Internet

07/08/2012 09h11 - Atualizado em 07/08/2012 10h30

Comparamos: Outlook.com vs. Gmail

Ricardo Fraga
por
Para o TechTudo

Anunciado na última terça-feira (31), o novo Outlook.com, substituto do Hotmail, ultrapassou a marca de um milhão de usuários registrados nas primeiras seis horas. Com o lançamento, o TechTudo resolveu fazer um comparativo entre o novo serviço de webmail da Microsoft e o Gmail, da gigante das buscas Google.

Webmail em guerra: Outlook.com da Microsoft vs. o Gmail do Google  (Foto: Reprodução/Lifehacker)Webmail em guerra: Outlook.com da Microsoft vs. o Gmail do Google (Foto: Reprodução/Lifehacker)

Com o objetivo de abordar as principais características de cada um dos serviços, esperamos que o comparativo seja capaz de ajudar os nossos leitores a escolherem o serviço que melhor se adequa ao uso diário que cada um faz de um webmail.

Interface

A interface é, segundo a Microsoft, um dos grandes diferenciais do Outlook.com. No vídeo de lançamento do serviço, a gigante de Redmond satiriza o Gmail ao exibir a sua interface, substituindo o logo do serviço por “old mail” (“e-mail antigo”, em português) e “riscando” na tela os principais elementos da interface do serviço concorrente.

Ao acessar o novo serviço, o usuário se depara com uma interface bem simples, que utiliza, por padrão, apenas as cores branca, cinza e azul. Minimalista, a página inicial mantém o consagrado formato de menu lateral esquerdo e conteúdo, onde as mensagens são listadas e exibidas, além de demonstrar que o foco do serviço é o e-mail.

Diferente do Gmail, onde somente é exibido um menu esquerdo, no Outlook.com, ele se mantém fixo o tempo todo. No serviço do Google, o menu direito exibe o “widget de pessoas”, onde o serviço mostra mais informações sobre o contato com o qual o usuário está trocando mensagens, além de publicidade contextualizada logo abaixo do widget. Já no Outlook.com, o menu direito exibe informações de acordo com a ação que o usuário está executando no momento.

Novas mensagens

Ao iniciar a edição de uma nova mensagem, o usuário do Outlook.com pode se sentir perdido inicialmente. Fugindo do padrão, onde as opções de destinatário, assunto e mensagem ficam agrupadas e disponibilizadas uma sobre a outra, o serviço da Microsoft remove o menu esquerdo e, em seu lugar, carrega a opção de seleção de contatos. Logo abaixo do campo “Para”, há a exibição dos contatos frequentes, o que pode facilitar o preenchimento pelo usuário.

Na parte da direita, ficam todas as informações da mensagem. No topo, o usuário deve adicionar o assunto e, logo abaixo, digitar o conteúdo da mensagem. Como tudo segue um padrão de cor e não há limitações muito definidas entre os campos, o usuário pode ficar, por alguns instantes, sem saber o que fazer e onde colocar cada uma das informações.

Confecção de nova mensagem no Outlook.com é muito minimalista e pode confundir os usuários (Foto: Reprodução/Ricardo Fraga)Confecção de nova mensagem no Outlook.com é muito minimalista e pode confundir os usuários (Foto: Reprodução/Ricardo Fraga)

Lidando com anexos

O Outlook.com tem o mesmo limite de tamanho de mensagem do Gmail, que é de 25 MB. Mas, diferente do serviço do Google, que não conta com uma integração “nativa” com o Google Drive, quando o usuário do Outlook.com tenta remeter uma mensagem com um ou mais arquivos que, no total, seja maior do que o limite estipulado, o serviço automaticamente oferece a possibilidade de enviá-lo ao SkyDrive e insere, no corpo da mensagem, apenas um link para que o usuário possa baixar o arquivo compartilhado.

Além disso, durante o processo de upload, o Outlook.com exibe uma miniatura dos arquivos que estão sendo enviados. Apesar de parecer um detalhe insignificante, torna a experiência do usuário mais agradável. Logo abaixo de cada um dos arquivos, o serviço exibe uma barra verde com a progressão do envio de cada um deles.

Sistema de anexos do Outlook.com exibe miniatura dos arquivos que estão sendo anexados (Foto: Reprodução/Ricardo Fraga)Sistema de anexos do Outlook.com exibe miniatura dos arquivos que estão sendo anexados (Foto: Reprodução/Ricardo Fraga)

Agrupamento de mensagens

Seguindo o padrão adotado pelo Gmail, o Outlook.com também organiza as mensagens trocadas pelos usuários em uma “conversa”. Este modelo facilita o acompanhamento de discussões, principalmente as mais longas, além de permitir uma melhor administração das mensagens. Em vez de o usuário ter 20 mensagens trocadas sobre um mesmo assunto na Caixa de entrada, verá apenas um agrupamento.

Apesar da semelhança, o sistema de conversação do Outlook.com conta com uma diferença, digamos, estranha. Ao listar as mensagens de uma conversa, em vez de o serviço utilizar o padrão e exibi-las na ordem cronológica normal, ele as exibe de trás para frente. Ou melhor, da mais nova para a mais velha. Assim, caso o usuário queira se recordar de algo que foi dito em uma conversa anterior, terá que rolar a listagem até encontrá-la no final.

Conversas do Outlook.com exibem as mensagens em ordem cronológica inversa (Foto: Reprodução/Ricardo Fraga)Conversas do Outlook.com exibem as mensagens em ordem cronológica inversa (Foto: Reprodução/Ricardo Fraga)

Organização das mensagens

Quando o usuário tem que lidar com um volume muito grande de mensagens, a maneira de organizá-las torna-se um dos fatores mais importantes. Quem está acostumado a utilizar o Gmail, certamente sabe do quão benéfico é o sistema de marcadores do serviço. Com ele, você pode adicionar uma mesma mensagem ou conversa em vários marcadores e, assim, filtrar facilmente o que se quer. No Outlook.com, a coisa é um pouco (ou muito) diferente.

No serviço da Microsoft, as mensagens continuam sendo arquivadas em pastas e, por questões óbvias, cada uma só pode ser arquivada em uma pasta. No entanto, para facilitar a vida dos usuários, o Outlook.com ganhou um recurso chamado Categorias. Sua função é exatamente a mesma dos marcadores do Gmail e permite que o usuário filtre, de maneira mais fácil, as mensagens desejadas.

Apesar de facilitar a organização, a existência de dois recursos para organizar uma mesma mensagem pode acabar tendo o efeito inverso e confundindo o usuário que está acostumado com apenas uma opção (marcador ou pasta).

Personalização da interface

Opções de customização de cores do Outlook.com (Foto: Reprodução/Ricardo Fraga)Opções de customização de cores do Outlook.com
(Foto: Reprodução/Ricardo Fraga)

Hoje, os usuários querem, cada vez mais, poder customizar os produtos e serviços utilizados por eles. Com os webmails, isso não seria diferente. Em novembro de 2011, quando houve a última mudança na interface do Gmail e, consequentemente, a remoção dos “temas personalizados”, a empresa recebeu uma avalanche de críticas enviadas pelos usuários pois, apesar de o serviço oferecer a um grande leque de temas prontos, os usuários queriam porque queriam personalizar o Gmail. Como resultado, a empresa se viu obrigada a voltar atrás e a disponibilizar, aos usuários, a possibilidade de customizar o plano de fundo do serviço de e-mail.

Talvez por ter sido lançado há tão pouco tempo, ou por realmente ser um desejo da Microsoft de não permitir que o usuário deixe o serviço de e-mail com a sua cara, o Outlook.com conta com apenas uma e muito singela maneira de customizar (sendo muito otimista ao utilizar o termo) o webmail. Clicando na engrenagem no canto superior direito, o usuário tem, apenas, a opção de selecionar uma das 12 cores disponíveis que, além do topo, influenciam apenas na cor dos links do menu esquerdo. Para quem gosta de personalizar o serviço que utiliza, a opção deixa muito a desejar.

Painel de leitura

“Saudosistas” define bem aqueles usuários que gostam de utilizar o sistema de painel de leitura para acompanhar as suas mensagens. Muito comum nos clientes de e-mail, o recurso divide a tela em duas partes, mostrando, de um lado, a listagem das mensagens e, do outro, o conteúdo da mensagem que está sendo lida no momento. No Outlook.com, este recurso é nativo e pode ser ativado através das configurações e, no Gmail, está disponível como funcionalidade experimental no Gmail Labs.

Painel de visualização de mensagens do Outlook.com (Foto: Reprodução/Ricardo Fraga)Painel de visualização de mensagens do Outlook.com (Foto: Reprodução/Ricardo Fraga)

Spam e bloqueio de remetentes

Os usuários do Gmail sabem o quão eficiente é o serviço de detecção de spam do webmail. Além de possuir um algoritmo próprio, o sistema vai aprendendo com o usuário o que é ou não considerado como spam por ele. Ainda é cedo para saber como o Outlook.com se sairá neste quesito, mas o webmail da Microsoft já conta com uma vantagem em relação ao seu concorrente: uma lista de endereços cofiáveis e bloqueados.

Diferente do Gmail, onde o usuário apenas pode criar um filtro para enviar as mensagens provenientes de um determinado remetente para a lixeira ou para o marcador spam, o Outlook.com permite que os usuários criem uma listagem de remetentes confiáveis que nunca deverão ser interpretados como spam. Ao mesmo tempo, permite a criação de uma “lista negra”, fazendo com que todas as mensagens recebidas daquele usuário sejam excluídas automaticamente.

Apesar de as opções serem semelhantes, a separação dos bloqueios e dos filtros normais é muito mais intuitiva para o usuário, uma vez que não necessita utilizar os filtros para simular o comportamento de um bloqueio nativo.

Acesso via POP/IMAP

Mesmo não sendo tão populares como antigamente, talvez pelo próprio aprimoramento dos webmails, os clientes de e-mail ainda têm um lugar cativo na vida de muitos usuários. Alguns preferem manter a administração das mensagens fora do navegador e acabam optando por um aplicativo externo. O Gmail suporta os protocolos POP e IMAP, enquanto o Outlook.com suporta apenas o POP. Esta limitação é muito ruim para as pessoas que não querem simplesmente ler as mensagens, mas também querem administrá-las de uma maneira mais agressiva. Mover uma mensagem de uma determinada pasta/marcador para outra só é possível via IMAP, o que pode deixar os usuários do Outlook.com não muito contentes.

Encaminhamento de e-mails, importação e recebimento de mensagens de outras contas

Se o usuário tiver várias contas de vários serviços de e-mail, administrá-las individualmente pode não ser a tarefa mais fácil. Pensando nisso, os serviços de e-mail possuem algumas configurações para facilitar a vida do usuário. Entre elas, estão a opção de encaminhamento automático de mensagens para um outro endereço de e-mail, o recebimento de mensagens de outras contas através do protocolo POP e o sistema de importação, que, além de de recuperar todas as mensagens recebidas e enviadas no outro serviço, ainda importa os contatos do outro serviço. O Gmail permite que o usuário desfrute das três opções listadas. No entanto, o Outlook.com não permite que o usuário faça a importação de uma outra conta.

Armazenamento

Quando lançado, o Gmail tinha nada menos que 2 GB de armazenamento, um mundo perto dos limites disponíveis até então. Esta inovação do Google fez com que os concorrentes corressem atrás do prejuízo e ampliassem a capacidade das contas de seus usuários. Atualmente, o Gmail oferece 10 GB de espaço aos usuários e a possibilidade de enviarem mensagens com até 25 MB de tamanho. O Outlook.com conta com o mesmo limite de tamanho por mensagem, mas, diferente do Gmail, não possui um limite fixo para armazenamento. De acordo com a Microsoft, caso a utilização do serviço se dê de maneira normal (ela não especifica o que seria um “uso normal”), o usuário ganhará espaço progressivo de acordo com a sua necessidade.

Integração com serviços externos

Outra tendência normal entre os serviços online é a integração. Em vez de se desenvolver novamente uma solução para um serviço, utiliza-se uma solução já disponível em outro serviço online. O Gmail anunciou, recentemente, uma atualização em seu serviço de chat por vídeo, que acabou incorporando a tecnologia utilizada nos Hangouts do Google+.

No lançamento do Outlook.com, a Microsoft anunciou que o serviço contará com uma integração com o Skype, que permitirá que os usuários utilizem a tecnologia do serviço para se comunicar com os amigos. No entanto, até o momento, a integração ainda não está disponível para os usuários.

Integração social

Desde o lançamento do Google+, o Gmail se tornou muito mais socializado. Os usuários do serviço podem, por exemplo, conversar com os amigos do G+ através do Google Talk e filtrar as mensagens de acordo com os círculos do serviço social.

No aspecto social, o Outlook.com vai além. Com uma integração com Facebook, Twitter e LinkedIn, o webmail da Microsoft permite que o usuário acompanhe os tweets dos amigos através da barra lateral e leia e comente as atualizações do Facebook, por exemplo.

Tabela comparando os dois serviços de webmail (Foto: Renan Dayube/TechTudo)Tabela comparando os dois serviços de webmail (Foto: Renan Dayube/TechTudo)

Conclusão

Se o usuário busca um serviço de e-mail cujo foco é ter uma interface minimalista e um funcionamento simples, o Outlook.com demonstra ser uma boa escolha. No entanto, caso o usuário necessite de um sistema mais robusto, com mais opções de customização e controle para gerenciar as mensagens, o Gmail é a escolha mais adequada.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Everton Celistre
    2013-02-20T07:44:18

    Bando de usuários retardados. Gmail sempre foi melhor que qualquer outro.

  • Vinicius Rodrigues
    2013-04-08T10:00:29

    Gmail > Outlook >>> Hotmail

  • Leandro Maromba
    2013-02-11T15:31:28

    Viva o Outlook, muito melhor do que o Gmail...Aliás, não curto os produtos do Google, porque esta não respeita a nossa privacidade. Aliás, é mestre nisso....

  • Jamilson Junior
    2012-08-16T15:02:14

    Sempre usei o Gmail mas depois do lançamento do Outlook, migrei e gostei. O Outlook tem um design mais simples, limpo e minimalista, as três coisas que eu mais valorizo no design, por isso uso agora somente o Outlook.

  • Paulo Freitas
    2012-08-11T14:17:23

    Eu gosto muito mais do Gmail... essa mudança na interface me incentiva ainda mais a usar só o gmail agora!

  • Daniel Benicio
    2012-08-09T17:38:02

    o outlook é melhor é bem mais tecnológico a interface, porem trava algumas vezes mais isso também conta mais da internet

  • Luiz Castanho
    2012-08-08T14:27:01

    O gmail é muito superior. A interface dele é totalmente personalizável, inclusive podendo remover os anúncios na barra superior.

  • Jociel Araujo
    2012-08-08T08:36:39

    Eu sempre tento usar os produtos do Google. mas o uso muito pouco o Gmail..Nem só o Gmail como outros e-mail tbm. Não uso os e-mail porque não preciso muito =/

  • Duda Weyll
    2012-08-07T23:11:25

    Eu testei o Outlook e achei bom, mas precisaria ser 3x melhor que o Gmail pra eu mudar pq sou preguiçoso; tenho dns, site, blog, email, rss e docs amparados na conta Google, a Microsoft precisa de mais do que isso pra ver minha grana.

  • Thiago Silva
    2012-08-07T15:40:18

    Pra mim, GMAIL incomparável... Não troco por nada até o momento... A Microsoft melhorou, o outlook é muito melhor que o hotmail, mais o gmail continua em disparado o melhor para o meu perfil de utilização... Eu uso muitos serviços da google, e tenho todos eles integrados...

  • Osvaldo Grosso
    2012-08-07T12:17:50

    o gmail é o mesmo a tanto tempo, só agora a microsoft resolveu investir pra nao perder mercado. mas mesmo assim a tendencia é a grande maioria ir pro gmail principalmente quem tem android.

  • Gabriel Silva
    2012-08-07T09:28:07

    É por isso que uso o Gmail xD nada contra o outlook mas prefiro o Gmail simplesmente por ser melhor para meu caso

  • Rodrigo Macedo
    2012-08-14T15:59:59

    Nunca fui muito Fã do Gmail, sempre usei mais o Hotmail. Quando vi a mudança eu estranhei um pouco no começo, mas tbm fui percebendo que o Outlook tá mais limpo e melhorado. Gostei, por enquanto.

  • Maurício Mota
    2012-08-07T21:59:56  

    Comparação superficial e fraca. Deu a entender que o Gmail é superior por possuir POP e IMAP, contra somente o POP do Outlook, o que não é verdade. O protocolo do exchange, que é o ActiveSync é muito superior ao IMAP (e por essa razão estou migrando meu email pessoal do Gmail para o Outlook). E sim, o POP é um protocolo que existe há decadas que já deveria estar fora de uso há muito tempo. Prestem mais atenção.

    recentes

    populares

    • Maurício Mota
      2012-08-07T21:59:56  

      Eu uso o hotmail/outlook há anos. No meu iPad eu acesso o outlook via o app nativo do iOS e consigo fazer todas essas coisas que teoricamente o outlook não permitiria... Eu movo os e-mails entre pastas, apago, inclusive posso marcar com a bandeirinha desde o iOS 6.0. Não tem nenhum problema mexer no outlook com outros clientes.

  • Laura Sardinha
    2012-08-07T12:04:02  

    Lembrando que se vc for usuario WIndows Phone, a area de "Pessoas" e totalmente sincronizada com sua lista de "Pessoas" do telefone (famosa lista de contatos) Muito pratico =)

    recentes

    populares

    • Laura Sardinha
      2012-08-07T12:04:02  

      Isso existe no Gmail, os contatos são sincronizados com seu Android e vice-verça

    recentes

    populares

    • Laura Sardinha
      2012-08-07T12:04:02  

      Fagner Santos e é por isso que eu uso symbia... contatos de e-mail e de celular são coisas diferentes. Não gosto que saiam juntando tudo.