesca variedade de recursos avançados, que podem facilmente ser usados para fins profissionais. Suporte integral ao canal alpha (transparência), seleção vetorial e uso de camadas são alguns exemplos do poder deste editor.

Uma das grandes (e esperadas) novidades da versão mais recente é o modo de janela única, que facilitou bastante o trabalho e deixou o programa mais parecido com os concorrentes. Ainda dá para usar o Gimp com as janelas separadas, bastando desmarcar a opção no menu correspondente.

O aprimoramento das ferramentas e texto e de criação de desenhos, além da possibilidade de agrupar camadas, foram alterações igualmente bem-vindas. O design geral não mudou muito, o que é um ponto positivo, uma vez que o editor já era organizado, intuitivo e fácil de usar. A localização das camadas no lado superior direito da tela deixam a principal funcionalidade bastante aparente.

Como pontos negativos, vale ressaltar a lentidão na hora de abrir o programa e a falta de suporte ao sistema de cor CMYK. As falhas não comprometem o desempenho do software, compensado pela qualidade dos seus recursos e por facilidades como a instalação de todos os plugins de uma única vez.

Fórum

Faça uma pergunta

AS ALTERNATIVAS