Internet

17/10/2011 07h34 - Atualizado em 31/08/2016 17h03

Mark Zuckerberg e Sean Parker discutem em boate sobre a parceria do Facebook com o Spotify

Verônica Vasque
por
Da redação

De acordo com o New York Post, no início deste mês, Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, e Sean Parker, co-fundador do Napster e ex-presidente do Facebook, teriam tido uma discussão séria em um nightclub de Hollywood sobre a recente parceria da rede social com o serviço de música Spotify, lançado por Parker.

Mark Zuckerberg, CEO do Facebook (Foto: Divulgação)Mark Zuckerberg , CEO do Facebook (Foto: Divulgação)

Segundo o jornal americano, após algumas bebidas, os dois iniciaram uma conversa acalorada que se transformou em uma discussão mais séria na saída do clube The Beverly. Um assessor de Parker disse ao jornal Page Six que os dois passaram a noite na boate, beberam e discutiram sobre os serviços. "A maioria das histórias têm algo de verdade. Os dois estavam juntos no The Beverly, gastaram dinheiro com álcool e conversaram sobre a parceria do Facebook com o Spotify. No entanto, não podemos afirmar que realmente houve uma discussão mais séria", disse. Por sua vez, ninguém do Facebook se pronunciou sobre o assunto.

Sean Parker (Foto: Reprodução)Sean Parker (Foto: Reprodução)

Sean Parker, empreendedor de mídias, se juntou ao Facebook como conselheiro em 2004, antes de se tornar o primeiro presidente do site. Um ano depois, foi forçado a sair do cargo por ter supostamente usado cocaína em uma festa que promoveu. Devido à falta de provas, no entanto, nunca foi acusado. Atualmente, Parker continua sendo co-proprietário da rede social e um potencial consultor para Zuckerberg, embora não tenha mais papel ativo na empresa multibilionária.

A relação de negócios entre Zuckerberg e Parker foi pautada por disputas complexas e polêmicas, como retratou o filme, lançado em 2010, A Rede Social. No longa, Parker, interpretado por Justin Timberlake, é retratado como um obcecado por dinheiro e festas.

O serviço de música Spotify é parcialmente apoiado por Parker, que fez seu nome como um defensor do serviço original de música Napster, antes de se tornar um patrocinador do Facebook. De acordo com a informação divulgada na última quinta-feira (13) pela Reuters, o serviço de música já conta com 250 mil assinantes pagantes.

Via Mail Online

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Mariana Pereira
    2014-04-13T03:46:08

    O CARA não é e nem nunca foi o Mark, O CARA É O Orkut! Ele sim, criou alguma coisa, Mark copiou a ideia e aperfeiçoou o que era bom... Somente isto!

  • Claudio Costa
    2011-10-17T18:18:32

    Olá Verônica acho q o texto está com erro "sobre a nova pareceria da rede social"

  • Marcelo Nascimento
    2011-10-17T18:07:06

    Hilton, se tomarmos por verdade o filme eu até posso concordar contigo parcialmente, o Zuckerberg era compulsivo, tomava as decisões sem pensar em consequências. O comportamente dele era sempre reflexo de opiniões alheias, mas motivada por atos previamente pensados, um bom exemplo e que foi deixado o suspense no ar, no filme, foi a festa em que o Parker foi pego pela polícia "consumindo" drogas, enquanto o presidente ainda se encontrava na empresa. Mas Sean Parker é um belíssimo sangue-suga, se aproveitar da inexperiência profissional das pessoas, mas é persuasivo e tem os contatos.

  • Hilton Silva
    2011-10-17T17:32:22

    Esse Zuckerberg só fez isso para mais uma vez aparecer. Ele gosta disso, mostrou muito bem no filme que não é flor que se cheire. Sacaneou várias pessoas. Acho que deve ter uma cartilha de bons modos ou algo do tipo no facebook. Senão algo de mais sério pode acontecer na rede de relacionamentos de mais sucesso no mundo.

  • Gibrasiliana
    2011-10-18T07:35:47

    Facebook é apenas o que o Orkut era no inìcio. Como dizem por ai, lugar para BBB frustrado. Mas o Orkut evoluiu e passou a ser um espaço para debate, com coisas relevantes, interessantes... Ai saiu um filme e junto com a submissao brasileira, o Orkut passou a ser para favelados e o Facebook "o lugar"... Lugar de que?! Curtir frases? Postar fotos? Realmente, nao tem tanta criatividade assim nao!

  • Leonardo Araujo
    2011-10-18T03:30:20

    Eu não concordo com o comentário do márcio sobre repaginada, tudo que se cria,ou melhora o piora! O orkut segundo Wikipedia foi lançado em janeiro, e em fevereiro o facebook. Sem duvida nenhuma ele tem que ser considerado, pois fez uma rede social melhor que a do google, e até os membros do google sabem disso! Mas atualmente tenho gostado muito do Google +, achei bacana a plataforma, difícil mesmo é bater o facebook. O mark é um cara criativo, por isso tem tanta badalação. E sempre tenta inovar, não coloca barreiras nas coisas. Mas com certeza a gigante vai elaborar algo extraordinário ainda.

  • Douglas Zaparolli
    2011-10-18T03:25:46

    Marcio Nascimento.. tem q pensa antes de fala cara namoral e pior é a outra ainda 'assiando em baixo'' meu deus

  • Erika Last
    2011-10-18T02:46:24

    Concordo plenamente com o Marcio Nascimento... assino em baixo

  • Marcio Nascimento
    2011-10-17T22:22:39

    Não entendo esse alarde todo em torno desse mark zuckerberg. o cara foi lá e copiou a plataforma e a idéia do orkut, deu uma repaginada, e ficou famoso, milionário e o saco mais puxado do planeta. pra mim, o que revolucionou mesmo, e pôs a internet de cabeça para baixo foi o orkut. pena que virou coisa de favelado,e nao tem celebridade no orkut, senao seria "pop" também.

  • Luiz Maykot
    2011-10-17T18:26:08

    Conheci o Mark Zuckerberg quando ele veio a minha faculdade dar uma palestra (alias, a unica que ele ja deu nos Estados Unidos). Ele nao eh muito ligado ao politicamente correto (prova disso eh que ele veio acompanhado do senador republicano Harrin Hatch), e se mostrou um sujeito bem simples, respondendo as perguntas que o foram dirigidas sem nenhuma petulancia ou algo do tipo. O sujeito que vimos nao lembrava em nada aquele apresentado no filme.