Internet

09/07/2013 07h00 - Atualizado em 09/07/2013 07h00

Sede do Facebook nos EUA tem bikes, restaurantes e 'lojinha'; conheça

Fabrício Vitorino
por
de Menlo Park

Entrar na sede do Facebook, em Menlo Park, na Califórnia (EUA), é algo comum para os cerca de 2 mil funcionários de Mark Zuckerberg. Mas para os milhões de fãs – e simples admiradores – da empresa por todo o mundo soa como um sonho. Afinal, quem não gostaria de participar desse gigante que conectou o mundo e, hoje, praticamente divide a Internet com o Google?

Já seguiu o @TechTudo_oficial no Instagram?

Famosa placa na sede do Facebook, coberta pelo ícone do Instagram (Foto: TechTudo / Fabrício Vitorino)Famosa placa na sede do Facebook, coberta pelo ícone do Instagram (Foto: TechTudo / Fabrício Vitorino)

Logo de cara, a famosa placa com o símbolo de “curtir” do Facebook. Que, na ocasião, estava coberta pelo novo ícone do Instagram vídeos. A sinalização com o nome da rua “Hacker Way” é a prova definitiva: você está no coração de uma das empresas mais amadas (e odiadas) do mundo. Ou, simplesmente, em uma das mais importantes companhias da história.

Placas indicam os nomes das ruas dentro do aglomerado do Facebook (Foto: TechTudo/Fabrício Vitorino)Placas indicam os nomes das ruas dentro do aglomerado do Facebook (Foto: TechTudo/Fabrício Vitorino)

O complexo é formado por nove edifícios baixos de escritórios em Menlo Park, nos arredores de São Francisco. Com aproximadamente 90 mil metros quadrados, o campus já foi a antiga sede da Sun Microsystems. É o Vale do Silício, onde as maiores empresas de tecnologia do mundo concentram forças. E a sede do Facebook é uma delas.

Até o carro da segurança aderiu ao estilo "Facebook" (Foto: TechTudo / Fabrício Vitorino)Até o carro da segurança aderiu ao estilo "Facebook" (Foto: TechTudo / Fabrício Vitorino)

 O que chama a atenção é a aparente liberdade e o clima de motivação. Todos parecem estar aqui por pura vontade – embora saibamos que isto não é lá muito verdade. Há gente passeando de skate, patins, bicicleta, de bermuda, chinelos, saias curtas, pouca roupa, muita roupa, turbante, boné... Enfim, entre jovens e não tão jovens assim, parece que todos estão em casa.

Funcionários, bicicletas, skates e até patinetes convivem no Facebook (Foto: TechTudo / Fabrício Vitorino)Funcionários, bicicletas, skates e até patinetes convivem no Facebook (Foto: TechTudo / Fabrício Vitorino)

Na principal avenida que une os prédios, há mapas impressos no chão, para que nenhum visitante se perca. Há duas praças de alimentação e alguns outros “restaurantes” de todas as variedades. Alguns deles são pagos, mas a a maioria é liberada. Há bancos, academias, lavanderias, praticamente tudo o que geralmente faz com que os empregados, eventualmente, precisem sair mais cedo. Aqui, o importante é fazer com que o funcionário perca o mínimo de tempo possível com distrações e foque sempre no trabalho.

Prédio da sede do Facebook, visto de fora (Foto: TechTudo / Fabrício Vitorino)Prédio da sede do Facebook, visto de fora (Foto: TechTudo / Fabrício Vitorino)

Por isso, nos setores, também há petiscos e bebidas liberados, sempre para que o pessoal fique o máximo de tempo na área de trabalho. O ambiente é descontraído: pode-se escrever nas paredes, nos vidros, colar cartazes; a palavra de ordem é interação.

Há cartazes motivacionais – feitos, aliás, no laboratório “analógico”, ali, na avenida principal – espalhados por todo o campus. “Tudo está apenas 1% pronto”, “A sorte favorece os ousados”, "O que você faria se não tivesse medo?", são alguns deles. Tudo para lembrar que a missão principal da empresa, embora já pareça cumprida, está sempre começando.

cartazes_facebook (Foto: Reprodução / Facebook)"A sorte favorece os ousados" e "A jornada está 1% concluída". (Foto: TechTudo / Léo Torres)

Entre uma visita e outra, você pode ainda comprar souvenirs para si mesmo ou seus parentes, na lojinha, ou mesmo itens com preços especiais – óculos, peças para computador, para bicicleta... Aliás, as magrelas têm atenção especial por aqui. Há até uma oficina, na qual os colaboradores só pagam pelo que precisarem trocar. A mão de obra fica por conta de Zuckerberg.

souvenires_loja_facebook (Foto: Reprodução / Facebook)Canecas, camisas, casacos, baralhos... Tudo pode ser comprado na lojinha (Foto: Reprodução / FBStore)

O CEO não é uma figura mítica. Pode-se esbarrar com ele pelas ruas, corredores ou até restaurantes. Praticamente todos têm um “causo” para contar sobre encontros e desencontros com o polêmico diretor. Zuckerberg, aliás, procura reservar periodicamente um tempo para um “perguntas e respostas” com seus colaboradores. E, dizem, ele tenta responder até as mais embaraçosas. Além dele, outras figuras importantes da empresa são fáceis de serem vistas, como Kevin Systrom, principal nome do Instagram, por exemplo.

Mark Zuckerberg no evento Instagram (Foto: Fabricio Vitorino/TechTudo)Mark Zuckerberg sai de sua sala e dá um pulinho no evento Instagram (Foto: Fabricio Vitorino/TechTudo)

E ainda no campo “locomoção”, uma coisa interessante é o número de bikes circulando para lá e para cá. É que na sede do Facebook há um sistema como o nosso RioBike, inspirado no Vélib de Paris. Você precisa chegar em algum lugar com mais pressa? Ok. Pegue uma bicicleta em um dos pontos, dê suas pedaladas, ganhe tempo e encoste ela na parada mais próxima. Afinal, o tempo é precioso aqui, mais caro do que manter um “vélib” particular ou uma pequena cantina com petiscos, chá e café.

velib_bicicletas_facebook (Foto: Reprodução / Facebook)Bicicletas na sede do Facebook no melhor estilo "vélib" de Paris (Foto: Reprodução / FBStore)

O Facebook trabalha com a mentalidade americana, de que os talentos devem ser cultivados e retidos. Por isso, em um mercado aquecido como o de tecnologia, oferecer um café, uma jujuba ou um reparo no pneu da bicicleta de um colaborador pode parecer excêntrico. Mas se os rivais estão oferecendo, eles têm que fazer melhor. E ainda, qualidade de vida não tem preço. É como dizemos sobre nossos relacionamentos: são as pequenas coisas que fazem a grande diferença. E isso não tem como a gente não curtir, não é?

Quer trocar a conta do Facebook associada ao Instagram? Descubra como no Fórum do TechTudo!

 


  

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Humberto Lopes
    2013-07-09T18:57:10

    Interessante

  • Paulo Motta
    2013-07-09T16:35:57

    Igual a minha, a unica diferença é que eu uso uma cadeira de 5 rodas no lugar de uma bicicleta. Se você contou quantas rodinhas tem na sua cadeira é pq estamos no mesmo barco!

  • Jorge Júnior
    2013-07-09T16:28:39

    Na minha empresa dá pão com manteiga todo dia pela manhã!!!

  • Natanael Braga
    2013-07-10T16:42:09

    Sonho de quem trampa com tecnologia é está numa empresa desse porte...imagina a pressão psicologica..por resultados deve ser espantosa....pra vcs que não trabalham com tecnologia...isso aii é apenas o conforto material...por traz disso etá muita pressão muitas noites sem dormir e muito trabalho pesado....sem mais....

  • Caleb Yamamoto
    2013-07-10T05:09:32

    E eu trabalhando no maior portal de blogs do Japão achando que tinha liberdade total kkkk falta muito ainda.

  • Wandark Freire
    2013-07-09T23:18:50

    Infelizmente é uma utopia aqui no Brasil de miséria. Modelo de bom de se adotar, mas difícil de acontecer. Só uma mega estrutura de capital para por em prática aqui no Brasil da mega tributação.

  • Luquinha Pso
    2013-07-09T14:54:05

    Bacana demais, os caras da NSA chegam la e pedem: precisamos baixar um hd inteiro de um brasileiro. - Fala com o gordinho de bermuda!. Esses caras sao legais demais mesmo kkk faceburros

  • Paulo Neto
    2013-07-09T14:43:08

    Na minha empresa também damos jujubas aos funcionários

  • Eduardo Martins
    2013-07-09T12:01:44

    vishhh mariaaaaa

  • Luciano
    2013-07-09T11:50:56

    Onde eu trabalho, se vc errar um pouquinho chega um superior gritando. Se vc acerta muito, não falam nada. Se vc atrasa, fazem ameaças de mandar embora. Por isso continuou estudando para sair da escravidão moderna.

  • Manu Rodrigues
    2013-07-09T11:46:04

    ah como eu queria que onde eu trabalho fosse assim!

  • Paulo Andre
    2013-07-09T11:16:01

    Ué, a diferença pra minha empresa é que a passarela ao invés de vermelha, é amarela! rs

  • Vamos Brindar
    2013-07-09T10:57:03

    Muito show...

  • Pedro Dias
    2013-07-09T10:52:01

    faz inveja a qualquer lugar do brasil

  • Meu Ovo
    2013-07-09T12:54:42  

    A idéia da bicicleta nao é originaria de Paris e sim Montreal com a bixi. Vc tem direito de usar a bike por 45 min e se passar desse tempo vc paga mais , um valor tx extra, pois ao pegar a bike, vc tem uma conta já pre-paga ou vc usa seu cartão de credito

    recentes

    populares

    • Meu Ovo
      2013-07-09T12:54:42  

      Antonio Apolinario se vc nao viu a referencia sobre Paris, pq nao leu a matéria por completo.

    recentes

    populares

    • Meu Ovo
      2013-07-09T12:54:42  

      'É que na sede do Facebook há um sistema como o nosso RioBike, inspirado no Vélib de Paris.' alguém fala aí que é ORIGINARIO de paris? por exemplo, tatiana é uma jegue inspirada no meu ovo. mas o meu ovo não é um jegue original. deu pra entender, jegues?