Meu INSS: calculadora mostra quanto tempo falta para aposentadoria

Ferramenta oficial da Previdência informa tempo para pedir aposentadoria por idade ou por tempo de contribuição

Meu INSS: calculadora mostra quanto tempo falta para aposentadoria Meu INSS: calculadora mostra quanto tempo falta para aposentadoria
email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Por Marília Varoni, para o TechTudo

A plataforma Meu INSS, do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), tem uma ferramenta que calcula quanto tempo falta para o trabalhador requisitar sua aposentadoria. Ela também informa ao cidadão qual é a quantidade de pontos necessários para conseguir se aposentar por tempo de contribuição. A calculadora segue a fórmula 85/95, que determina que a soma da idade e do tempo de contribuição deve totalizar 85 pontos para mulheres, e 95 para homens.

É importante lembrar que essa ferramenta é apenas uma simulação: caso o resultado indique que já é possível se aposentar, é preciso entrar em contato pessoalmente com o INSS para conferir se de fato pode receber o benefício. Além da calculadora, o Meu INSS também permite realizar consultas e acompanhar informações sobre a sua vida laboral (história de trabalho), como contribuições previdenciárias, períodos trabalhados e diferentes empregadores.

Meu INSS mostra quanto tempo falta para aposentadoria (Foto: Divulgação/Secretaria de Estado de Trabalho e Renda do Rio de Janeiro) Meu INSS mostra quanto tempo falta para aposentadoria (Foto: Divulgação/Secretaria de Estado de Trabalho e Renda do Rio de Janeiro)

Meu INSS mostra quanto tempo falta para aposentadoria (Foto: Divulgação/Secretaria de Estado de Trabalho e Renda do Rio de Janeiro)

Você pode fazer a simulação manualmente ou a partir do cadastro na plataforma Cidadão.br, informando nome completo, CPF, data de nascimento e o nome completo da mãe. Aprenda a usar a calculadora do Meu INSS no passo a passo a seguir.

Simulação manual

Passo 1. Acesse o Meu INSS;

Para calcular contribuições previdenciárias no Meu INSS, é preciso informar data de nascimento e sexo (Foto: Reprodução/Marília Varoni) Para calcular contribuições previdenciárias no Meu INSS, é preciso informar data de nascimento e sexo (Foto: Reprodução/Marília Varoni)

Para calcular contribuições previdenciárias no Meu INSS, é preciso informar data de nascimento e sexo (Foto: Reprodução/Marília Varoni)

Passo 2. Preencha o campo “data de nascimento”;

O cálculo de aposentadoria no Meu INSS é feito com base na idade do contribuinte (Foto: Reprodução/Marília Varoni) O cálculo de aposentadoria no Meu INSS é feito com base na idade do contribuinte (Foto: Reprodução/Marília Varoni)

O cálculo de aposentadoria no Meu INSS é feito com base na idade do contribuinte (Foto: Reprodução/Marília Varoni)

Passo 3. No campo “sexo”, selecione masculino ou feminino;

O tempo para aposentadoria é diferente para homens e mulheres (Foto: Reprodução/Marília Varoni) O tempo para aposentadoria é diferente para homens e mulheres (Foto: Reprodução/Marília Varoni)

O tempo para aposentadoria é diferente para homens e mulheres (Foto: Reprodução/Marília Varoni)

Passo 4. No campo “adicionar vínculo”, clique no símbolo +;

Simulação pode ser feita adicionando manualmente as datas de entrada e saída de cada trabalho (Foto: Reprodução/Marília Varoni) Simulação pode ser feita adicionando manualmente as datas de entrada e saída de cada trabalho (Foto: Reprodução/Marília Varoni)

Simulação pode ser feita adicionando manualmente as datas de entrada e saída de cada trabalho (Foto: Reprodução/Marília Varoni)

Passo 5. Preencha nos campos a data de admissão e a data de saída de cada trabalho. Essas informações podem ser encontradas nas páginas denominadas “contrato de trabalho”, na sua carteira de trabalho;

É mais fácil preencher os campos tendo em mãos a carteira de trabalho (Foto: Reprodução/Marília Varoni) É mais fácil preencher os campos tendo em mãos a carteira de trabalho (Foto: Reprodução/Marília Varoni)

É mais fácil preencher os campos tendo em mãos a carteira de trabalho (Foto: Reprodução/Marília Varoni)

Passo 6. Realize os passos 4 e 5 novamente para cada empresa diferente onde trabalhou. Para facilitar o processo, aconselha-se ter sua carteira de trabalho em mãos. Após concluir o preenchimento, clique em “simular”, no canto inferior direito da página;

Após adicionar todos os vínculos trabalhistas, clique em "simular" (Foto: Reprodução/Marília Varoni) Após adicionar todos os vínculos trabalhistas, clique em "simular" (Foto: Reprodução/Marília Varoni)

Após adicionar todos os vínculos trabalhistas, clique em "simular" (Foto: Reprodução/Marília Varoni)

Passo 7. O tempo restante para sua contribuição aparecerá na tela. Para obter mais informações sobre o cálculo, clique em “detalhar”, no canto inferior direito;

É possível saber mais sobre seus dados de aposentadoria clicando em "detalhar" (Foto: Reprodução/Marília Varoni) É possível saber mais sobre seus dados de aposentadoria clicando em "detalhar" (Foto: Reprodução/Marília Varoni)

É possível saber mais sobre seus dados de aposentadoria clicando em "detalhar" (Foto: Reprodução/Marília Varoni)

Passo 8. Um documento em PDF com todos os dados referentes a sua aposentadoria será baixado automaticamente pelo navegador caso selecione a opção "detalhar".

Meu INSS disponibliza um arquivo PDF com informações detalhadas de sua contribuição previdenciária (Foto: Reprodução/Marília Varoni) Meu INSS disponibliza um arquivo PDF com informações detalhadas de sua contribuição previdenciária (Foto: Reprodução/Marília Varoni)

Meu INSS disponibliza um arquivo PDF com informações detalhadas de sua contribuição previdenciária (Foto: Reprodução/Marília Varoni)

Simulação com o cadastro Cidadão.br

Passo 1. Na página inicial do Meu INSS, clique em “Faça login para carregar seus vínculos automaticamente”;

Com o login do Cidadão.br, as informações são puxadas pelo CPF automaticamente (Foto: Reprodução / Marília Varoni) Com o login do Cidadão.br, as informações são puxadas pelo CPF automaticamente (Foto: Reprodução / Marília Varoni)

Com o login do Cidadão.br, as informações são puxadas pelo CPF automaticamente (Foto: Reprodução / Marília Varoni)

Passo 2. Na aba aberta, clique em “Cadastre-se”;

O cadastro na plataforma Cidadão.br é rápido e seguro (Foto: Reprodução / Marília Varoni) O cadastro na plataforma Cidadão.br é rápido e seguro (Foto: Reprodução / Marília Varoni)

O cadastro na plataforma Cidadão.br é rápido e seguro (Foto: Reprodução / Marília Varoni)

Passo 3. Preencha o formulário do Cidadão.br com seus dados pessoais;

Nome, nome da mãe, CPF e estado de nascimento são os dados necessários pelo Cidadão.br para realização de cadastro (Foto: Reprodução / Marília Varoni) Nome, nome da mãe, CPF e estado de nascimento são os dados necessários pelo Cidadão.br para realização de cadastro (Foto: Reprodução / Marília Varoni)

Nome, nome da mãe, CPF e estado de nascimento são os dados necessários pelo Cidadão.br para realização de cadastro (Foto: Reprodução / Marília Varoni)

Passo 4. O sistema informará uma senha provisória - mantenha-a em local seguro;

A senha provisória pode ser trocada depois por outra de sua preferência (Foto: Reprodução / Marília Varoni) A senha provisória pode ser trocada depois por outra de sua preferência (Foto: Reprodução / Marília Varoni)

A senha provisória pode ser trocada depois por outra de sua preferência (Foto: Reprodução / Marília Varoni)

Passo 5. Volte à página inicial do Meu INSS e clique em “Entrar”;

Com o cadastro no Cidadão.br, não será preciso digitar cada data de entrada e saída das empresas onde você trabalhou (Foto: Reprodução / Marília Varoni) Com o cadastro no Cidadão.br, não será preciso digitar cada data de entrada e saída das empresas onde você trabalhou (Foto: Reprodução / Marília Varoni)

Com o cadastro no Cidadão.br, não será preciso digitar cada data de entrada e saída das empresas onde você trabalhou (Foto: Reprodução / Marília Varoni)

Passo 6. Preencha os campos com seu CPF e sua senha fornecida no passo 4, marque o quadro em que se lê a mensagem “não sou um robô” e clique em “Entrar”;

O cadastro no Cidadão.br pode ser usado para todos os serviços do Meu INSS (Foto: Reprodução / Marília Varoni) O cadastro no Cidadão.br pode ser usado para todos os serviços do Meu INSS (Foto: Reprodução / Marília Varoni)

O cadastro no Cidadão.br pode ser usado para todos os serviços do Meu INSS (Foto: Reprodução / Marília Varoni)

Passo 7. Logo depois dessas etapas, aparecerá a calculadora na tela, informando o tempo de contribuição do usuário e detalhes como empresa e o tempo de trabalho, em anos, meses e dias. O tempo restante para a aposentadoria e os pontos necessários para alcançar a fórmula 85/95 também são exibidos. A grande vantagem do cadastro no Cidadão.br é que você não terá que digitar data por data cada empresa por onde passou.

MAIS DO TechTudo