Computadores

02/12/2011 17h20 - Atualizado em 19/12/2011 18h51

Como ficar livre dos bloatwares do PC novo?

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

Sabe aquela situação que você compra um computador novo, e observa que o fabricante optou por colocar vários programas inúteis. Bem vindo ao mundo do bloatware: “bloat” em inglês pode ser entendido como “inchaço”. E este tipo de software faz exatamente isso, incha o sistema e compromete o desempenho do seu computador novo. Saiba o que são esses aplicativos que vêm no seu notebook ou desktop, porque eles estão no seu computador e como retirá-los.

PC Checkup (Foto: Reprodução)PC Checkup é uma exceção no mundo dos bloatwares. O software da Dell monitora o computador em (Foto: Reprodução)

Há vários tipos de bloatware. O Nero, por exemplo, surgiu como um excelente programa para gravar CDs e DVDs e em pouco tempo tornou-se uma suíte que ultrapassa 300 MB de armazenamento, com diversos players e softwares que, em última análise, pouquíssima gente utiliza. E as fabricantes não fazem cerimônia em vender “soluções” assim em seus produtos. Um antivírus com licença trial que você provavelmente não irá expandir é também um tipo de bloatware. Estes aplicativos carregados no sistema são estratégias de mercado para que você compre as licenças depois de algum tempo, como uma forma de conseguir novos consumidores na marra.

Há também o bloatware do fabricante. Os mais notórios são os docks que carregam com o sistema operacional e, em tese, deveriam tornar o uso do computador mais agradável e eficiente através de atalhos. Mas nem sempre é assim. Neste texto você conhecerá os bloatwares e ficará ciente de como ficar livre deles.

Bloatware: por quê?

Dock (Foto: Reprodução)Dock é um tipo de bloatware ruim: você não precisa dele, ele carrega com o sistema e pode comprometer o desempenho do PC (Foto: Reprodução)

Em geral, os fabricantes colocam os softwares com a perspectiva de garantir uma relação mais próxima com o consumidor. Se eles recebem constantes atualizações, por exemplo, você estará constantemente sujeito a receber ofertas mirabolantes em sites. Além disso, os softwares desenvolvidos pelas fabricantes ajudam a baratear o computador.

Outra questão é que muitos desses programas são vendidos de maneira subsidiada no computador novo. É assim que muitas softhouses expandem seu mercado, garantindo uma boa margem de novos consumidores. Com o tempo, as licenças vencem e a esperança é vender novas. É uma jogada de mercado em que a vítima pode ser você.

Por que são inúteis?

Fabricantes de PC não são como a Apple. Isso não é um juízo de valor: a Apple detém o controle total, da confecção do hardware à otimização do sistema operacional, e isso permite que as ferramentas adotadas nos produtos estejam muito mais sintonizadas com a realidade do consumidor. Além disso, só ela produz computadores que usem o Mac OS, e isso impede que a verdadeira fauna de aplicativos e versões do Windows presentes no mundo de fabricantes de PC apareça nos Macs.

Fabricantes de PC constroem o computador a partir da junção de diversos componentes diferentes, mas não controlam o Windows. O sistema é desenvolvido pela Microsoft que, por outro lado, também não tem o menor controle sobre o hardware que os fabricantes escolhem.

É por isso que os bloatwares comprometem o funcionamento do sistema: são programas criados sem grande otimização com o sistema operacional e, em geral, não são realmente eficientes. São os casos dos docks que tentam copiar o a bandeja de aplicativos do Mac OS (quando todo usuário do Windows está perfeitamente acostumado a usar o botão Iniciar), widgets na área de trabalho, que apresentam platitudes, como calendário e feed de notícias (que foram abandonados pela Microsoft depois de se comprovar sua ineficiência), softwares bizarros para monitorar o uso do computador (que carregam com o sistema operacional, mesmo que você não esteja preocupado com isso). Eles roubam desempenho e podem frustrar você com o novo produto. E aí você pode chegar a injusta conclusão de que a culpa é da Microsoft, que fez mais um sistema operacional sofrível.

Exceções?

Aplicativo monitora o status da bateria (Foto: Reprodução)Aplicativo monitora o status da bateria
(Foto: Reprodução)

Sim, existem. Alguns fabricantes, como Dell e HP, usam um softwares bons para monitorar a bateria e criar perfis de energia para usuários de notebooks. Além disso, há excelentes softwares de diagnóstico que, além de procurar erros no computador, podem encontrar atualizações de drivers relevantes nos sites dos fabricantes, poupando você de um trabalho que normalmente é desempenhado apenas por usuários mais hardcores.

Outros serviços também são úteis, como proteção contra roubos, aplicativospara gravação de discos de recuperação do sistema e backups. Muitas vezes, no entanto, estes recursos ficam escondidos em meio ao caos de suítes, softwares e aplicativos inúteis que o computador traz consigo da loja.

Como identificá-los e removê-los?

Observe os nomes dos softwares e faça um balanço: você os usa? Caso sim, ponto pacífico, mantenha-os no computador. Caso alguns, ou todos, sejam motivo para aborrecimento, desinstale. Uma abordagem mais radical é formatar o sistema e instalar uma versão limpa do Windows (e, caso isso não seja mistério para você, é a melhor opção).

Por exemplo: em algum momento, você realmente precisará de um software para queimar um DVD. Mas é mesmo necessário um programa que ofereça player de vídeo, editor de etiquetas para os discos, emulador de discos virtuais, editor de ISOs e etc? Ou também o caso dos antivírus. Faz sentido usar um cuja licença expira em pouco tempo se você não tem intenção de comprar a versão paga?

Para conseguir removê-los, acesse o Painel de Controle e procure a opção “Desinstalar um programa”. O Windows irá carregar uma lista com diversos softwares instalados no computador. Localize os que são desimportantes e os desinstale.

Caso você se arrependa, não tem problema. Nos sites das fabricantes e nas páginas dedicadas ao seu modelo, os programas estarão disponíveis para download. E os discos que acompanham o computador novo, ou a partição em disco reservada pelo fabricante, terão estes softwares. Aí é só reinstalar.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Luiz Filho
    2011-12-03T13:33:04

    Sempre que compro um PC, Notebook, Smartphone a primeira coisa que faço é formatar / resetar... Simples e prático!