Internet

05/07/2011 12h00 - Atualizado em 14/07/2011 06h38

Empresas de tecnologia contratam mais pesquisadores para suas áreas de Pesquisa e Desenvolvimento

Daniele Monteiro
por
Para o TechTudo

As empresas da Índia estão seguindo o bom exemplo de países desenvolvidos, onde os pesquisadores são valorizados dentro das empresas. Institutos de renome, como o IITs, IISc, estão contribuindo para um aumento considerável no quadro de pesquisadores da Yahoo. Para ter um idéia, a empresa lançou uma espécie de caça talentos de tecnologia, o Coop Yahoo PhD, e está trabalhando em parceria com institutos.

A idéia da Yahoo é que seus funcionários sejam constantemente atualizados e se especializem sob a orientação de professores dos institutos, as teses serão de diversos temas. O programa também busca pós-graduandos para atuar na empresa, os laboratórios usados para as pesquisas não deixam a desejar em nada aos existentes em países como EUA.

Pesquisadores mais valorizados na Índia (Foto: Dirk Mahler)Pesquisadores mais valorizados na Índia (Foto: Dirk Mahler)

Com essa iniciativa no país, a Yahoo contribui de maneira positiva tanto para o crescimento da empresa como para o desenvolvimento dos pesquisadores, que tendem a ter uma visão mais teórica da coisa, com a parceria espera-se que tenham uma visão mais empresarial de seus produtos, logo, é de interesse mútuo. Além disso, o Yahoo vai pagar bolsas de estudo compatíveis com o mercado internacional, diz Rajeev Rastogi, VP e diretor da Yahoo Labs, Bangalore.

O Yahoo Labs teve seu nascimento em 2008, desenvolvendo tecnologia e produtos que devem inovar a internet.

A Google já vem fazendo isso há muito tempo, tanto que uma das redes sociais mais famosas no Brasil veio de um projeto de um pós-doutorando, o turco Orkut Büyükkokten, que criou e deu nome ao Orkut. E vale lembrar que o Facebook nasceu em ambiente acâdemico. Além da Google, outras empresas multinacionais aderem a essa prática, como Intel, AMD, Applied Materials, IBM, Bell Labs e a Microsoft, entre outras na Índia.

Os estudantes da Índia acreditam na pós-graduação como uma forma de obter crescimento profissional, pois as multinacionais investem boas quantias para desenvolverem pesquisadores dedicados ao seu produto. E, após defenderem suas teses, as chances de contratação são grandes. As bolsas oferecidas pelas empresas praticamente dobram o valor das oferecidas pelas Instituições de ensino.

Sede Yahoo na ÍndiaSede da Yahoo na Índia

O Bell Labs, situado em Bangalore, tem 70% de doutorandos em seu quadro de funcionários, uma porcetagem que ainda está longe de acontecer em nosso país.

A filial da Microsoft na Índia incentiva seus coolaboradores a aplicarem sua tese na empresa.

Apesar de todo incentivo, a demanda de doutorandos é baixa na Índia, Por ano, os IITs formam mil doutores contra mais de oito mil nos Estados Unidos e na China.

Essa empresas podiam vir para o Brasil com esse programa. Infelizmente, a capacidade intelectual de nossas Universidades é pouco aproveitada. Ainda temos a visão de que aquela pessoa que escolhe fazer pós-graduação é porque quer se tornar um professor e não um profissional que atuará em uma empresa, seja de tecnologia ou não, poucas empresas usam esse tipo de recurso.

E você, gostaria de estudar pós-graduação se houvesse esse tipo de incentivo em nosso país?

Via: Business Standard
 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares