Por Felipe Vinha, para o TechTudo


Prey é um game de horror com ficção científica e tiro em primeira pessoa para PS4, Xbox One e PC. O jogo tem muitas surpresas em uma jogabilidade de mundo aberto, além da ameaça alienígena do Tifão, um organismo que parece se multiplicar sem que o jogador perceba. A aventura pode ser complicada para quem começa despreparado ou não sabe o que esperar na estação. Confira as melhores dicas para jogar Prey.

Não se deixe enganar pelo fôlego

O fôlego é uma ferramenta que a jogabilidade insere para deixar a experiência mais difícil, limitada e realista. Não se deixe enganar pela barrinha que guia o fôlego do personagem: ele tem mais do que parece. Basta manter sob controle para não gastar tudo de uma vez e não ficar cansado frente a um inimigo.

Dicas para mandar bem em Prey, shooter sci fi de horror — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

O fôlego é gasto quando se usa armas de combate corporal ou quando se corre, então não é algo tão constante. Além disso, habilidades e melhorias fazem com que o fôlego seja um problema ainda menor. Basta saber administrar e você não terá problemas com isso ao longo do jogo.

Modifique a sensibilidade do controle

Seja no joystick ou no teclado e mouse, a sensibilidade padrão do controle de Prey é muito alta, tanto na vertical quanto na horizontal. Qualquer “toque” para o lado e o personagem se movimenta de forma bem rápida, mais do que o necessário.

Dicas para mandar bem em Prey, shooter sci fi de horror — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Para deixar a experiência mais dinâmica, vá ao menu de opções do jogo e selecione as modificações de controle. Reduze em um ou dois níveis a sensibilidade e o resultado já vai ser bem mais aceitável do que o padrão.

Jogue com a tela mais clara

Outra dica que envolve as configurações no menu está no brilho padrão do jogo. Se for possível, aumente um pouco um brilho, sem que atrapalhe sua experiência ou prejudique a atmosfera de tensão que Prey carrega.

Dicas para mandar bem em Prey, shooter sci fi de horror — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Isso por um motivo simples: alguns cenários são escuros demais e escondem inimigos, que também são escuros e saem dos cantos mais inesperados. É claro que usar a lanterna é uma altetnativa, mas ela tem bateria escassa e demora para recarregar. Vá ao menu de configurações e tente aumentar um pouco o brilho, mas só um pouco.

Salve o jogo sempre que possível

Essa dica parece óbvia, até por conta de o jogo ter um sistema de salvamento semiautomático, mas acredite, não é tão óbvia quanto parece. No meio da tensão e da ação, o jogador pode esquecer de salvar facilmente e morrer, obrigando-o a retornar muito no cenário – e você vai morrer bastante, dada a dificuldade do game.

Dicas para mandar bem em Prey, shooter sci fi de horror — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

O salvamento pode ser feito no menu básico de pause do jogo, mas não pode ser feito duas vezes seguidas. A principal dica é salvar em “salas seguras”, locais onde você sabe que não há inimigos e onde se pode parar para respirar um pouco.

Não atire tanto

Como em todo jogo de terror e tensão, em Prey a munição é escassa, mais do que se imagina, já que algumas armas nem mesmo usam balas. Algumas você vai encontrar pelo caminho, enquanto outras podem servir como tiros rápidos, apenas para desacelerar inimigos.

Dicas para mandar bem em Prey, shooter sci fi de horror — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

As armas funcionam mais como ferramentas do que como itens de destruição, com exceção de uma ou outra. Por isso, use-as sempre com inteligência, sem ficar com o dedo pressionado direto no botão de tiro.

Gaste bem os Neuromods

Os Neuromods permitem que o personagem principal seja melhorado, mas também define quanto menos humano ele fica, ao longo das modificações genéticas que entram no seu corpo. Porém, a principal dica é que você economize os Neuromods que conseguir no início da aventura.

Dicas para mandar bem em Prey, shooter sci fi de horror — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Gastar os Neuromods no início pode ser um grande desperdício, principalmente porque ganhamos eles em muita quantidade nas primeiras horas de jogo, quando ainda não temos muitas ameaças. Tenha paciência que, pouco depois disso, eles serão mais valiosos e mais uteis. Junte-os para gastar melhor depois desse período.

Gloo: a melhor arma

A arma Gloo é uma das melhores e mais uteis do jogo – e ela não mata inimigos, ao menos não sozinha. A Gloo serve para paralisar alvos por um determinado tempo, ou no mínimo reduz seu avanço e permite uma escapada rápida. O ideal com a Gloo é imobilizar inimigos para depois usar uma arma mais pesada e abatê-los com apenas um tiro.

Dicas para mandar bem em Prey, shooter sci fi de horror — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Não ignore os corpos

Os humanos vivos em Prey são poucos. A maioria que você vai encontrar estão mortos ou morrendo. Não deixe de parar por alguns segundos e coletar os itens de cada um deles, pode-se surpreender com o que será encontrado.

Dicas para mandar bem em Prey, shooter sci fi de horror — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Para vasculhar os itens, pressione o botão de ação próximo dos corpos. É possível coletar tudo de uma vez ou só os itens que desejar, dado o espaço disponível na bagagem do personagem. O importante é nunca deixar nada útil passar – e são muitos os itens úteis, seja para reparo da armadura ou para melhorar o personagem.

Mais do TechTudo