08/02/2012 11h45 - Atualizado em 08/02/2012 18h56

Professor do MIT fala sobre testes que unem tecnologia e educação

André Fogaça
por
Para o TechTudo

Sugata Mitra, professor visitante do laboratório do MIT (Massachusetts Institute of Technology) e atual professor da Newcastle University, na Inglaterra, explicou na Campus Party 2012 como funciona sua metodologia de aprendizado e estudo. Sua teoria une tecnologia e educação, sem perdas para crianças ou professores.

sugata_mitraSugata Mitram professor do MIT (Foto: André Fogaça/TechTudo)

 

Para Mitra, a mudança deveria acontecer na forma como a informação é passada para crianças e em como elas aprendem. Há um grande erro na hierarquia das disciplinas, que prioriza matérias sem qualquer explicação de sua funcionalidade.

Uma alternativa apresentada, e já em testes, é unir a tecnologia para fomentar a curiosidade das crianças. O sistema foi aplicado para o ensino da trigonometria. Em seu método, os alunos foram apresentados ao iPad e então receberam a missão de descobrir como ele sabe onde está sozinho.

Após uma breve consulta no Google, os alunos apresentaram a conclusão correta: são três satélites que encontram o iPad. Então outra pergunta surgiu: “E qual o motivo de serem três, e não dois ou quatro?”. Uma segunda pesquisa foi realizada e as crianças notaram que esta magia se chamava trigonometria. Interessadas, elas descobriram o prazer de aprender a trigonometria para sanar uma dúvida do cotidiano.

Ensino à distância

Outra proposta, também em testes, é baseada em locais onde não é possível construir uma escola, por exemplo. Para Mitra, basta um computador, uma tela grande, conexão banda larga e um só professor. As crianças fuçarão e vão aprender com mais velocidade. Tudo isso acessível em um local público, como um mercado ou praça. O custo final, de apenas um computador ensinando 300 crianças, é baixíssimo.

O professor filtra o conteúdo educacional

Questionado sobre o filtro que deverá ser aplicado no caso do computador público, Mitra foi categórico na presença de um professor com este grande computador. É ele quem deve filtrar o conteúdo.

Estas ideias já foram postas em prática na instituição Casa do Zezinho, uma ONG da capital paulista responsável pela educação de crianças da comunidade próxima. Ao final do experimento, todas as crianças demonstraram que o aprendizado é possível apenas com a Internet e um instrutor.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Fábio Queiroz
    2012-02-08T14:06:07

    Fazer com que crianças vivam a magia do aprender de forma atraente é sempre uma boa maneira.