Notebooks

Por Paulo Alves, para o TechTudo


O Windows conta com um relatório de bateria que ajuda a descobrir a vida útil do notebook em uso. A informação é importante especialmente ao comprar um computador de segunda mão, pois permite verificar o nível de degradação do componente e até quantas horas ele costuma durar com uma carga.

O documento também reúne o histórico de utilização do computador, permitindo saber quanta capacidade se perdeu ao longo do tempo. Veja no tutorial como acessar o relatório e aprenda a checar a saúde da bateria do seu laptop.

Conheça outras funções do Windows 10

Conheça outras funções do Windows 10

Passo 1. Busque por “cmd” (Prompt de Comando) no Menu Iniciar e abra o prompt de comando como administrador clicando no botão direito do mouse;

Acesse o prompt de comando no Windows — Foto: Reprodução/Paulo Alves Acesse o prompt de comando no Windows — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Acesse o prompt de comando no Windows — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Passo 2. Na janela que abre, digite o comando “powercfg /batteryreport” (sem aspas) e tecle Enter;

Digite o comando para gerar o relatório de bateria — Foto: Reprodução/Paulo Alves Digite o comando para gerar o relatório de bateria — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Digite o comando para gerar o relatório de bateria — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Passo 3. O prompt exibirá uma mensagem informando o caminho para encontrar o relatório da bateria no PC. Marque a informação com o cursor do mouse e acesse o menu do programa para encontrar a opção “Copiar”;

Copie o endereço de localização do relatório — Foto: Reprodução/Paulo Alves Copie o endereço de localização do relatório — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Copie o endereço de localização do relatório — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Passo 4. Abra o navegador e cole o caminho na barra de endereços para abrir o relatório;

Abra o relatório de bateria no navegador — Foto: Reprodução/Paulo Alves Abra o relatório de bateria no navegador — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Abra o relatório de bateria no navegador — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Passo 5. O documento traz um apanhado geral de dados de uso da bateria, mas há duas informações-chave que acusam o tempo de uso e a saúde atual do componente. Primeiro, busque pela seção “Installed batteries”, logo no começo do relatório, e confira os números ao lado de “Design capacity” (capacidade nominal) e “Full charge capacity” (capacidade com carga completa).

A diferença entre os valores indica a capacidade de carga perdida em relação ao estado inicial da bateria. Por isso, quanto mais próximos esses números, mais conservado está o componente;

Compare a carga nominal e a carga máxima atual — Foto: Reprodução/Paulo Alves Compare a carga nominal e a carga máxima atual — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Compare a carga nominal e a carga máxima atual — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Passo 6. Role até o final do relatório para checar outro dado importante. A última linha da tabela mostra uma estimativa média da bateria em horas. O primeiro campo mostra o tempo atual de duração da carga, e o segundo a autonomia original. Novamente, a diferença entre os dois números indica quanto a bateria “envelheceu”.

Compare a duração da bateria atual e nominal em horas — Foto: Reprodução/Paulo Alves Compare a duração da bateria atual e nominal em horas — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Compare a duração da bateria atual e nominal em horas — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Como resolver problema de inicialização no Windows? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo