Produtividade

Por Helito Beggiora, para o TechTudo


A consulta à restituição do Imposto de Renda 2020 foi liberada nesta sexta-feira (22) pela Receita Federal. A informação está disponível no site Secretaria da Receita Federal e pode ser acessada pelo navegador do PC, sem a necessidade de instalar programas. Também é possível verificar a devolução pelo aplicativo Pessoa Física, disponível para celulares Android e iPhone (iOS), ou por telefone, no número 146 do Receitafone.

Estão na lista para receber a devolução os contribuintes que pagaram impostos a mais no ano anterior. Caso haja restituição disponível, o valor é depositado à vista na conta bancária informada na Declaração. A previsão é que o primeiro lote de restituições do IRPF 2020 seja feito no dia 29 de maio. Nessa etapa, recebem os cidadãos que declararam primeiro, assim como grupos prioritários, como idosos e pessoas com deficiência.

Saiba como consultar a restituição do Imposto de Renda 2020 — Foto: Divulgação/Agência Brasil

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Além disso, estão previstos ainda outros quatro lotes para o crédito bancário: 30 de junho, 31 de julho, 31 de agosto e 30 de setembro. Quem ainda não declarou o imposto tem até o dia 30 de junho para fazê-lo. O prazo foi prorrogado por conta da pandemia do coronavírus. No tutorial a seguir, saiba como consultar a restituição do Imposto de Renda 2020.

Passo 1. Acesse a página de consulta da Restituição de Imposto de Renda da Pessoa Física 2020 (servicos.receita.fazenda.gov.br/Servicos/consrest/Atual.app/paginas/index.asp). Por lá, digite o CPF e selecione o ano de exercício “2020”. Em seguida, preencha o campo de data de nascimento apenas com números. Por fim, entre com os caracteres mostrados na imagem e pressione “Consultar”;

Entre com os dados solicitados — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Passo 2. O site mostrará o seu nome e, logo abaixo, dois status: um da declaração e outro da restituição. O status da Declaração pode aparecer como “Em processamento”, “Processada” ou “Com pendências”, quando a Receita solicita documentos adicionais para completar a análise.

Se o pagamento estiver previsto para o lote atual, o site mostra os dados da conta bancária informada na declaração e exibe a data prevista para liberação do dinheiro — no caso do primeiro lote do IRPF 2020, o dia 29 de maio. Quando o contribuinte tem direito a restituição em lotes futuros, a mensagem “Em fila de restituição” é exibida. Caso o contribuinte não tenha direito à restituição, o status da declaração aparece como “Imposto a pagar”.

Consultando restituição do IRPF 2020 — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Como ganhar dinheiro com o Google? Veja dicas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo