TVs
Publicidade

Por Vitória Bernardes, para o TechTudo


As TVs foram desenvolvidas para terem uma longa vida útil. Contudo, a posição onde ela se encontra dentro da sua casa pode refletir no surgimento de defeitos. O superaquecimento causado pelo sol, por exemplo, poderia ser evitado caso o televisor não estivesse próximo à janela. O mesmo acontece quando o aparelho fica dentro de um ambiente muito úmido e sem ventilação adequada.

Por isso, antes de fazer a sua compra, é importante ter em mente um espaço adequado, que não interfira na saúde do aparelho. Para ajudá-lo nessa questão, o TechTudo fez uma lista com possíveis posições que podem causar problemas na sua TV e que você deve evitar.

Embora a tecnologia tenha trazido muitos recursos para as TVs, é importante tomar cuidado com a posição desse aparelho dentro de casa — Foto: Divulgação/LG

1. Distância entre a pessoa e a TV

TVs muito próximas aos usuários podem gerar problemas na vista — Foto: Divulgaçao/LG

O primeiro problema não está relacionado aos defeitos que surgem na TV, mas sim aos perigos para os usuários. A distância da tela para o sofá ou cama são cruciais para garantir a saúde da sua visão e evitar qualquer distúrbio causado pela luz do televisor. Quanto mais próximo você estiver do display, maiores são as chances de desenvolver algum problema.

A distância recomendada geralmente muda de acordo com o tamanho da TV e resolução da imagem, como mostrado nesta matéria. Por isso, antes de instalar o aparelho na sua casa, veja se o espaço é adequado ou não.

2. O lugar em que a televisão vai ficar pega sol?

Uma alternativa é colocar cortinas blackout para evitar a exposição da TV aos raios solares — Foto: Divulgação/Samsung

Quando o televisor fica exposto em lugares com muito sol, a temperatura média do aparelho aumenta e ultrapassa o que é recomendado pelas fabricantes. Embora as novas tecnologias tenham otimizado o resfriamento das TVs, é importante posicioná-las em um ambiente arejado, sem raios solares em contato direto. Se possível, não deixe ao lado de janelas ou portas.

Essa dica é ainda mais valiosa para pessoas que gostam de assistir filmes e séries durante horas consecutivas, essa dica é ainda mais valiosa. Se a TV estiver posicionada em um cômodo com sol e ainda passar muito tempo ligada, pode haver superaquecimento — e a perda de peças importantes do aparelho.

3. A TV está perto de algum roteador?

Eletrônicos podem dificultar a propagação do sinal do roteador e até desenvolver defeitos pelo constante contato — Foto: Reprodução/TechTudo

Se a sua TV está posicionada próxima a um roteador, mude agora mesmo. A corrente elétrica harmônica das telas LCD e de outros modelos pode interferir no sinal da rede sem fio. Isso não só atrapalha a conexão com a internet, como também tem chances de desenvolver algum problema no televisor.

Use as partes inferiores do rack ou até troque o cômodo onde está o emissor de sinal. Se for possível, sempre deixe o roteador longe de televisões, monitores, computadores ou notebooks.

4. O televisor está perto de algum eletrônico que possa esquentá-lo?

É possível posicionar outros eletrônicos dentro dos nichos de um rack — Foto: Divulgação/Samsung

Assim como nos lugares que pegam raios solares, a TV também precisa estar posicionada em um local com poucos aparelhos. Se você deixa um videogame, roteador e caixa de som próximo do televisor, as chances de superaquecer e causar algum problema são grandes.

Nas divisões da sua estante ou rack devem existir lugares para colocar o decodificador da TV a cabo, por exemplo. Abuse desses nichos e evite ao máximo deixar os aparelhos lado a lado, o que eleva as chances de superaquecer a televisão. Se o móvel onde está posicionado não tem espaço, troque os eletrônicos de lugar ou coloque-os em outro cômodo.

5. O ambiente em que a TV vai ficar tem mofo ou umidade?

Ambientes muito fechados e sem circulação de ar também podem ser prejudiciais para as TVs — Foto: Divulgação/LG

Assim como ambientes quentes e que pegam muito sol, é importante não posicionar a TV em cômodos úmidos. A falta de ventilação pode gerar mofo não só na parte externa do aparelho, como também interna, em peças importantíssimas para o funcionamento. A longo prazo, a tendência é inclusive deixar a tela com manchas, como se estivesse molhada.

Ambientes sem janela não são uma boa escolha. Cômodos que estão com vazamento ou usam pisos frios na parede também devem ser evitados, já que aumentam a umidade do espaço. A sala e quarto, quando bem arejados e sem exposição direto ao sol, são os melhores lugares para deixar a sua TV.

6. O lugar é fácil de ser higienizado?

As TVs precisam ficar posicionadas em lugares que acumulem pouca poeira e outras sujeiras — Foto: Filipe Garret/TechTudo

Por fim, é crucial colocar a televisão em lugares de fácil higienização. Diferentemente dos smartphones, as TVs não vêm com proteção IP. Isso significa que agentes externos como sujeiras pequenas ou poeira podem entrar no aparelho e causar estrago.

Na hora de instalá-la, deixe sempre em uma altura fácil para se limpar. Posicione também em móveis com poucas estruturas, que acumulam menos poeira. Se for possível, evite colocá-la perto de janelas enquanto acontece alguma obra próximo da sua casa, já que a tendência é vir muito resíduo de cimento, madeira e outros materiais com o vento.

No vídeo abaixo, confira a live do TechTudo com muitas dicas para escolher sua próxima smart TV

Mais do TechTudo