Fabricantes

02/12/2010 11h19 - Atualizado em 14/07/2011 07h10

Power Music Club da GVT

Bia Kunze
por
Para o TechTudo
Power Music Club da GVTPower Music Club da GVT (Foto: Reprodução)

 

O Power Music Club, oferecido pela GVT em parceria com a Universal, é um serviço de streaming ilimitado a milhares de músicas e videoclipes do catálogo da gravadora, oferecido gratuitamente para os clientes da operadora. Como sou cliente da telecom, testei o serviço e fiquei encantada com a qualidade!

Além do acesso aos playlists criados pelos artistas, os clientes também podem criar e compartilhar os seus com outros usuários. O clube também é um portal de notícias e periodicamente faz promoções. Todos os clientes de banda larga da empresa podem acessar gratuitamente o portal no endereço www.powermusicclub.com.br. Quem não é cliente também pode acessar, mas só consegue ouvir 30s de cada canção.

A GVT, que se destaca tanto na qualidade dos produtos vendidas como no pós-venda -- diga-se de passagem, a única operadora que não tem call-center terceirizado -- não deixou por menos e caprichou no Power Music Club.

Mesmo que você não esteja no momento conectado pela GVT, basta entrar no site com seu login e senha para ter acesso ao serviço. Tenho usado tanto em Curitiba, pela minha própria rede GVT (15 MB), quanto em São Paulo (5 MB), através da rede de outra operadora. Só ficou faltando mesmo um acesso móvel, já que gosto de ouvir músicas em casa pelo meu smartphone. O portal é todo desenvolvido em Flash, e muitos dispositivos móveis são incompatíveis com o formato. A boa notícia veio por meio de Rodrigo Andreolla, Gerente de Desenvolvimento de Produtos da GVT: o acesso móvel ao Power Music Club já está nos planos da empresa.

Power Music Club da GVTPower Music Club da GVT (Foto: Reprodução)

 

No momento, a Universal disponibiliza cerca de 300 mil canções no Clube, mas como todo o processo de digitalização ainda está em andamento, esse número deve aumentar aos poucos.

A navegabilidade no site é boa e a qualidade das músicas é excelente. Contudo, quem está acostumado com o iTunes ou outros serviços de música por assinatura, sentirá falta de ferramentas mais avançadas, como histórico, sugestões de música ou playlists inteligentes.

Ainda não há planos da GVT incorporar ao music club acervos de outras gravadoras. Mas como a Universal tem um contrato que veta a entrada da Universal em outras telecoms.

Modelo de negócios

A revolução web na música chegou há mais de uma década, mas indústria audiovisual começou a se mexer muito tarde. A pirataria de música e filmes em sites de compartilhamento de arquivos hoje é quase cultural. Iniciativas bem-sucedidas, como a iTunes Store, loja da Apple, são interessantes para consumidores ocasionais. O problema é que os jovens hoje se transformaram em consumidores vorazes deste tipo de mídia.

Clientes da GVT podem curtir músicas de graça Clientes da GVT podem curtir músicas e videoclips de graça (Foto: Reprodução)

 

É só fazer um paralelo: a quantidade de músicas que um jovem de 18 anos hoje tem em seu HD é 3.000% a mais do que as que eu possuía quando eu tinha a mesma idade! E pior, além de tudo vir muito rápido, o conteúdo é facilmente descartável.

Os serviços de streaming ilimitado de acervos musicais, mediante assinatura mensal, estão se tornando opções populares e interessante. No caso do Power Music Club, uma parceria de telecom com gravadora resultou num serviço gratuito - e melhor, de qualidade - para clientes da própria operadora de telefonia. Esse é um ótimo caminho para colocar o mundo da música digital no caminho da legalidade.

A GVT começou como empresa-espelho da Brasil Telecom e hoje oferece seus serviços em vários municípios, com estréia prevista no Rio de Janeiro em 2011. São Paulo também está nos planos. Mas interessante mesmo é ver como eles estão diversificando os serviços. Além do Power Music Club, já há projetos em TV por assinatura e até telefonia móvel, tão logo comecem os leilões de bandas para a tecnologia 4G no país. Que fôlego!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares