01/06/2011 10h51 - Atualizado em 14/07/2011 06h44

Protótipo da NutriSmart coloca etiquetas RFID comestíveis na sua comida para acompanhar o trajeto do alimento

Daniele Monteiro
por
Para o TechTudo
Etiqueta com trajeto do alimento (Foto: Divulgação)Etiqueta com trajeto do alimento (Foto: Divulgação)

Se você não mora em uma fazenda ou sítio, provavelmente não planta e não sabe de onde exatamente veio a sua comida. Muitas vezes é necessário mapear os alimentos desde a produção até a mesa.

Para mapear os alimentos, o sistema NutriSmart está usando etiquetas RFID. O RFID é um "código de barras" eletrônico, sem as conhecidas listras escuras. O componente eletrônico permite a identificação do item. Atualmente, é muito utilizado em lojas de roupas para evitar roubos e nos bilhetes eletrônicos usados no metrô e nos ônibus das grandes cidades do Brasil.

O modelo para alimentos foi desenvolvido por Hannes Harms, um estudante de design da Royal College of Art em Londres, na Inglaterra. Com as etiquetas RFID, o consumir poderia verificar toda a cadeia por onde o alimento passou -desde a sua origem na agricultura ou pecuária, passando pela indústria, até chegar a geladeira do consumidor.

Além disso, as etiquetas RFID teriam informações nutricionais para pessoas que querem emagrecer ou para quem precisa fazer uma dieta especial devido a restrições alimentares. Com essa capacidade, uma geladeira com computador interno poderia ler a etiqueta no momento em que o alimento for colocado para resfriar e fornecer essa informação na tela.

Assim, o consumidor pode saber exatamente de onde veio o seu alimento, quandos quilômetros ele andou e a quais processos industriais ele foi submetido. É uma forma tecnológica para ter uma alimentação saudável.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares