Sistemas Operacionais

13/06/2011 15h21 - Atualizado em 14/07/2011 06h42

Confira os aplicativos que o iOS 5 “matou”

Bruno do Amaral
por
Para o TechTudo

Há algum tempo, a Apple deixou de ser apenas uma empresa descolada para virar uma grande potência no mercado de informática, ainda mais depois do lançamento de aparelhos com iOS – o iPhone, iPod touch e iPad (a AppleTV ainda não é nenhum fenômeno de vendas, convenhamos). Mas é claro que, com o crescimento, as táticas comerciais e decisões de mercado vão gerando críticas. Um dos pontos mais comentados ultimamente diz respeito ao “assassinato de aplicativos populares” no sistema operacional móvel.

Integração do Twitter no iOS 5 (Foto: Divulgação)Integração do Twitter no iOS 5 (Foto: Divulgação)

Nas últimas atualizações do iOS, principalmente na versão 5.0, a companhia liderada por Steve Jobs adotou o hábito de desenvolver novas funções e aplicativos que canibalizam a concorrência. Programas de sucesso desenvolvido por empresas independentes se viram, do dia para noite, concorrendo com a própria Apple.

Além de preço geralmente mais competitivo, os apps da fabricante ainda se valem de novas funções antes indisponíveis (já que são concebidos internamente junto com a atualização do iOS) ou mesmo do poderio extra de novos aparelhos, colocando a gigante da Maçã sempre em ponto de vantagem. Pode não parecer muito justo para desenvolvedores, mas para os usuários também pode ser a oportunidade de obter ferramentas melhores (às vezes de graça).

Mas já vimos isso antes com o Windows e o navegador Internet Explorer (que acabaram com o Netscape), não é mesmo? Por isso, o TechTudo reuniu aqui alguns exemplos de “tentativas de assassinatos” de aplicativos cometidos pela Apple. Claro, vários vão continuar disponíveis e podem ser testados, pois cada um possui particularidades. Então, se quiser, utilize os comentários para concordar, discordar ou mesmo sugerir mais casos.

Wi-Fi Sync

O app de US$ 9,99 permite sincronização com o iTunes via rede Wi-Fi, sem necessidade de cabos. O problema é que isso só era possível se seu aparelho fosse destravado com o jailbreak. Bom, isso até o momento, porque em setembro tudo vai mudar.

Com o iOS 5.0, será possível executar exatamente a mesma tarefa de forma semelhante. E, enquanto a novidade traz benefícios para todos os usuários (independente de jailbreak), o desenvolvedor do app original, Greg Hughes, está revoltado. O problema é que ele já havia submetido o programa na App Store, mas foi rejeitado pela Apple, obrigando-o a oferecer a solução de modo alternativo.


Perfect Web Browser

É um navegador que oferecia opções não encontradas no Safari, da própria Apple: tela cheia, função de abas e o travamento de orientação (na horizontal ou vertical). Tirando esta última – ao menos por enquanto -, os outros recursos foram apresentados como novidades para o iOS 5.0, que inclui ainda navegação privada.

A função de abas, aparentemente disponível apenas no iPad, não é exatamente uma novidade: browsers para desktop utilizam isso há anos, incluindo o próprio Safari. Mas no iOS ainda é algo pouco ofertado, até o momento. Claro que há diferença de performance e mesmo no design – caso de outros navegadores alternativos, como o Opera Mini e o Skyfire.

Instapaper

É o programa de maior sucesso na App Store entre os “Read it Later” (ou em bom português, “leia depois”). Mas o iOS 5.0 vai trazer exatamente isso ao iPad 2 e iPhone 4: uma função para guardar links no próprio Safari e acessar mais tarde.

Instapaper (Foto: Divulgação)Instapaper (Foto: Divulgação)

A diferença, segundo Marco Arment, criador do Instapaper, é que o serviço da Apple é focado no Safari e no Mac OS/X, enquanto o dele pode ser acessado em qualquer sistema e dispositivo. “Qual a utilidade tem o ‘leia depois’ quando eu potencialmente não posso acessar no aparelho que estou utilizando?”, perguntou em protesto.

Camera+

É um aplicativo para ajudar na hora de tirar fotos, com zoom digital maior, estabilização de imagem, cortes, compartilhamento pelo Flickr, rotação e conserto do efeito de “olhos vermelhos”. Mas aí os desenvolvedores resolveram colocar um recurso escondido de capturar imagens com o botão de volume e a Apple chegou a baní-lo da App Store (mas agora está de volta).

Camera Plus (Foto: Divulgação)Camera Plus (Foto: Divulgação)

Imagina então a surpresa do desenvolvedor do Camera+ ao ver que a empresa anunciou para o iOS 5.0 as funções de foco automático, bloqueio de foco em um ponto específico e, claro, disparo da captura de fotos com o botão de volume do aparelho.

Wunderlist (Foto: Divulgação)Wunderlist (Foto: Divulgação)

Wunderlist

Junto com o EverNote e o Remember the Milk, é um dos apps de notinhas do tipo “post-it” mais baixados da App Store. E também está seriamente ameaçado com a chegada da atualização do sistema operacional, que vai trazer o Reminders (ou “Lembretes”, como deverá ser chamado em português), que além de fazer a mesma coisa, ainda possui sincronia pelo iCloud e possibilidade de marcar notas por locais via GPS.

Assim como nos outros casos, o desenvolvedor do Wunderlist afirma que, como vantagem, seu aplicativo possui compatibilidade com outros aparelhos não-iOS, além de oferecer ferramenta colaborativa. E pelo menos é de graça e vale a pena ser testado.

Dropbox

O aplicativo permite hospedar arquivos na “nuvem”, inclusive com a possibilidade de compartilhamento e de acesso multiplataforma. Mas com o iOS 5.0 (que chegará ao consumidor final no final de setembro ou começo de outubro), a Apple vai passar a oferecer o serviço iCloud – que permite basicamente a mesma coisa.

O problema é que a novidade chegará embutida na atualização do sistema operacional, copiando arquivos sem nenhuma necessidade de comandos, incluindo sincronização de documentos, e-mails, atualizações de calendários e contatos entre o dispositivo e um PC ou Mac. E, enquanto o Dropbox oferece 3 GB de espaço na “nuvem”, o iCloud oferecerá 5 GB. A salvação é que o primeiro serviço ainda oferecerá compatibilidade com Android, ao menos.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Alexandre Medeiros
    2011-06-17T16:29:37

    Corrigindo, o DropBox, para contas FREE, são 2Gbytes de espaço.