Telefonia

Por Pedro Cardoso, para o TechTudo

Reprodução/NIC.br

Os brasileiros passam a contar com um mapa que mostra a qualidade da internet banda larga. O projeto leva em consideração os testes de velocidade coletados de forma anônima. A partir da ferramenta, as pessoas poderão sanar a curiosidade sobre as condições de rede e os agentes políticos poderão tomar decisões mais bem embasadas.

O mapa apresenta informações de velocidade da conexão em Megabits por segundo (o famoso mega), mostra gráficos que comparam as regiões do mapa e cores que definem a qualidade da internet, sendo que quanto mais escura for, mais rápida será. Ao selecionar uma cidade ou unidade federativa, é possível saber a latência média e a velocidade de download e upload, por exemplo.

Como consultar a qualidade da internet

Passo 1. Acesse o site qualidadedainternet.nic.br. Neste procedimento, utilizamos a página na versão para computador.

Hotsite do NIC.br mostra qualidade da internet no Brasil inteiro — Foto: Reprodução/Pedro Cardoso

Passo 2. Clique no estado onde você reside para ampliar o mapa.

Sempre que clicar no mapa, ele será ampliado — Foto: Reprodução/Pedro Cardoso

Passo 3. Clique também na região onde mora;

É possível selecionar a região e o bairro — Foto: Reprodução/Pedro Cardoso

Passo 4. Selecione a sua cidade para um resultado ainda mais apurado.

Quanto mais escura a cor, melhor a velocidade — Foto: Reprodução/Pedro Cardoso

Passo 5. Repare que ao lado é possível encontrar um gráfico com a média da velocidade de conexão para cada região ou cidade selecionada.

Os gráficos variam conforme a região selecionada — Foto: Reprodução/Pedro Cardoso

Passo 6. O gráfico selecionado também pode ser salvo no computador nos formatos CSV; XLS, utilizado pelo Excel; e imagem PNG.

Baixe gratuitamente os gráficos que estão na tela — Foto: Reprodução/Pedro Cardoso

Passo 7. A ferramenta revela a qualidade de internet e informa o que é possível fazer com aquela conexão, como ouvir música, assistir vídeos e até jogar online, por exemplo.

Saiba também o que a velocidade da internet na região permite fazer — Foto: Reprodução/Pedro Cardoso

De acordo com o NIC.br, os dados divulgados representam a coleta feita nos últimos seis meses e são atualizados todos os dias, baseados nas aferições feitas pelo SIMET (Sistema de Medição de Tráfego Internet). Ao TechTudo, o órgão explicou que o mapa não contempla conexões de celular, como 3G ou 4G, por exemplo.

Mais do TechTudo