Por Filipe Garrett e Melissa Cruz Cossetti, para o TechTudo


Alguns sites na Internet estão usando scripts para minerar bitcoins e moneros nos computadores dos visitantes. A prática busca usar aplicações escritas em JavaScript (linguagem de programação amplamente difundida na Web) para aproveitar a capacidade de processamento do computador dos seus próprios leitores e usuários para explorar criptomoedas como Bitcoins, Monero, Ethereum, Litecoin e outras espécies virtuais. Na prática, a manobra não causa riscos ao seu computador, mas pode sobrecarregar o seu processador e aumentar o consumo de energia. As aplicações de mineração são, em geral, muito intensas do ponto de vista de processamento.

Ou seja, o computador pode ficar mais lento e deixar outras operações importantes para você em segundo plano. Normalmente, o site sequer informa o que está acontecendo nem pede autorização. A atividade é, no mínimo, polêmica.

De acordo com a Avast, nesses casos, é mais comum que sejam minerados moneros — e não bitcoins. Os chamados "mineradores de ponta" usam computadores específicos que garantem vantagem significativa sobre os usuários que fazem o mesmo em computadores comuns. A China tem fazendas de bitcoin, com galpões recheados e que funcionam 24 horas — são aproximadamente 70% dos mineradores no mundo. Segundo o analista Alexej Savčin, o algoritmo de mineração do Monero foi projetado especialmente para rodar em PCs comuns.

"Este é também o objetivo de outras criptomoedas como o Litecoin", completa.

Como descobrir uma mineração remota?

A atividade, porém, não é nada discreta. Os sites que a usam aumentam significativamente o uso da sua CPU e deixam o computador operando bem devagar. Em sua defesa, o desenvolvedor costuma afirmar que, em vez de bombardear o visitante com anúncios, permite uma navegação sem publicidade, ao custo do "sequestro do seu computador" para gerar renda e manter o site.

A instalação é simples. Hoje, qualquer administrador de site pode se inscrever em serviços de mineração como o Coinhive ou o JSEcoin e começar a lucrar com visitas nas páginas. Ainda de acordo com a Avast, no topo das 10 principais detecções de mineração, não foi uma surpresa encontrar muitos sites "conhecidos e legítimos".

"Os plugins completos para servidores de gerenciamento de conteúdo (CMSs), como o WordPress, estão prontos para serem instalados", disse Savčin.

Sites, como The Pirate Bay, estão usando aplicações em JavaScript para minerar bitcoins em computadores de usuários — Foto: Reprodução/Benoit Tessier/Reuters Sites, como The Pirate Bay, estão usando aplicações em JavaScript para minerar bitcoins em computadores de usuários — Foto: Reprodução/Benoit Tessier/Reuters

Sites, como The Pirate Bay, estão usando aplicações em JavaScript para minerar bitcoins em computadores de usuários — Foto: Reprodução/Benoit Tessier/Reuters

Já existem métodos para impedir que sites explorem o seu computador para gerar moedas virtuais — entenda o processo para minerar bitcoin. A seguir, você encontra métodos para impedir que um site na Web use a capacidade do seu computador para minerar bitcoin ou outra moeda, sobrecarregando a máquina.

Partindo do mais simples, os primeiros métodos são eficientes, e consistem no uso de extensões para navegadores que impedem o tráfego de informações associado com a exploração das moedas virtuais. Em seguida, há outras alternativas para impedir que a mineração ocorra sem que você perceba. Entretanto, os procedimentos são mais avançados ou exigem manutenção.

Como bloquear mineração de bitcoin com plugins

No Chrome e seus derivados (Opera, Vivaldi e até mesmo o Edge, que é compatível com extensões do navegador do Google), é possível instalar plugins que prometem bloquear a exploração de criptomoedas por parte dos sites que você visita. No Chrome, há o No Coin e o No Mining, específicas para tal uso.

Encontre a extensão na loja do Chrome (ou Firefox) — Foto: Reprodução/Filipe Garrett Encontre a extensão na loja do Chrome (ou Firefox) — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Encontre a extensão na loja do Chrome (ou Firefox) — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Passo 1. Instale o NoMining no navegador;

No Firefox, você pode usar o Mining Blocker;

Se quiser, você pode pausar a ação do NoMining — Foto: Reprodução/Filipe Garrett Se quiser, você pode pausar a ação do NoMining — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Se quiser, você pode pausar a ação do NoMining — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Passo 2. Um ícone em forma de uma moeda dourada estará disponível na interface do navegador. Basta clicar sobre ele para verificar se a extensão está em operação. Você pode pausar o NoMining, desativando o plugin por uma determinada quantidade de tempo. Escolha o intervalo e clique em “Go”;

Você também pode desligar o NoMining usando o seletor "On/Off" — Foto: Reprodução/Filipe Garrett Você também pode desligar o NoMining usando o seletor "On/Off" — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Você também pode desligar o NoMining usando o seletor "On/Off" — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Passo 3. Selecionando o botão parar, você pode desativar completamente o funcionamento da extensão selecionando “Off”. O polêmico site The Pirate Bay, usado nos testes, foi uma das páginas acusadas de mineração de criptomoedas.

Monitorando scripts com extenções

Outra opção são as extensões que bloqueiam scripts em geral. Como exemplo, selecionamos o NoScript para o Firefox. Quem usa Chrome e derivados pode optar pela ScriptSafe, que cumpre a mesma função no navegador do Google.

Instale a extensão no Firefox — Foto: Reprodução/Filipe Garrett Instale a extensão no Firefox — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Instale a extensão no Firefox — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Passo 1. Instale a extensão NoScript normalmente no navegador;

Observe que o NoScript já está configurado para bloquear o tráfego em JavaScript — Foto: Reprodução/Filipe Garrett Observe que o NoScript já está configurado para bloquear o tráfego em JavaScript — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Observe que o NoScript já está configurado para bloquear o tráfego em JavaScript — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Passo 2. Por padrão, o NoScript bloqueia qualquer tentativa de uso de scripts dos sites que você visita. Para conferir, basta clicar sobre o ícone da extensão.

Você pode alternar o funcionamento da ferramenta para permitir que scripts de uma página sejam carregados temporariamente — Foto: Reprodução/Filipe Garrett Você pode alternar o funcionamento da ferramenta para permitir que scripts de uma página sejam carregados temporariamente — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Você pode alternar o funcionamento da ferramenta para permitir que scripts de uma página sejam carregados temporariamente — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Passo 3. Observe que você pode liberar a execução de scripts nas páginas;

Caso você libere a execução de scripts, o site que você visita poderá tentar explorar o seu computador para gerar bitcoins ou realizar outras ações.

Via Adblock Plus

O Adblock Plus, e outras extensões originalmente criadas para bloquear anúncios publicitários Internet à fora, também estão agregando a funcionalidade de bloqueio de mineração de bitcoins ou moneros. Caso não tenha certeza de que a sua já possui proteção contra mineração remota, faça o seguinte no seu browser.

Acesse o painel de controle de extensões do seu navegador — Foto: Reprodução/Filipe Garrett Acesse o painel de controle de extensões do seu navegador — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Acesse o painel de controle de extensões do seu navegador — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Passo 1. Abra o menu de extensões no seu navegador (desde que a extensão seja o Adblock Plus, o passo a passo é o mesmo, independente do seu navegador);

Abra as opções do Adblock Plus — Foto: Reprodução/Filipe Garrett Abra as opções do Adblock Plus — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Abra as opções do Adblock Plus — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Passo 2. Acesse as opções da extensão;

Clique no botão para personalizar os filtros — Foto: Reprodução/Filipe Garrett Clique no botão para personalizar os filtros — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Clique no botão para personalizar os filtros — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Passo 3. Escolha “Opções de filtros...”;

Recurso permite inserir filtros personalizados para bloqueio — Foto: Reprodução/Filipe Garrett Recurso permite inserir filtros personalizados para bloqueio — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Recurso permite inserir filtros personalizados para bloqueio — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Passo 4. Na nova janela, clique em “Adicionar grupo de filtros”;

Selecione a opção para ter acesso à lista de novos filtros — Foto: Reprodução/Filipe Garrett Selecione a opção para ter acesso à lista de novos filtros — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Selecione a opção para ter acesso à lista de novos filtros — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Passo 5. Clique no botão “Ações” e selecione “Exibir/ocultar filtros”.

Basta copiar o endereço, clicar com o mouse na área demarcada em vermelho e dar CTRL+C para inserir o novo filtro — Foto: Reprodução/Filipe Garrett Basta copiar o endereço, clicar com o mouse na área demarcada em vermelho e dar CTRL+C para inserir o novo filtro — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Basta copiar o endereço, clicar com o mouse na área demarcada em vermelho e dar CTRL+C para inserir o novo filtro — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Passo 6. Copie e cole o endereço a seguir:

"coin-hive.com/lib/coinhive.min.js" (sem aspas).

O Adblock Plus não permitirá que o navegador troque informações com a URL, efetivamente impedindo a mineração de bitcoins — seja qual for o site.

Bloqueando mineração remota via arquivo hosts

Você também pode impedir que seu sistema operacional encontre o endereço de Internet usado para explorar bitcoins por meio da sua máquina. Para isso, é preciso editar o arquivo Hosts. O ponto positivo desse método é que você terá impedido o acesso ao endereço que efetivamente gera a moeda virtual para todos os aplicativos do seu computador sem precisar instalar nada.

O problema é que, assim que sites desenvolvam outros endereços e técnicas, você terá de atualizar o arquivo Hosts: o que pode não ser eficiente ao longo do tempo.

Insira a linha no fim do documento e salve para bloquear a mineração remota de bitcoins — Foto: Reprodução/Filipe Garrett Insira a linha no fim do documento e salve para bloquear a mineração remota de bitcoins — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Insira a linha no fim do documento e salve para bloquear a mineração remota de bitcoins — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Passo 1. Siga o tutorial para acessar o arquivo hosts e, quando tiver o arquivo aberto, apenas insira a linha: “0.0.0.0 coin-hive.com” (sem aspas). Salve o arquivo.

Usando o Tor

O Tor (veja como usar o Tor) e diversos outros navegadores de Internet focados em segurança e privacidade, não permitem que scripts sejam rodados por padrão, dando a você um nível de segurança mair sem recursos adicionais no computador.

Por que dividiram o bitcoin em duas moedas? Leia dicas no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo