Internet

27/06/2012 11h10 - Atualizado em 27/06/2012 11h10

Conheça os melhores serviços de armazenamento de arquivos na nuvem

Guilherme Neto
por
Para o TechTudo

A crescente demanda por hospedagem de arquivos pessoais e de trabalho em servidores online, chamados de “nuvem”, tem feito surgir diversas empresas que oferecem esse serviço.

O TechTudo apresenta os cinco mais populares: Dropbox, Google Drive, Box, SkyDrive e iCloud. Todos contam com planos gratuitos, mas quem quiser pode desembolsar uma grana para ter vantagens como maior espaço de armazenamento. Mas, por serem serviços estrangeiros, você talvez precise usar um cartão de crédito internacional ou o PayPal para efetuar o pagamento, além de ter uma noção básica de inglês para aprender a usá-los.

Entenda os prós e contras de cada um desses serviços abaixo:

Dropbox

Dropbox (Foto: Reprodução)Dropbox (Foto: Reprodução)

O Dropbox oferece apenas 2 GB no plano gratuito. Pode ser pouco se comparado à concorrência, mas o serviço frequentemente aumenta o limite em promoções. Para começar, você pode conseguir 500 MB adicionais por cada amigo que você recomendar e abrir uma conta no Dropbox (até um limite de 16 GB). Você também pode obter mais 768 MB integrando seus perfis em redes sociais.

A grande vantagem do Dropbox é sua interface bastante intuitiva. Você não precisa aprender nada, basta instalar o software em seu computador. Ele cria algumas pastas que são automaticamente sincronizadas na nuvem. Basta incluir ou deletar os arquivos nesses diretórios: o Dropbox se encarrega de fazer o download e o upload deles.

Você poderá ter acesso aos documentos de diversas maneiras. Se você tem outro computador com o serviço instalado, permanecer conectado à Internet é o suficiente para a sincronização ser realizada - quando são baixados os arquivos que você salvou em outro PC. É possível acessá-los também através do site Dropbox ou de aplicativos para Android, BlackBerry e iPhone/iPad.

Caso precise de muito espaço, adquira algum dos planos pagos. Por US$ 9,99 mensais (R$ 21) ou US$ 99 ao ano (R$ 205), você ganha 50 GB. Para 100 GB, o preço é US$ 19,99 mensais (R$ 41) ou US$ 199 ao ano (R$ 412).

Google Drive

Google Drive (Foto: Reprodução)Google Drive (Foto: Reprodução)

O Google também resolveu apostar em hospedagem na nuvem. Alguns usuários já disponibilizavam seus documentos, e arquivos multimídia usando serviços da companhia como Gmail ou Docs. Mas a ideia foi aprimorada com o lançamento do Google Drive.

O Drive é um evolução do Docs, inclusive aumentou o espaço gratuito oferecido de 1 GB para 5 GB. É possível baixar um programa e ter uma pasta em seu computador sincronizada na nuvem, assim como ocorre no Dropbox. Você também pode acessar seus arquivos através de um aplicativo oficial para smartphones e tablets Android. Usuários de iPhone e iPad ainda aguardam pelo app no iTunes, mas podem abrir os documentos do Google Docs via navegador.

Uma vantagem do serviço do Google em relação à concorrência é que ele não só hospeda seus arquivos, como também permite que você abra e edite muitos deles no browser do computador ou no aplicativo para smartphone e tablet. Isso vale para documentos do Microsoft Office, Adobe Ilustrator, Adobe Photoshop e vídeos, entre mais de 30 formatos.

Para quem quiser mais espaço, o Google oferece 25 GB por US$ 2,49 mensais (R$ 5) ou 100 GB por US$ 4,99 (R$ 10), um dos preços mais baratos entre a concorrência (só perde para os pacotes anuais do SkyDrive). Há planos até 16 TB, cujos preços podem ser consultados no site do serviço.

Box

Box (Foto: Reprodução)Box (Foto: Reprodução)

No Box, o plano gratuito começa com 5 GB, mas há um limite de apenas 25 MB por arquivo. Isso pode ser uma enorme desvantagem para quem deseja armazenar vídeos, jogos ou outros documentos que ocupam muito espaço no disco rígido.

Não existe um processo automático e intuitivo de sincronia de dados como no Dropbox. Tudo deve ser feito manualmente através do site Box ou de aplicativos para Android e iPhone/iPad. O preço dos planos pagos também é mais caro: US$ 9,99 mensais (R$ 21) para 25 GB ou US$ 19,99 por mês (R$ 41) para 50 GB. Assinando algum deles, o limite por arquivo sobe para 1 GB.

Apesar dessas desvantagens, o Box pode ser o mais indicado para empresas que possuem vários funcionários que precisam ter acesso aos mesmos documentos. Nele, o compartilhamento funciona quase como uma rede social com a possibilidade de incluir comentários ou designar tarefas aos outros usuários.

Existem alguns planos pagos voltados a empresas, que oferecem 1.000 GB ou até espaço infinito de armazenamento, além de limites maiores por arquivo. Assinando alguns deles, os usuários corporativos ganham diversas funções exclusivas. É possível, por exemplo, consultar as várias versões dos documentos alterados, acompanhar quem estiver os editando, pesquisar textos completos e integrar a nuvem com o Google Apps.

SkyDrive

SkyDrive (Foto: Reprodução)SkyDrive (Foto: Reprodução)

O SkyDrive é mais generoso no espaço de armazenamento gratuito: 7 GB! Ele se integra com diversos serviços da Microsoft, como Office, Hotmail, Windows Live e até mesmo o Windows Phone. Você pode salvar os anexos de e-mails ou seus documentos Word e Excel diretamente na nuvem. Sincronizando com o OneNote, você consegue acessar suas anotações em qualquer computador ou no seu smartphone.

O limite de espaço de armazenamento por arquivo é de 2 GB. Talvez não dê para você enviar aquele filme em alta definição para a nuvem, mas deve dar conta de todos os seus outros documentos.

É possível acessar seus arquivos através do site do SkyDrive ou de aplicativos para Windows Phone e iOS. Dá até para sincronizar algumas pastas no estilo do Dropbox, mas para isso você precisará baixar e configurar o Windows Live Mesh.

Recentemente, a Microsoft criou planos pagos para o SkyDrive com preços muito competitivos. Por apenas US$ 10 ao ano (21), você pode conseguir 45 GB na nuvem. Também pode assinar 75 GB por US$ 25 anuais (R$ 52) ou 125 GB por US$ 50 ao ano (R$ 104).

iCloud

iCloud (Foto: Reprodução)iCloud (Foto: Reprodução)

O iCloud permite você sincronizar os documentos armazenados em diversos dispositivos da Apple de uma forma bem prática, em até 5 GB gratuitos. Apesar disso, você precisará se contentar com o baixo limite de 25 MB por arquivo.

A exceção fica para músicas e vídeos comprados no iTunes, que não entram na cota limite de armazenamento. Você pode sincronizar esses arquivos multimídia sem se preocupar com o espaço, tornando a transferência entre Mac, iPhone e iPad mais prática e liberando espaço no disco rígido desses dispositivos. Os documentos do iWork e seus e-mails também podem ficar sincronizados.

Quem quiser, pode aumentar o armazenamento para 15 GB por US$ 20 ao ano (R$ 41); 25 GB por US$ 40 ao ano (R$ 83); ou 55 GB por US$ 100 ao ano (R$ 207). Nesse caso, o limite de espaço por arquivo é maior (250 MB), embora ainda restrito.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Ionaria
    2013-12-01T12:02:39

    Queria saber se Adrive e Mega são bons em questão de rapidez, facilidade, segurança, pois oferecem maior espaço gratis

  • João Barbosa
    2012-06-28T11:53:39

    Faltou comentar de vários serviços, como Ubuntu One, SugarSync, CX e ADrive em...

  • Igor Moreira
    2012-06-27T13:03:48

    Windows Live Mesh foi escontinuado pela microsoft, o skydrive tem aplicativo proprio para windows que foi lançado a uns 4 meses atrás, bom não só para o windows como também tem para o MacOSx. Cara da onde você fazem essas matérias? Precisam melhorar isso ai, muitos erros inaceitaveis nas matérias.

  • Antonio Souza
    2012-06-27T12:46:04

    Não falou sobre o Ubuntu One que é excelente. Ubuntu One, tem para Ubuntu Linux, Android e Windows.