Produtividade

12/05/2011 16h27 - Atualizado em 19/09/2016 14h37

Sincronize seus documentos offline com o Google Docs

Paulo Higa
por
Para o TechTudo

O Google Docs é um serviço gratuito para visualização e edição de textos, planilhas, apresentações, desenhos e formulários. Para quem utiliza o Docs frequentemente, é comum ter centenas ou milhares de documentos armazenados na nuvem. E, se você não vive sem os seus documentos do Docs, uma boa opção é sincronizá-los com os seus computadores.

SyncDocs (Foto: Divulgação)SyncDocs (Foto: Divulgação)

O Syncdocs é um software gratuito que sincroniza seus arquivos no Google Docs com uma pasta no seu disco rígido. A simplicidade do programa já começa no tamanho do instalador, que não chega a 2 megabytes.

Na primeira tela de configuração, você deverá escolher a pasta que o Syncdocs irá monitorar. Nessa pasta, o programa fará o download dos documentos que já estão no seu Google Docs e enviará os arquivos posteriores que você colocar nessa pasta. É um jeito muito mais prático de enviar arquivos: basta colocá-los na pasta e o programa se encarregará de enviá-los para os servidores do Google.

Ao fazer o download dos arquivos existentes no seu Google Docs, o programa já faz a conversão para arquivos bem comuns do nosso dia a dia: documentos de texto são baixados em formato Microsoft Word e planilhas aparecem em formato Microsoft Excel. Tags no Google Docs são automaticamente convertidas em pastas no Windows Explorer.

Se você armazena arquivos importantes no Google Docs, baixe o Syncdocs e deixe o software fazer o trabalho dele. Nunca se sabe quando a sua conexão pode falhar e deixar você na mão. Se isso acontecer e você tiver o Syncdocs, nada de preocupações: provavelmente o arquivo já estará armazenado na pasta sincronizada.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares