02/12/2013 15h47 - Atualizado em 02/12/2013 15h47

F1 2013: aprenda a cuidar dos pneus de seu carro

Felipe Demartini
por
Para o TechTudo

F1 2013 conta opções que buscam o realismo ao máximo. Uma delas é em relação aos novos pneus da Pirelli - uma das principais mudanças na temporada 2013 da Formula 1. Sendo assim, os compostos mais frágeis e que exigem um maior cuidado para serem conservados acabaram se tornando um dos principais focos das escuderias. Claro, não poderiam ficar de fora da simulação apresentada pela Codemasters no game F1 2013. Sendo assim, confira dicas não ficar para trás nas corridas:

Confira o review completo de F1 2013

Maior desgaste dos pneus é uma das novidades da simulação em F1 2013 (Foto: Divulgação)Maior desgaste dos pneus é uma das novidades da simulação em F1 2013 (Foto: Divulgação)

O título exige que os jogadores tomem o máximo de cuidado possível com os pneus, caso contrário, perderão aderência e acabarão sendo ultrapassados com facilidade pelos rivais. Para garantir um melhor desempenho, confira como acertar o carro e se comportar nas pistas.

Para as dicas, será utilizada a configuração padrão do modo Career de F1 2013: corridas com 25% do tamanho normal, que contam com uma única parada para troca de pneus, em sua maioria. Números de voltas e desgaste serão analisados a partir desse parâmetro, que deve ser multiplicado caso o jogador escolha proporções maiores para as provas.

Na sua opinião, qual o melhor game de Fórmula 1? Responda em nosso fórum.

Antes da corrida

O primeiro passo para uma boa conservação dos pneus é o acerto do carro, que no modo Career deve ser feito antes do jogador realizar a primeira volta no treino classificatório. Não se esqueça de trabalhar o veículo, já que caso você consiga uma boa colocação no grid – qualquer posição acima da 10ª – começará a corrida com os mesmos compostos usados na qualificação, ou seja, já um pouco gastos. Caso deseje apenas testar as alterações, utilize os treinos livres.

Acesse o menu central, na tela que fica logo em frente ao piloto. Ali, será possível alterar as configurações do carro de forma precisa. Caso você seja fã dos acertos rápidos disponíveis na opção Engineer, escolha o acerto desejado primeiro e depois acesse o display central para modificar alguns parâmetros. Aqui, nem todas as opções fazem diferença para a conservação dos pneus.

O balanceamento do carro é um dos fatores que afetam a vida útil dos pneus (Foto: Reprodução/Felipe Demartini)O balanceamento do carro é um dos fatores que afetam a vida útil dos pneus (Foto: Reprodução/Felipe Demartini)

O primeiro ponto a ser alterado é o balanceamento do carro, encontrado no menu Balance. Quanto menores os valores aplicados nas opções Front e Rear Anti-Roll Bar, maior a conservação dos pneus. A alteração, porém, pode tornar o carro um pouco menos estável nas curvas, exigindo mais do piloto. A alteração, porém, não chega a ser significativa para quem já está acostumado a pilotar em F1 2013.

O segundo menu a ser acessado é Suspension, que regula a altura do carro. As opções de interesse aqui são Front e Rear Spring Stiffness, que idealmente devem ser balanceadas. Valores baixos reduzem a velocidade do carro, mas conservam consideravelmente os pneus. A sugestão do TechTudo é usar, respectivamente, 7 e 3. Mas, para encontrar a combinação certa para você, tente dar algumas voltas nos circuitos e observar o comportamento do carro.

Mudanças no acerto podem ser testadas e modificadas de acordo com o estilo de cada um (Foto: Reprodução/Felipe Demartini)Mudanças no acerto podem ser testadas e modificadas de acordo com o estilo de cada um (Foto: Reprodução/Felipe Demartini)

O último parâmetro a ser alterado é Alignment, mais especificamente nas opções Camber Front e Rear. Números completamente negativos aqui não são uma boa, pois tais valores aumentam a instabilidade com forte gasto de pneus. O ideal é usar, respectivamente, -3.20 e -1.20, gerando um equilíbrio ideal. Mais uma vez, o jogador deve utilizar os treinos livres para testar o carro e adaptar essas alterações a seu próprio estilo de pilotagem.

O próximo passo, então, é ir para a pista. Em uma corrida com 25% da distância, as alterações exibidas acima deverão fazer com que os pneus durem de oito a nove voltas antes de estarem completamente gastos, um aumento considerável em relação ao original, obtido com as configurações padrão do game. O modo de dirigir, claro, também afeta consideravelmente a vida útil dos compostos e é disso que vamos falar a seguir.

Na pista

Dirigir com suavidade é a principal dica para quem quer conservar os pneus em F1 2013. O ideal é não realizar movimentos bruscos e levar o carro com delicadeza pelas curvas, evitando o contato com a grama, brita e zebras. Nas largadas, procure não tocar nos carros dos oponentes, reduzindo também o risco de sofrer uma punição logo no início. Aqui, quem joga com volante sai ganhando e tem um controle melhor sobre a direção.

Os mesmos cuidados também devem ser aplicados aos freios. Evite usar a assistência automática disponível no game e aprenda a controlar o carro por si só, tornando-se mais competitivo. Não diminua a velocidade bruscamente e aguarde a saída da curva para acelerar, evitando as derrapagens ao máximo. Travar as rodas também não é recomendado, já que tal ação machuca consideravelmente os compostos.

Dirigir suavemente é a principal dica para cuidar bem dos pneus (Foto: Divulgação)Dirigir suavemente é a principal dica para cuidar bem dos pneus (Foto: Divulgação)

O gerenciamento de combustível, além de ser importante para o desempenho na corrida, também afeta o desgaste dos pneus. Altere a mistura utilizando o direcional digital e, nos trechos mais lentos das pistas, prefira a configuração Lean, que reduz a tração e conserva principalmente os compostos traseiros. Utilize os modos Standard e Rich para a largada ou trechos mais rápidos dos circuitos. Modificar tais parâmetros o tempo todo pode parecer irritante, mas a diferença de performance faz com que isso valha a pena.

Dessa forma, até três voltas adicionais podem ser obtidas com o conjunto de pneus inicial, dando uma vantagem bastante interessante, principalmente para quem está começando no modo Career e ainda dirige os carros mais fracos da Fórmula 1. Além disso, garante que o segundo conjunto de pneus sobreviva bem até o final da prova e faça com que o jogador não passe sufoco nas últimas voltas.


Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares