Internet

24/03/2011 18h14 - Atualizado em 22/08/2013 15h24

Mozilla Firefox 4: Conheça todas as novidades desta nova versão

Ramon Cardoso
por
Da redação

A guerra entre os navegadores está ficando cada vez mais interessante; pelo menos para nós, “navegantes”. Agora, com a versão final do Firefox 4, a Mozilla revela sua nova arma para ampliar a participação no mercado e conquistar de vez a preferência dos usuários. A nova versão do Mozilla Firefox foi lançada oficialmente na última terça-feira (22) e já tem sido alvo de milhares de comentários, reviews, críticas e, principalmente, elogios.

Foram quase dois anos de espera até que a quarta versão do navegador fosse lançada. Mas, ao que parece, toda essa espera valeu a pena. O novo Firefox 4 teve a sua interface remodelada, novos recursos foram adicionados, e a navegação ficou ainda mais simples e rápida (até 6x mais que seu antecessor, o Firefox 3.6). Com tantas novidades, é claro que o TechTudo não poderia deixar um lançamento desses passar em branco.

Clique aqui e baixe a nova versão do navegador da Mozilla, o Firefox 4

Firefox 4 (Foto: Arte)Firefox 4 (Foto: Arte)

Como tudo começou

O Firefox é resultado de um ambicioso projeto da Fundação Mozilla em parceria com vários colaboradores e tem como base o código-fonte do primeiro navegador da história da internet, o Mosaic. A primeira versão (1.0) do Mozilla Firefox foi lançada em novembro de 2004 e, na época, era considerada a principal alternativa ao até então soberano Internet Explorer, o qual diziam ser menos seguro e mais lento.

O projeto, bem como a sua forma de desenvolvimento, só foi possível de existir graças ao fato de o navegador da Mozilla ser um software livre, com o código aberto a modificações, livre para que os próprios usuários/colaboradores pudessem aplicar suas opiniões e desejos. As melhores sugestões, consequentemente, acabam se integrando a versão oficial; e os erros, quando detectados, são rapidamente consertados.

Por este motivo, desde o seu lançamento o Firefox tem sido baixado por milhares de usuários de todo o mundo, tornando-o um dos navegadores de maior e mais rápida ascensão no mercado, superando, inclusive, o navegador da Microsoft em alguns países.

Novo visual

Firefox 4 (Foto: Reprodução/TechTudo)Firefox 4 (Foto: Reprodução/TechTudo)

A aparência é um dos principais benefícios a ser considerado em um navegador, principalmente quando a sua interface se torna mais fácil e simples de se operar. Por esse motivo, a interface do novo Firefox ganhou uma nova roupagem, mais moderna, clean e atraente.

Para oferecer uma área de trabalho mais ampla, com mais espaço para a visualização dos sites, todos os menus do programa podem ser compactados em um único botão laranja no canto superior esquerdo da tela. Para isso, basta ocultar a antiga barra de menus.

Barra de menus compactada (Foto: Reprodução/TechTudo)Barra de menus compactada (Foto: Reprodução/
TechTudo)

Além disso, os botões “Recarregar” (Reload) e “Parar” (Stop) passaram a ocupar o mesmo espaço, discretamente no canto direito da barra de endereços; e o botão de acesso rápido à página inicial foi jogado para o canto direito da tela, depois da barra de pesquisas.


Navegação por abas

O sistema de navegação por abas é uma ótima forma de manter uma navegação organizada e acessar rapidamente as páginas abertas. O Firefox foi o pioneiro na utilização desse recurso que, devido aos seus benefícios e à praticidade proporcionada, foi adotado por todos os outros navegadores.

Diferentemente das versões anteriores, as abas do Firefox 4 agora são expostas no topo da tela, aumentando a organização das abas e evitando que os usuários cliquem por engano nos demais menus do aplicativo.

Abas "afixadas" no início da barra (Foto: Reprodução/TechTudo)Abas fixas no início da barra (Foto: Reprodução/TechTudo)

Outra novidade do sistema de abas são as abas fixas, criadas para você acessar os seus sites preferidos rapidamente. Esse novo recurso segue a lógica do tradicional “Favoritos”, mas por estarem na barra de abas, você precisa de apenas um clique para abri-las. Por outro lado, a funcionalidade não mantém o site permanentemente, mas apenas evita com que você a feche acidentalmente durante a navegação.

Uma outra solução para um problema muito comum entre os adeptos do sistema de abas também foi incorporada à nova versão do Firefox 4. Agora, caso você feche acidentalmente uma aba ou janela, é possível recuperá-las acessando um menu próprio do navegador.

Para os menos organizados, a empresa reservou um recurso especial capaz de reconhecer quando uma página já está carregada em uma aba e, em vez de abrir nova idêntica, redirecionar o usuário para a aba em questão (mesmo que ela esteja em outra janela). Essa ferramenta é ideal para pessoas que tem o costume de trabalhar com várias abas abertas ao mesmo tempo e que, por vezes, acabam se perdendo em meio a tanta informação.

Grupos de "Abas" no Firefox 4 (Foto: Reprodução/TechTudo)Grupos de "Abas" no Firefox 4 (Foto: Reprodução/TechTudo)

Outra solução é a utilização dos grupos de abas, por onde o internauta pode agrupar todas as abas com alguma coisa em comum, arrastando-as para organizá-las ou adicionando novas abas ao grupo. Além disso, é possível dar nomes aos grupos criados, auxiliando-o em uma futura localização pela ferramenta de busca.

Desempenho superior

Firefox 4 (Foto: Reprodução/TechTudo)Firefox 4 (Foto: Divulgação)

Essa é a principal aposta da Mozilla com o seu novo navegador. Segundo a empresa, o fato de o navegador estar seis vezes mais veloz que a sua versão anterior poderá ser percebida facilmente pelos usuários, tanto no carregamento inicial do programa quanto no carregamento de novas páginas da internet.

Para isso, a Mozilla lançou mão do novo mecanismo JavaScript JägerMonkey e de um recurso já popular entre os frequentadores do ambiente virtual moderno: a aceleração de hardware. O recurso foi inicialmente empregado pelo Internet Explorer 9 e seu funcionamento consiste na utilização do processamento da sua própria placa de vídeo para o carregamento de páginas.

Nos computadores mais modestos, no entanto, este recurso pode representar um problema e prejudicar ainda mais o desempenho do sistema e dos demais programas em execução. Mas se você não tiver a sorte de possuir uma máquina capaz de suportar esse recurso, não se preocupe: basta desativar a aceleração de hardware do Firefox 4.

Outro novo detalhe curioso: caso você já esteja acostumado a utilizar plugins (Adobe Flash Player, Apple QuickTime, Microsoft Silverlight, etc.) durante a sua navegação, é bem provável que você também tenha passado pela desagradável situação de ter que interromper suas atividades por conta do travamento de um deles. Com o novo recurso de "Crash Protection", no entanto, isso não vai mais acontecer. O plugin com problema será interrompido, recarregado, e você poderá continuar navegando tranquilamente.

Gráficos 3D

Ao que tudo indica, a tecnologia 3D realmente veio para ficar. Televisores, videogames, e até celulares, já aderiram à nova onda. Agora, chegou a vez de os navegadores também entrarem nessa brincadeira. Com o novo contexto WebGL para HTML5, o Firefox 4 é capaz de oferecer suporte a uma nova interface de programação de aplicações para exibição de gráficos 3D na internet, sem a necessidade da utilização de plugins.

Segurança e Privacidade

Navegação privativa (Foto: Reprodução/TechTudo)Navegação privativa (Foto: Reprodução/TechTudo)

A Mozilla certamente não iria deixar de implementar melhorias no quesito que consagrou o Firefox. Para garantir a privacidade dos usuários e uma navegação mais segura, foram adicionadas uma série de novos recursos de segurança, tais como a integração com o programa de antivírus utilizado no Windows, e uma ferramenta anti-malware que impede o acesso não autorizado de aplicativos maliciosos.

A privacidade também foi outro quesito importante. Como apresentado nas primeiras versões beta do Firefox 4, a opção de navegação privativa chegou para ficar; muito útil caso seja necessário acessar informações importantes (como contas bancárias, por exemplo) de locais públicos ou computadores compartilhados, evitando que o histórico e outras informações sejam armazenadas no computador.

Outra opção que tem tudo para agradar ao público é a possibilidade de impedir que seus hábitos de navegação sejam rastreados e compartilhados. Com isso, você poderá se livrar de spams de anunciantes que insistem em oferecer um produto que você não tem o mínimo interesse em adquirir.

Personalização

Gerenciador de Add-ons (Foto: Reprodução/TechTudo)Gerenciador de Add-ons (Foto: Reprodução/TechTudo)

A customização de produtos e serviços é uma tendência cada vez mais forte nos dias atuais, e esse mesmo raciocínio também vale para os navegadores. Com o novo Firefox 4, o usuário tem a sua disposição mais de 200.000 opções de Add-ons para personalizar os recursos e a aparência do seu navegador, além de vários plugins e complementos para realizar diferentes tarefas e deixar o navegador ainda mais completo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Advaldo Filho
    2011-03-25T16:06:35

    No texto do site lá em cima fala: ..."o botão de acesso rápido à página inicial foi jogado para o canto esquerdo da tela, depois da barra de pesquisas." O certo é no "canto superior direito, após a barra de pesquisa."

  • Vicente Filho
    2011-03-25T14:39:15

    O mesmo problema que o Murillo Porto comentou acontece com o internet banking da Caixa Econômica, ainda não é possível acessar sua conta via FF4. Estou testando o FF4 desde quinta (24/03) e acabo de esbarra neste problema que me fez voltar ao IE8 (sugestão da atendente da Caixa Econômica). Ainda não teste o IE9.

  • Murillo Porto
    2011-03-25T13:40:22

    Se você usa o internet banking do Banco do Brasil, não instale essa nova versão do Firefox, pois ela ainda não foi homologada pelo banco. Mesmo que você instale o módulo de segurança, não conseguirá entrar em sua conta corrente.