Fabricantes

24/01/2011 14h49 - Atualizado em 14/07/2011 07h06

Nintendo e a obsessão pelo 3D

Rafael Monteiro
por
Para o TechTudo

Ultimamente tudo que se fala aos quatro cantos da indústria é sobre 3D. Para todos os jogadores que tem um pouco mais de vinte anos, essa onda não é exatamente nova, pois podem se lembrar do início dos anos noventa quando o cinema teve o seu primeiro contato com o 3D.

Na época, o que chamamos de 3D anáglifo, utilizava-se de um óculos formado por duas folhas de papel transparente, um lado vermelho e o outro azul (há algumas variações de cores), e pelos milagres da refração de luz cada olho recebia uma imagem levemente diferente em ângulo. O cérebro então processava as duas imagens e tinha uma noção de profundidade, três dimensões, do que antes era apenas uma imagem plana, duas dimensões. Era um pouco incômodo e ninguém gostava muito da imagem com cores misturadas.

oculos 3d (Foto: Divulgação)Óculos 3D (Foto: Divulgação)

Assim como a tecnologia surgiu, foi embora sem fazer muito barulho. Até hoje pode-se encontrar algum produto que utilize o 3D anáglifo, sendo que até o YouTube tem suporte a este, mas são sempre produtos isolados, pois a tecnologia não se popularizou.

Atualmente se utilizam óculos polarizados, cujo conceito é o mesmo, mas controla-se o que cada olho vê através de filtros. É removido um grande entrave da tecnologia anterior, a tonalidade vermelha e azul que tanto incomodava. Mas ainda assim o 3D não está decolando.

avatar 3d (Foto: Divulgação)Cartaz de Avatar (Foto: Divulgação)

Toda a indústria, em especial Hollywood, está muito centrada na tecnologia em 3D e estão todos muito ocupados fazendo parecer que é algo maior do que realmente é. O público no entanto, já deu sua resposta, o efeito 3D não os impressiona tanto assim.

Nos últimos anos tem se visto muita tecnologia ser empurrada como essencial sem perguntar ao público se era realmente o que ele queria. Desde a mudança da TV em preto e branco para TV a cores, esta sim uma grande revolução, tivemos a mudança pro formato de tela larga, Widescreen, a mudança das TVs de Tubo para LCD, Plasma e LED, e com estas a mudança para a alta definição e agora a mudança para as TVs em 3D.

Mas como o conteúdo continua o mesmo, não é difícil encontrar pessoas que ainda tenham em casa as mesmas TVs de muitos anos atrás, pois a inovação tecnológica por si só não agrega tanto quanto a inovação de valor. Não foram só as cores que venderam as novas TVs coloridas, foram especificamente o verde e amarelo da seleção brasileira.

Já não é de hoje que Hollywood está em crise e eles precisavam de um novo truque para levar as pessoas ao cinema, já que parar pra pensar o que eles estariam fazendo errado seria pedir demais. Hollywood vende cinema e como tal, o 3D caía como uma luva para seus planos.

Temos então um outro grande jogador no mercado, o mesmo que apreciou tanto as trocas de TVs para tela larga, alta definição e agora 3D. Ninguém menos do que a Sony. Todas as outras empresas que fabricam televisões tem o mesmo interesse, mas a empresa tem influência em um setor onde outras como Samsung e LG não tem: PlayStation.

playstation 3d (Foto: Divulgação)Playstation 3D (Foto: Divulgação)

Não se vê o mesmo esforço para empurrar o 3D nos Computadores e no Xbox 360 como se vê no PlayStation. O videogame da Sony já tem experiência em atuar como Cavalo de Tróia para outros produtos da empresa. O exemplo mais recente foi nessa geração onde o PlayStation 3 entrou com o Blu-Ray nas casas das pessoas.

Ainda assim, quando se fala de Hollywood, Sony, espera-se que essas empresas estejam interessadas em vender o 3D. É de imenso interesse delas terem uma novidade para atrair as pessoas ou fazerem elas comprarem novos aparelhos, independente do real valor da novidade. Mas como explicar a presença da Nintendo na onda do 3D com seu novo portátil?

O Nintendo 3DS gera imagens 3D através de uma tela especial da Sharp que envia imagens diferentes para cada um dos seus olhos, eliminando a necessidade de qualquer tipo de óculos especial. Muitas pessoas que tiveram contato com o aparelho dizem que é o melhor efeito que já viram, fornecendo tanto profundidade quanto objetos que saltam da tela.

Diferente de Hollywood, a Nintendo sabe que simplesmente ter os mesmos jogos de sempre, agora em 3D, não seria motivo suficiente para que seu público comprasse um novo aparelho. Diferente da Sony, o objetivo principal da Nintendo não é a venda de eletrônicos, mas sim de jogos, logo também não há interesse em simplesmente ter uma versão mais nova do seu portátil com uma tecnologia nova.

Então qual o real objetivo da Nintendo? Um analista mencionou que a empresa poderia estar caçando a Sony como se fosse sua Moby Dick, tentando causar uma ruptura de mercado no incômodo e custoso 3D do PlayStation 3 que precisa de óculos e TVs caras, oferecendo uma opção incrivelmente melhor e mais barata. Alguns executivos japoneses realmente ligam para questões de honra e há muito ressentimento entre as duas empresas.

No entanto, mais condizente com os movimentos da empresa há uma outra explicação. A Nintendo está obsecada pelo 3D. Não como algo que começou agora, mas desde que começou-se o desenvolvimento do Project Reality, o qual conhecemos por Nintendo 64.

nintendo 64 (Foto: Divulgação)Nintendo 64 (Foto: Divulgação)

Desde a mudança dos videogames do 2D para o 3D a indústria tem vivido uma grande mentira, a de que o 3D é automaticamente superior ao 2D. Assim os novos valores provenientes do 3D tomaram conta e os jogos foram ficando cada vez mais complexos, sem nunca perguntar ao jogador se era realmente isso que ele queria.

Quando a Nintendo lançou Super Mario 64, era um ótimo jogo, uma boa conversão do personagem para o mundo do 3D, mas não era um substituto para as aventuras de Mario em 2D, era uma nova direção. Houve rejeição do público, mas em nenhum momento a empresa parou para rever seus conceitos. Super Mario Sunshine e Super Mario Galaxy deram continuidade a essa nova direção.

No entanto, havia uma anomalia na teoria evolutiva de Darwin. O lançamento de New Super Mario Bros para o Nintendo DS e New Super Mario Bros para o Nintendo Wii. A penetração desses dois jogos, os números de vendas, são mais do que o dobro que qualquer versão de Mario em 3D. Significa que há um público necessariamente interessado nos jogos 2D e não interessado nos jogos 3D.

Aqui começa a história de erros da Nintendo. Ela continua acreditando que o 3D é superior e que só o que impede as pessoas de sairem do 2D são barreiras. Logo, eles culpam a desvantagem do 3D na acessibilidade. Veja que as pessoas não tem a menor dificuldade em jogar jogos 3D como Call of Duty. Quando o público realmente aprecia um jogo, não importa pra ele quantas dimensões tem.

Depois do sucesso das duas versões de New Super Mario Bros, você imagina que elas receberiam uma sequência, não? Não, quem recebeu uma sequência foi Super Mario Galaxy. Aí a história se repete, Super Mario Galaxy 2 está tendo vendas baixas, até abaixo do original.

nintendo (Foto: Divulgação)New Super Mario Bros Wii: Mais de 20 milhões de cópias vendidas (Foto: Divulgação)

 

Como a Nintendo pretendia resolver o problema? Super Mario Galaxy 2 era mais acessível. Ele emulava vários elementos de New Super Mario Bros, como um mapa com as fases e até começava em seus primeiros minutos em 2D. O jogo acompanhava até mesmo um DVD de instruções explicando como jogar!

Todos os problemas relacionados à “acessibilidade” foram adereçados, então por que não deu certo? Por que não atingiu o patamar de New Super Mario Bros? Por que pelo menos não atingiu um patamar maior do que o original? Não precisa ser nenhum gênio para ver que o problema aí não é acessibilidade, é pura rejeição.

Pelo fato da empresa acreditar que o 3D é superior, ela tenta converter todas as suas franquias clássicas para esse novo formato, sem perceber que mata as versões 2D, que são as que o público realmente gostava.

O Nintendo 3DS é o mais novo passo na errônea caminhada da Nintendo em sua obsessão pelo 3D. Agora ela acredita que o efeito 3D passará a exata profundidade dos objetos em tela, permitindo que todas essas pessoas que “tem dificuldade” com jogos em 3D finalmente façam a transição. Essa transição não ocorrerá, assim como não ocorreu de New Super Mario Bros para Super Mario Galaxy 2.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares