Internet

28/11/2011 17h51 - Atualizado em 28/11/2011 17h51

Intel aposta na banda larga pré-paga no Brasil

Eduardo Moreira
por
Para o TechTudo

No último dia 21 aconteceu a edição 2011 da Intel Editor's Day, evento promovido pela Intel Brasil para discutir novas soluções para o desenvolvimento tecnológico nacional. Durante o evento, a empresa demonstrou como o modelo de banda larga pré-paga pode ser importante para a expansão da conexão de alta velocidade no país.

Banda Larga (Foto:  )Banda Larga (Foto: )

A Intel informa que países da África e da Ásia utilizam com sucesso o acesso à internet pré-paga, e acrescenta que o formato faz com que os valores finais de conexão para pessoas físicas sejam reduzidos, universalizando o acesso. Países como Índia, Indonésia, Tailândia e Turquia, onde o plano está em funcionamento, apresentam problemas semelhantes ao Brasil para expandir o número de localidades onde a internet está presente, e apesar do histórico nacional de telefonia móvel ser amplamente favorável ao modelo de comercialização pré-pago (80% das conexões móveis estão nessa categoria), as operadoras de internet fixa brasileiras ainda apresentam uma certa resistência em adotar o plano, mesmo com exemplos claros de sucesso em outros países.

Para a Intel, a adoção do modelo pré-pago, combinado com o Plano Nacional de Banda Larga, pode alavancar a penetração do acesso a web nas classes C e D. O brasileiro já está acostumado com o formato de acesso, principalmente pelo fator "controle de gastos". Para a empresa, o formato dá uma maior liberdade ao consumidor, tornando a possibilidade de aquisição do serviço de banda larga fixa uma realidade mais próxima.

Os resultados nos países que adotaram o plano de internet pré-paga são excelentes, não só com a expansão do número de residências conectadas, mas com um aumento expressivo no lucro das operadoras. Para se ter uma ideia, aumento na receita chegou a ser de 30% na Índia. Ou seja, temos aqui mais um claro exemplo que ideias inovadoras e exemplos de iniciativas de sucesso devem ser levados em conta pelo mercado brasileiro, para acelerar o processo de expansão da banda larga. Tudo é uma questão de boa vontade dos grupos envolvidos no processo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares