Jogos de ação

Por André Mello, para TechTudo


Watch Dogs: Legion é o terceiro capítulo da franquia da Ubisoft e traz novamente uma trama de intriga e ativismo hacker, dessa vez na cidade de Londres. O game, disponível para download no PC, Xbox One, PlayStation 4 (PS4) e também nos novos consoles, Xbox Series S/X e PlayStation 5 (PS5), oferece inúmeras novas funções aos fãs da série, como a possibilidade de controlar qualquer habitante da cidade. Confira, nas linhas seguintes, como mandar bem no jogo mais recente da franquia de mundo aberto Watch Dogs.

Combate corpo a corpo é bem indicado em Watch Dogs: Legion — Foto: Divulgação/Ubisoft

Quer comprar jogos, consoles e PCs com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Concentre-se nas missões principais

Watch Dogs: Legion, como os dois primeiros games da série, traz um enredo principal sobre ataques terroristas em Londres, que fazem com que o grupo hacker DedSec seja perseguido pelas autoridades da cidade britânica. O seu objetivo, como membro da equipe, é descobrir quem está por trás dos ataques, limpar o nome do DedSec e salvar a capital da Inglaterra.

Como o game é de mundo aberto, existem várias atividades que provavelmente vão parecer mais interessantes do que a main quest do jogo, mas avançar bem na campanha principal antes de explorar todas as possibilidades de Watch Dogs: Legion é definitivamente uma dica importante.

Missão principal de Watch Dogs: Legion rende boa diversão — Foto: Divulgação/Ubisoft

Vários personagens e funcionalidades acabam sendo destravadas de maneira mais natural, apenas realizando essas missões da campanha principal. Além disso, você sente uma progressão maior levando o game dessa forma, em vez de explorar logo de cara as várias side quests que surgem pelo imenso mapa do jogo.

Use e abuse de fast travel

O mapa de Londres de Watch Dogs: Legion, apesar de não ser uma reprodução 1:1 da vida real, ainda é bastante extenso. Por causa disso, missões que demandam que você atravesse praticamente todo o mapa são constantes. Embora isso possa ser algo bom, já que, desse modo, todos os pontos disponíveis são revelados, a gameplay pode acabar mais trabalhosa do que precisaria ser.

Mapa completo de Watch Dogs: Legion — Foto: Divulgação/Ubisoft

A interface do próprio jogo, como é comum às da Ubisoft, não deixa isso muito explícito; no entanto, você pode navegar com mais rapidez utilizando as estações de metrô espalhadas pela cidade, que servem como pontos de fast travel.

Tente tomar de volta os distritos

Após a missão inicial, é possível notar que os distritos de Londres foram dominados por uma nova força policial. Há maneiras de retomá-los e entregá-los novamente ao povo: basta completar alguns objetivos específicos de cada região.

Dirigir em Watch Dogs: Legion pode ser um desafio; física segue os títulos anteriores e continua mal — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

É interessante fazer essas missões sempre que possível, para ter à sua disposição mais habilidades e habitantes dispostos a trabalhar com a DedSec.

Analise todos os habitantes de Londres

Uma das grandes sacadas de Watch Dogs: Legion é não ter um personagem principal, deixando o jogador no controle de praticamente todos os habitantes de Londres. Para isso, basta escanear uma pessoa na rua e tentar recrutá-la. Cada cidadão traz habilidades diferentes à gameplay, que podem fazer bastante diferença nas missões do game.

É interessante analisar todas as pessoas que podem ser uma boa adição à sua equipe e utilizá-las conforme a sua necessidade. Não se prenda apenas a um ou outro personagem, já que isso pode fazer com que você ignore a oportunidade de recrutar alguém bem melhor.

Evite tiroteios

Apesar de ser um jogo de mundo aberto, com foco bastante forte na ação desenfreada, com tiroteios e perseguições, Watch Dogs: Legion ainda é um título sobre hackers. Por isso, por mais equipados que estejam seus personagens, sair trocando tiros com seus inimigos não é muito indicado.

Evite tiroteios em Watch Dogs Legion — Foto: Reprodução/Ubisoft

Existem maneiras mais efetivas de abordar seus oponentes, seja hackeando armadilhas próximas a eles ou utilizando stealth. Isso é indicado porque, ao lançar qualquer disparo, até mesmo de armas não-letais, a chance de todos encararem isso como uma declaração de guerra e sairem atirando sem dó é enorme.

Use e abuse de robôs e drones

Dois elementos que se tornam grandes aliados do jogador em Watch Dogs: Legion são os robôs-aranha e os drones. Esses dois parceiros podem ser hackeados e usados para alcançar locais de difícil acesso, possibilitando que você fique em segurança, em uma distância considerável, enquanto inimigos ficam sem saber o que está acontecendo.

Drones são ótimos aliados em Watch Dogs: Legion — Foto: Divulgação/Ubisoft

Drones de construção podem inclusive servir como plataforma para você alcançar telhados com seu personagem, além de poder sobrevoar prédios para fugir de inimigos.

Não se preocupe com dinheiro

É relativamente fácil conseguir dinheiro em Watch Dogs: Legion, mas fazer isso não altera muito a sua progressão no jogo. Os valores adquiridos podem ser utilizados apenas na compra de roupas para seus personagens, ou cores e decalques especiais para seus veículos. Todo o resto do game usa pontos de tecnologia, que podem ser coletados pelo mapa ou realizando missões.

Ambientação e caracterização merecem destaque em Watch Dogs: Legion — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Por conta disso, não fique guardando muito dinheiro ou tentando acumular grandes quantias, pois existe uma possibilidade de você acabar não usando muito ao longo da gameplay.

Quais os melhores jogos de mundo aberto? Dê sua opinião no Fórum do TechTudo

PS5: saiba tudo sobre o novo console

PS5: saiba tudo sobre o novo console

Mais do TechTudo