13/03/2013 08h15 - Atualizado em 13/03/2013 08h15

Aprenda a usar o foco manual de sua câmera para obter melhores cliques

Adriano Hamaguchi
por
Para o TechTudo

Aprenda a utilizar o foco manual e garanta a nitidez dos detalhes mais importantes de suas fotografias.

Imagem de banco de madeira com lago e vegetação ao fundo (Foto: Adriano Hamaguchi)Bom exemplo de uso do foco manual: imagem de banco de madeira com lago e vegetação ao fundo (Foto: Adriano Hamaguchi)

Não podemos negar que os ajustes automáticos facilitam a vida do fotógrafo, mas existem situações em que o foco automático não funciona como o esperado. Esta limitação é evidente quando fotografamos em ambientes escuros, por exemplo.

Outra situação é quando há objetos entre a câmera e o motivo principal de sua composição. A câmera não tem ideia do que sua mente criativa está planejando, e o sistema automático foca o objeto mais próximo que encontrar. Na imagem abaixo, isto faria com que a ave ficasse fora de foco e os ramos próximos da câmera nítidos.

Imagem de ave camuflada em vegetação (Foto: Jeff Morgan)Imagem de ave camuflada em vegetação (Foto: Jeff Morgan)

Por outo lado, quando você quer capturar a espontaneidade de uma cena, o tempo necessário para o ajuste manual do foco pode ser inconveniente, e você perde o momento ideal do clique. Veja a seguir um resumo sobre as principais indicações de uso do foco automático ou manual.

Quadro com relação das melhores ocasiões para usar o foco automático, à esquerda, e o foco manual, à direita (Foto: Reprodução)Quadro com relação das melhores ocasiões para usar o foco automático, à esquerda, e o foco manual, à direita (Foto: Reprodução)

Minha câmera possui foco manual?

Se você tem uma câmera DSRL, com certeza. As câmeras superzoom e as compactas mais avançadas também contam com este recurso. Confira alguns modelos de câmeras compactas que possuem o foco manual.

Imagem de câmeras digitais compactas que possuem o modo "foco manual" (Foto: Divulgação)Imagem de câmeras digitais compactas que possuem o modo foco manual (Foto: Divulgação)

Como usar o foco manual em câmeras compactas e superzoom

Em alguns modelos, basta pressionar botões específicos para acionar o foco manual. Caso a câmera não tenha o botão “MF”, é preciso utilizar o menu de configuração.

Imagem de uma câmera digital compacta com destaque para o botão MF, à esquerda, e menu de seleção do tipo de foco à direita (Foto: Divulgação)Imagem de uma câmera digital compacta com destaque para o botão MF, à esquerda, e menu de seleção do tipo de foco à direita (Foto: Divulgação)

Confirme se a câmera está operando no modo manual. No visor, procure pelo ícone MF (“manual focus”). Utilize as setas, o anel giratório ou o “joystick” da câmera para configurar o foco.

A barra que aparece na tela representa a distância que você está focando. Aproximando o ponto de ajuste do símbolo “infinito”, o que estiver distante será focado, e do símbolo da “flor”, o que estiver mais próximo será focado.

Tela de configuração do foco manual, à esquerda, botão de ajuste de zoom no meio, e assistente de foco manual à direita (Foto: Divulgação)Tela de configuração do foco manual, à esquerda, botão de ajuste de zoom no meio, e assistente de foco manual à direita (Foto: Divulgação)

As câmeras têm uma espécie de “zoom auxiliar de foco”. Quando você estiver configurando o foco, a câmera irá mostrar a região da imagem ampliada para te ajudar a acentuar a nitidez. A qualidade e a resolução do display da câmera influenciam na qualidade exibida.

Como usar o foco manual em câmeras DSRL

Utilize a chave seletora da lente e alterne para o modo MF (“Manual focus”), ou M (“Manual”), conforme o manual de seu equipamento.

Imagem da chave seletora de foco configurada no modo manual em lente, à esquerda, e no corpo de câmera DSRL, à direita (Foto: Divulgação)Imagem da chave seletora de foco configurada no modo manual em lente, à esquerda, e no corpo de câmera DSRL, à direita (Foto: Divulgação)

Nas DSRL que possuem a chave de seleção no corpo da câmera e na lente, a configuração que prevalece é a da lente. As lentes que possuem o modo “M/A”, a configuração que prevalece é a do corpo da câmera.

Para configurar o foco manual, gire o anel de foco na lente. A posição do anel varia de acordo com o modelo e marca. As unidades de medidas empregadas são metro (m) e pés (“ft”).

Imagens do anel de foco da lente sendo ajustado por fotógrafo (Foto: Reprodução/Carl Zeiss Lenses e PhotographersOnUTube)Imagens do anel de foco da lente sendo ajustado por fotógrafo (Foto: Reprodução/Carl Zeiss Lenses e PhotographersOnUTube)

Atenção! Não gire o anel de foco se a lente não estiver no modo “foco manual”. Isto pode danificar o motor da lente.

Focando o que está distante

Confira no comparativo abaixo duas imagens de uma piscina semiolímpica, em que focamos as rais mais distantes.

Imagem de nadadora em piscina semi olímpica com raias (Foto: Adriano Hamaguchi)Imagem de nadadora em piscina semiolímpica com raias (Foto: Adriano Hamaguchi)

Na imagem da esquerda, utilizamos a abertura F/8 (maior profundidade de campo), proporcionando maior nitidez em toda a imagem, apesar de focarmos as raias mais distantes. Usamos uma velocidade velocidade de 1/30 de segundo, e isto fez com que a imagem da nadadora ficasse “arrastada”.

Na imagem da direita, utilizamos a abertura F/3.5 (menor profundidade de campo), o que criou um aspecto mais “embaçado” no que está mais distante do ponto em que focamos. A velocidade maior, de 1/125 de segundo, permitiu capturar o nadador com mais nitidez.

Focando o que está mais próximo

Para destacar a pessoa (ou animal) de seus retratos, foque os olhos e utilize uma abertura grande para diminuir a profundidade de campo e obter o efeito “fundo desfocado”. Na imagem abaixo, por exemplo, o fotógrafo utilizou uma abertura de 2.8/F.

Imagem de cachorro fotografado com alto ISO e curta profundidade de campo (Foto: Andreas Krappweis)Imagem de cachorro fotografado com alto ISO e curta profundidade de campo (Foto: Andreas Krappweis)

Confira a matéria do TechTudo que explica como obter bons retratos fotografando com foco em primeiro plano.

Foco infinito

Com o foco infinito garantimos que toda a composição fique nítida, a partir de uma distância mínima, indicada no manual do equipamento. Para configurar o foco neste modo, certifique-se que o indicador está posição exata.

Imagem da tela de ajuste de foco, à esquerda, e lente ajustada no modo foco infinito, à direita (Foto: Reprodução/Photo Review e PhotographersOnUTube)Imagem da tela de ajuste de foco, à esquerda, e lente ajustada no modo foco infinito, à direita (Foto: Reprodução/Photo Review e PhotographersOnUTube)

É recomendado usar o foco infinito para fotografar a lua, fogos de artifício, estrelas e outras cenas noturnas que sejam difíceis de focar manualmente.

Imagem da Lua, à esquerda, de fogos de artifício no meio, e do céu com estrelas à direita (Foto: Reprodução)Imagem da Lua, à esquerda, de fogos de artifício no meio, e do céu com estrelas à direita (Foto: Reprodução)

Acionando o modo manual para “travar o foco”

Ao usar o modo automático e a câmera insistir em desfocar o que já foi focado, mude para o modo manual assim que o foco perfeito for obtido. Desta maneira você “congela” o foco na posição que desejada.

Em ambientes escuros, ilumine o ponto desejado com uma lanterna, “encontre o foco ideal” com o modo automático, alterne para o modo manual e fotografe. Esta foi a técnica utilizada pelo fotógrafo Vinícius Carvalho para fazer a imagem abaixo. Ele também utilizou uma longa exposição (20 segundos) e disparos aleatórios de flash externo com baixa intensidade (para criar os “fantasmas”).

Foto de longa exposição com malabares. Imagem feita com exposição de 20 segundos, F11, ISO 100 e disparos de flash externo (Foto: Vinicius Carvalho)Foto de longa exposição com malabares. Imagem feita com exposição de 20 segundos, F11, ISO 100 e disparos de flash externo (Foto: Vinicius Carvalho)

Gostou da ideia? Leia a matéria do TechTudo com dicas para produzir fotos criativas com longa exposição.

É hora de investir num novo equipamento?

Uma vantagem importante das câmeras compactas é o tamanho reduzido. Mas se tamanho não for uma prioridade, as câmeras superzoom são uma boa pedida para quem ainda não quer investir em uma DSLR.

As câmeras compactas e superzoom incorporam funcionalidades avançadas e controles manuais a cada geração. Mas seus valores também estão cada vez mais próximos das câmeras DSRL básicas. Veja alguns modelos.

Imagens de câmeras DSRL (Foto: Divulgação)Imagens de câmeras DSRL (Foto: Divulgação)

Não perca seus melhores cliques quando o foco automático te deixar na mão. Exercite suas habilidades com o foco manual e garanta a nitidez de suas fotografias. Conheça também outros fundamentos da fotografia manual com o TechTudo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Tatiane Batista
    2016-08-10T14:07:39

    nikon d7100