12/04/2011 12h48 - Atualizado em 14/07/2011 06h59

Podcasts americanos contra podcasts brasileiros, parte 2

Pedro Zambarda
por
Para o TechTudo

Você provavelmente já leu nosso texto comparando podcasts norte-americanos com brasileiros (se não leu, está esperando o que para clicar aqui?). O problema é que cinco categorias não são suficientes para cobrir toda a variedade de programas que existem, e nem a forma como eles abordam diferentes conteúdos de uma maneira original. Pensando nisso, avaliamos mais cinco categorias diferentes.

Podcasts (Foto: Reprodução)Podcasts (Foto: Reprodução)

Essas análises visam tornar o formato podcast de áudio mais famoso no Brasil, entre os leitores de sites e blogs nacionais. Além dos problemas para divulgar os programas de áudio, seus criadores também precisam se dedicar muito para fazê-los, pois eles exigem muito tempo para que sejam aperfeiçoados. Quer um exemplo?

Se seu programa possui 10 minutos, é bem provável que você leve pelo menos 20 para editá-lo da maneira correta, colocando a música adequada e equalizando as vozes envolvidas nas conversas. Um podcast de uma hora deve levar no mínimo duas horas na hora de fazer todos os cortes necessários, mas existem pessoas que gastam ainda mais tempo. Resumindo: Para cada programa que você fizer, o dobro do tempo será necessário para cuidar do resultado. Alguns levam dias até receberem o tratamento adequado.

Jonny Ken (que é blogueiro do TechTudo e criador do PodPods) verificou que existem criadores de podcasts unidos, e que eles se juntam anualmente na Campus Party. No entanto, esses problemas de edição e a falta de um sistema unificado de postagens afasta o formato de possíveis ouvintes. Encontrar publicidade para viabilizar os podcasts também é algo complexo.

Confira as próximas cinco categorias adicionais de podcasts.

Categoria 6 – Programas femininos

Assim como a televisão atrai as mulheres de maneira peculiar, a internet busca esse público através de tópicos que claramente abordam questões do sexo oposto. Participação do público feminino no mercado profissional, na sociedade e em suas questões particulares são os assuntos mais comentados dessa categoria.

Para os homens, vale ouvir esse tipo de programa para entender que a internet nem de longe é praia apenas do sexo masculino. Para as mulheres, dá orgulho ver que elas possuem cuidado na edição e que ficam longe de piadinhas, criando programas simples e diretos em seu propósito.

Representante norte-americano: MommyCast
Edição do programa: Vinhetas personalizadas. Falas rápidas, mas leves, baseadas nas experiências pessoais das locutoras.
Estilo dos apresentadores: Paige e Gretchen são mães e traduzem de maneira simples experiências com seus maridos e seus filhos de cinco e dois anos, respectivamente. As falas são teatrais, mas ficam no padrão de voz calmo das apresentadoras.
Temas abordados: Família, maternidade, vida feminina
Duração: Mais de uma hora

Representante brasileiro: Monacast, do Monalisa de Pijamas
Edição do programa: Vinhetas com músicas variadas, de acordo com a pauta abordada. Falas com velocidade moderada e muita discussão.
Estilo dos apresentadores: Mafalda, Eubalena e Phoebe apresentam programas sem um tipo de pauta pré-definida, mas sempre buscando o aspecto feminino das conversas. Seguindo o modelo consolidado pelo Jovem Nerd, elas incentivam as conversas estilo “mesa redonda”.
Temas abordados: Vida feminina e viés das mulheres no mundo
Duração: Mais de uma hora

Vencedor da categoria: Monacast
Motivo: Dois programas ótimos, mas o Monacast transmite um leque de material mais rico e melhor editado do que o MommyCast. O Mommy ganha muitos pontos pela originalidade do tema e as trilhas igualmente originais, mas o Monalisa de Pijamas salta na frente por ter um papo empolgante e, muitas vezes, original.

Categoria 7 – Variedades

Falar de assuntos variados em um podcast não é, necessariamente, não possuir um foco. Um programa de áudio pode ser direcionado para um determinado público e, nesse nicho, abordar um leque de tópicos que o torna impossível de encaixar em uma única categoria.

Representante norte-americano: GeekCast
Edição do programa: Vinhetas personalizadas. Falas lentas e equalizadas. Possui tanto debates quanto bate-papos sobre determinados temas.
Estilo dos apresentadores: GeekCast na verdade é um agregador de podcasts, que aborda a diversidade do marketing na internet e diversos outros assuntos que interessam aos viciados por tecnologia.
Temas abordados: Marketing, social media, assuntos de tendência, blogosfera americana
Duração: Cerca de meia hora

Representante brasileiro: Papo de Gordo
Edição do programa: Vinhetas com músicas variadas e algum chiado, vozes em volume alto e muita risada durante a conversa.
Estilo dos apresentadores: Eduardo Sales discute todos os assuntos que envolvem pessoas gordas, obesas ou com problemas de peso. Com muito bom humor, seu podcast Papo de Gordo transformou seu site original, Contrapeso, em uma fonte de notícias para quem quer se informar sobre gordos. A página, originalmente, era para orientar pessoas que faziam cirurgia de redução de estômago.
Temas abordados: Obesidade, saúde e todos os assuntos que agregam os dois primeiros
Duração: Cerca de uma hora

Vencedor da categoria: Papo de Gordo

Motivo: Sem censura, os gordos saem muito na frente e fazem você rir justamente pelo ridículo. Sem muito foco, eles conseguem abordar o essencial de cada pauta. Vale bastante a pena.

Categoria 8 – Esportes

Quem gosta de uma bola, um programa de rádio sobre o assunto ajudaria a manter atualizado rapidamente o fã. Mas os podcasts nessas áreas não servem apenas aos fanáticos por futebol, mas também quem gosta de basquete, vólei e os diversos esportes alternativos que existem para se viciar na mídia.

Representante norte-americano: ESPNRadio
Edição do programa: Vinhetas de programas tradicionais de rádio. Versão ao viva dos programas. Transmissão clara e equalizada.
Estilo dos apresentadores: Um dos maiores veículos internacionais de esportes, a ESPN traz informações em primeira mão dos esportes nos Estados Unidos. Para quem é fanático pelos gringos, notícias por esse endereço são uma escolha válida na internet.
Temas abordados: Notícias de jogos, transmissões ao vivo e notícias diárias
Duração: Depende da grade de programação.

Representante brasileiro: Café com Velocidade
Edição do programa: Vinhetas com músicas variadas e vozes em volume baixo.
Estilo dos apresentadores: Bárbara, Thiago Raposo e Thiago Rosa apresentam um programa focado em esportes com velocidade, ou seja, principalmente corridas de F1. O podcast ganha pontos pelo assunto que aborda, mas perde um pouco na edição.
Temas abordados: Corrida, esporte e competição
Duração: Cerca de uma hora

Vencedor da categoria: ESPNRadio
Motivo: A conversa Café com Velocidade é interessante, mas o papo não envolve. O ritmo frenético da ESPN é mais atrativo, embora os esportes internacionais sejam muito diferente dos regionais.

Categoria 9 – Literatura

As obras escritas merecem um papo “de boteco” na internet. Conversas sobre cultura e arte podem ajudar na hora de aprender profundamente sobre aspectos humanos. Todo mundo sai ganhando numa troca de informações desse naipe, de Tolkien até livros de auto-ajuda.

Representante norte-americano: NYT Book Review Podcast
Edição do programa: Vinhetas equalizadas e agradáveis. Vozes no mesmo volume, som em altura média. Foco em um único livro, que está bem cotado pelo maior jornal norte-americano.
Estilo dos apresentadores: Os apresentadores do New York Times discutem de maneira didática sobre os obras literárias que são sucesso nos Estados Unidos. O podcast prioriza entrevista com os autores.
Temas abordados: Literatura, livros, entrevistas
Duração: Cerca de 40 minutos.

Representante brasileiro: O Nerd Escritor – Papo na Estante
Edição do programa: Vinhetas rápidas e bate-papo.
Estilo dos apresentadores: Podcast sem compromisso, os apresentadores chamam autores para entrevistas e falam sobre vários títulos no mesmo programa. Site dinâmico em seu conteúdo.
Temas abordados: Debate sobre livros, autores, gêneros literários
Duração: Cerca de uma hora

Vencedor da categoria: Papo na Estante
Motivo: O pessoal do site O Nerd Escritor consegue falar de um leque maior de assuntos dentro de literatura. O NYT mostra as principais tendências do mercado editorial, mas o assunto tem uma abordagem mais “morna”.

Categoria 10 – Música

A última categoria a ser analisada tinha que envolver as canções que embalam nossa vida. Podcasts de música tem a vantagem de contar detalhes sobre bandas ou compositores. Confira os representantes a área que serão comparados.

Representante norte-americano: Classic Rock Magazine Podcast
Edição do programa: Nenhuma vinhetas especial e vozes equalizadas e agradáveis.
Estilo dos apresentadores: Apesar de existir há dois anos, eles fizeram poucos programas. O podcast possui comentários técnicos e culturais muito interessantes sobre rock, mas ele fica apenas na conversação, sem muitos recursos de rádio. Bandas como Pink Floyd, Rush e Led Zeppelin estão entre as mais comentadas pelos jornalistas.
Temas abordados: Música, rock´n´roll, anos 60, anos 70
Duração: Cerca de uma hora.

Representante brasileiro: Tungacast
Edição do programa: Vinhetas de rock elaboradas e bate-papo.
Estilo dos apresentadores: Vozes claras e bem editadas. Apresentadores abordam música no mundo digital. Debate não fica preso apenas no foco do cast.
Temas abordados: Música, bandas, tecnologia
Duração: Cerca de meia hora

Vencedor da categoria: Tungacast
Motivo: Menor e mais direto ao ponto nos comentários sobre música. Os americanos da Classic Rock Magazine abordam melhor o assunto, mas falta trilha sonora adequada e uma edição mais concisa para o assunto.

Se você tiver alguma sugestão de podcast ou categoria a ser avaliada, não deixe de contribuir para a discussão com o seu comentário.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares