Imagens

31/12/2011 20h43 - Atualizado em 07/03/2012 16h31

Fotografia 2011: melhores lançamentos e micos do ano

Juliana Sousa
por
Da redação

Três principais lançamentos e dois "incidentes" marcaram o mercado da fotografia em 2011. O cenário mutante das câmeras e softwares de imagem fizeram de 2011 o ano da esperança - com alguns anúncios previstos para 2012 -, e da guerra, contra e a favor, dos efeitos milagrosos do Photoshop.

Revolucionária

A invenção de Ng Ren fez o mercado abrir os olhos para o inimaginável: uma câmera capaz de acertar o foco de uma imagem após capturada. O malasiano, dono da ideia e do projeto, é o responsável pelo desenvolvimento do miniequipamento que está sendo produzido na Ásia, com previsão para chegar ao mercado no início de 2012.

Câmera Lytro (Foto: Reprodução)Câmera Lytro (Foto: Reprodução)

Lytro Light Field Câmera já tem mais de um milhão de compradores. A câmera está sendo vendida no site oficial desde o seu lançamento, no dia 19 de outubro.

Câmera sem espelho da Nikon

Após rumores, a Nikon anunciou suas primeiras câmeras sem espelho, Nikon 1 V1 e J1, apresentadas no final de setembro, dias depois de a Nikon ter negado o seu lançamento. As máquinas foram criadas com o sistema 4/3, que carrega um sensor menor que o de câmeras convencionais.

Câmeras EVIL da Nikon (Foto: Reprodução)Câmeras EVIL da Nikon (Foto: Reprodução)

A empresa preparou uma série de acessórios compatíveis com as novas máquinas. Lentes, flashes e adaptadores foram apresentados em menos de um mês após o lançamento das compactas.

Pelo menos nos Estados Unidos, o futuro da fotografia está atrelado às câmeras compactas capazes de trocar lentes. No país, a venda de lentes para DSLR caiu em 35%. As fabricantes parecem querer cobrir o mercado perdido para as novas profissionais compactas, correspondendo a demanda.

A Full Frame da Canon

A Canon EOS-1DX SLR foi anunciada em outubro com apelido de a "câmera com três cérebros" por causa dos processadores de imagem DIGIC 5+, DIGIC 4 e sensor CMOS.

Canon EOS 1D X (Foto: Divulgação)Canon EOS 1D X (Foto: Divulgação)

As especificações reúnem 18 megapixels, sensor full-frame (de 35 mm), e a capacidade de fotografar a 12 quadros por segundo somado ao ISO, que pode chegar a 204,800 em H2. A máquina é esperada para março de 2012.

Micos de 2011

Um vídeo da Adobe sobre a produção de seu novo software que seria capaz de corrigir fotos tremidas tinha acabado vazar na Internet . A comemoração do efeito milagroso durou um pouco mais de 24 horas. Menos de dois dias depois da apresentação do efeito Image Deblurring, a notícia era de que a foto usada na demonstração era artificial.

Jue Wang, pesquisador da Adobe durante demostração da ferramenta Image Deblurring (Foto: Reprodução/TV Adobe)Jue Wang, pesquisador da Adobe durante demostração da ferramenta Image Deblurring (Foto: Reprodução/TV Adobe)

 

A Adobe justificou que o software desconhece que a foto não é original e que a prática (de simulação) é comum em pesquisas desta natureza. Só esqueceram de avisar ao público, tão entusiasmado com o "show" ao vivo da Adobe, que tudo não passava de uma simulação.

Censurada!

No fim de dezembro, a campanha de um rímel, que tinha como garota-propaganda a cantora Taylor Swift, foi banida por excesso de Photoshop. Para a National Advertising Division, agência reguladora de anúncios no país, o processo de pós-produção de imagem pecou pelo excesso de retoques e a foto do anúncio não correspondia à realidade.

Taylor Swift  (Foto: Reprodução)Taylor Swift (Foto: Reprodução)

Apesar de no anúncio impresso ter um aviso dizendo que os cílios receberam tratamento “aprimorados na pós-produção", a agência entendeu que a propaganda era enganosa. Se os consumidores americanos de cosméticos forem os mesmos de revistas "photoshopadas", o novo cenário da propaganda parece colocar as agências reguladoras em posição de guerra permanente com as marcas.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Diego Dias
    2012-01-02T15:38:04

    Bom, já fui em vários congressos sobre photoshop... Fico impressionado com o avanço nas ferramentas do software. Com certeza à exageros, mas abriu um amplo campo para novas criações, não somente fotográficas de estúdios, mas também de fotos que não foram tiradas com tanto profissionalismo e qualidade'' ;)

  • Romulo Ladislau
    2012-01-01T11:26:42

    Photoshop nem deveria existir,é artificializar ainda mais o que é um dos mais bonitos artificios da humanidade, a fotografia.No maximo deveria servir para corrigir,exposição,luzes,sombras,cores,gamma,saturação nada alem disso ou então servir como ferramenta de desenho digital.Adulterar os resultados que se consegue com a camera e mentir sobre seu trabalho,'dourar a pilula' e o que tem ocorrido são exageros!E finalmente a Nikon adotou o Four Thirds,Olympus,Panasonic e Leica estão anos luz adiante ate mesmo da Grandiosa Canon.4/3 é o formado DEFINTIVO,eu uso e vejo a diferença marcante!