02/03/2012 11h19 - Atualizado em 02/03/2012 11h19

Na compra da câmera nova, o corpo é só o começo

Julio Preuss
por
Para o TechTudo

Apesar de muito satisfeito com o tamanho e desempenho da minha Micro Four Thirds, a seleção e preço das lentes para ela começaram a me incomodar tanto que decidi encostar a Evil e voltar a adquirir uma reflex tradicional depois de uns três anos sem este tipo de câmera em casa. Afinal, quando se pode comprar fora do Brasil, dá para pagar menos de US$ 500 por um modelo básico, já com uma das populares objetivas 18-55mm, certo? O problema é que isso é só o começo.

Nikon-d5100Nikon-d5100
nikonF3nikonF3

E por falar nelas, quem disse que eu vou ficar satisfeito com a lente do kit? Para fazer frente à 14-140mm (equivalente a 28-280mm) da Micro Four Thirds, eu teria que comprar uma 18-200mm ou coisa parecida. Que custa entre US$ 300, no caso das genéricas, e US$ 1000, por uma Canon ou Nikon. Só que essas superzooms, apesar de muito práticas costumam ter qualidade ótica questionável, sofrendo um pouco com distorções nos extremos do zoom.

Nikon16-85Nikon16-85
Nikon35Nikon35

Embora não esteja numa fase em que precise muito de teles acima dos 128mm proporcionados pela 16-85mm, acabei aproveitando uma promoção e comprando uma 70-300mm, que equivale a 105-450mm, para não ser pego desprevenido. E lá se foram mais uns US$ 400. Ainda gostaria de ter investido em uma ultrawide, na casa dos 8-16mm, e quem sabe uma boa macro, mas essas podem ficar para depois.

 

Flash SB700Flash SB700

Ah, e se já não tivesse cartões (no plural) de memória compatíveis, pilhas recarregáveis para o flash, um bom case para transportar a câmera e tripés de vários tipos, a lista de compras teria continuado crescendo. Dependendo da sua filosofia de vida, ainda faltam filtros UV para proteger as lentes, produtos para limpá-las e cases mais resistentes do que os saquinhos de pano que as acompanham.

Resumo da história? O que começou com uma idéia que podia custar menos de US$ 500 se transformou em uma conta de mais de quatro vezes isso. E uma esposa nada satisfeita com o rombo que o marido provocou no cartão de crédito. Ainda bem que, desta vez, além da desculpa de que “eu trabalho com isso, preciso me atualizar”, eu tinha um herdeiro a caminho para fotografar sem parar. Afinal, guardar bons registros dos primeiros meses de vida dele não tem preço…

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares