13/06/2011 08h40 - Atualizado em 21/03/2013 09h07

GitHub: Seja social com seu código

Márcio Althmann
por
Para o TechTudo
GitHub (Foto: Divulgação)GitHub (Foto: Divulgação)

Redes sociais estão na moda, ou melhor, ser social está na moda! Mas pedir para um desenvolvedor ser social é algo complexo, pois nós somos um espécime um pouco diferente (nem todos, é claro). E por que não ser social com o que adoramos fazer?

Nós adoramos desenvolver, conversar sobre assuntos relacionados a desenvolvimento, contribuir ou compartilhar códigos (ok, nem todos gostam), e é nesse ponto que o GitHub é incrível.

Antes de falar dos recursos do GitHub, vamos entender o que é o Git. O Git é um sistema de controle de versão distribuído, se quiserem fazer uma analogia podem pensar no SVN, TFS ou SourceSafe, apesar de grandes diferenças. Foi inicialmente projetado e construído pelo Linus Torvalds, e utilizado no desenvolvimento do Kernel do Linux.

O GitHub, lançado em Fevereiro de 2008, é um site onde podemos hospedar nossos projetos. Ele utiliza o Git para controle de versão, e, para os desenvolvedores de plantão, o GitHub foi feito com Ruby on Rails.

Existem outros sites onde podemos colocar nossos projetos, mas o que torna o GitHub interessante são alguns recursos de redes sociais. Nele podemos seguir projetos de nosso interesse ou mesmo outros desenvolvedores.

Outro recurso interessante no GitHub é o Gist, onde conseguimos compartilhar um bloco de código. Já enviei códigos por e-mail, MSN e outros formas para amigos que estavam precisando e também para aqueles que podiam analisar o trabalho, com o Gist isso fica mais fácil. Além da possibilidade de receber comentários, outros desenvolvedores podem pegar o código e modificar.

Apesar desse lado social e vários projetos open source, o GitHub também possui planos pagos, onde podemos ter mais controle sobre o código fonte, adicionando desenvolvedores fixos e escondendo o código dos outros.

Projetos abertos para os desenvolvedores (Foto: Reprodução)Projetos abertos para os desenvolvedores (Foto: Reprodução)

Para quem não quer usar profissionalmente o GitHub, ele possui uma versão gratuita. Onde não é possível criar nenhum projeto privado e a limitação de armazenamento é de 300MB. É um bom tamanho na minha opinião. Tenho alguns projetos, além dos projetos do meu blog e é espaço suficiente!

Para empresas maiores, ou Startups, os planos pagos não são caros. Por exemplo, o plano Medium custa US$ 22 por mês, com direito a vinte repositórios privados, dez colaboradores e 2.4 GB de armazenamento.

De todos os sites que já utilizei para armazenar meus projetos, o GitHub é disparado o melhor. O lado social nos ajuda muito a descobrir novos projetos e a receber ajuda em projetos particulares.

Nos próximos artigos vou mostrar como configurar o Git e projetos no GitHub. Bons estudos e aproveitem para conhecer novas tecnologias olhando outros projetos, só temos a ganhar com isso!
 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares