Fabricantes

15/08/2012 12h33 - Atualizado em 16/08/2012 08h57

Saiba por que o Curiosity tem câmeras de apenas 2 megapixels

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

O robô Curiosity, enviado ao planeta Marte pela Nasa, custou aos cofres públicos norte-americanos US$ 2,5 bilhões. A um custo desses e pela complexidade envolvida no envio de uma máquina da Terra até Marte, você esperaria que as tecnologias empregadas no Curiosity fossem o que de mais avançado existe no mundo.

Robô da NASA registra as paisagens de Marte com uma câmera de 2 megapixels (Foto: Reprodução)Robô da Nasa registra as paisagens de Marte com uma câmera de 2 megapixels (Foto: Reprodução)

Não é exatamente o que acontece com um dos sensores mais interessantes do equipamento. O Curiosity tem 17 câmeras, mas as mais importantes, que registram as fotos e vídeos que a Nasa divulga diariamente, são montadas com modestos sensores de 2 megapixels. O sensor KAI-2020 tira fotos de 1600 x 1200 pixels e pode gravar vídeos HD com até 10 FPS.

Há uma boa possibilidade de que seu celular tenha sensor de imagem muito mais capacitado do que isso. Falando em celulares topo de linha: iPhone 4S e Galaxy SIII usam câmeras iguais de 8 megapixels. Câmeras fotográficas compactas são vendidas com sensores de 10 megapixels.

As explicações para a escolha de um sensor de 2 megapixels são várias – e vindas de um projeto da Nasa, você perceberá que todas são muito boas. A primeira delas é o contexto de desenvolvimento do Curiosity: a missão começou a ser projetada em 2004 e, naquela época, 2 megapixels eram o que de mais avançado a tecnologia podia oferecer em termos de sensores digitais.

Você pode estar se perguntando “e por que não trocaram a câmera depois?”. O motivo é simples: homologação e necessidade de testes. Como a nave é feita para trabalhar num lugar a 60 milhões de quilômetros de distância, e há um cronograma apertado para ser cumprido até o lançamento, trocar componentes é inviável. Não há tempo para testes. E seria bastante frustrante gastar uma fortuna e mandar para Marte um robô cego. A partir do momento que o sensor KAI-2020 foi testado e verificou-se boa resistência às condições inóspitas de Marte e qualidade de imagem, a Nasa deu-se por satisfeita e passou para outros estágios de desenvolvimento do Curiosity.

Outro bom motivo para uma câmera simples é o fato de que tirar fotos panorâmicas em Marte não é nenhum desafio de fotografia. Nada por lá se mexe e o próprio Curiosity oferece um suporte firme o suficiente para longas panorâmicas do horizonte marciano. Neste sentido, levar uma câmera de 40 ou 2 megapixels dá no mesmo. Isso também explica porque o sensor registra vídeos com no máximo 10 FPS: nada em Marte se move.

Banda estreita

Robô tem um conjunto de 17 câmeras, nenhuma delas com mais de 2 megapixels de resolução (Foto: Reprodução)Robô tem um conjunto de 17 câmeras, nenhuma
delas com mais de 2 megapixels de resolução
(Foto: Reprodução)

Se todos esses motivos não o convencem, basta considerar que a banda de conexão entre Marte e a Terra é bastante fraca. A transmissão dos dados entre Curiosity e a Nasa se dá usando o sinal de dois satélites que orbitam Marte. O problema é que o fluxo de dados é bem restrito: apenas 32 MB por dia.

E nesses 32 MB precisam caber não apenas as imagens que o Curiosity envia. Há nesse pacote de dados as leituras dos vários sensores ambientais e dinâmicos, resultados de experimentos e diversas leituras sobre as condições do equipamento em solo marciano. Embora as fotos sejam aquilo que mais apela ao público, o Curiosity está lá para coletar dados e investigar questões científicas muito mais interessantes para os cientistas.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Eduardo Vieira
    2012-10-04T13:42:22

    Se nada se move, se nada se mexe, pq um investimento tão alto? Legal a tecnologia. Mas o investimento seria bem melhor gasto na África alimentando os milhões de africanos prestes a não se moverem mais!

  • Marcello Lyra
    2012-08-20T21:10:58

    Felipe, você está totalmente errado quando diz que o cronograma da NASA é apertado, se a corporação achar necessário trocar a câmera, eles trocariam o dispositivo. E uma câmera de 2mp não é ruim, compare uma lente Leika com uma lente da Sony com os mesmos 2mp, a diferença é gigantesca, então tire o modo RAW e coloque um software de imagem que só a NASA têm. E qualquer um que entenda no mínimo de transmissão de dados, sabe que a conexão terra e marte não é banda larga e muito menos 4G, mais um motivo para ser 2mp.

  • Marcello Lyra
    2012-08-20T21:11:13

    interesante o coriosity

  • Renato Carvalho
    2012-08-16T15:42:10  

    Nenhum dos motivos citados justificam o uso de uma câmera com resolução tão ridícula. O que aconteceria se quisesse dar um zoom para checar um detalhe no alto de um obstáculo? Com certeza a imagem ficaria "borrada".

    recentes

    populares

    • Renato Carvalho
      2012-08-16T15:42:10  

      Alem disso o zoom não tem nada haver com a resolução ( pressupondo que você esteja falando de zoom optico e nao de zoom digital ).

    recentes

    populares

    • Renato Carvalho
      2012-08-16T15:42:10  

      Dar zoom? O que tem haver zoom com 2mp? E vale lembrar que o robô tem rodas.