Notebook

22/01/2014 07h00 - Atualizado em 22/01/2014 08h23

Por que seu próximo notebook deve ter tela touch?

Marvin Costa
por
Para o TechTudo

Os notebooks touchscreen podem até não ser o futuro da computação móvel, por não apresentarem grandes avanços tecnológicos, mas, por outro lado, esses produtos vêm ganhando a confiança dos consumidores por apresentarem características semelhantes às encontradas nos tablets, dispositivos de grande sucesso de vendas. Em 2014, a demanda para notebooks touch deve aumentar devido à queda dos valores em até 62% registradas em apenas um ano.

Guia de compras de notebooks; encontre o que mais é adequado ao seu perfil

Para te ajudar a entender o que vem acontecendo neste mercado, preparamos algumas dicas úteis para saber se vale a pena investir nestes computadores.

Por que seu próximo notebook deve ter tela touch (Foto: Luciana Maline/TechTudo)Seu próximo notebook deve ter tela touch e não somente processador mais veloz (Foto: Luciana Maline/TechTudo)


Notebooks de 15” estão cerca de 45% mais baratos que no ano passado

No início de 2013, os notebooks touchscreen com tela de 15.6” tinha seu valor fixado em torno de US$ 599 (cerca de R$ 1.412, sem os impostos). Ao decorrer do ano, este valor sofreu reduções, tendo o seu ápice durante a Black Friday 2013, onde os descontos chegaram a 45%.

Em 2014, a maioria das companhias de tecnologia pretendem aumentar os investimentos neste segmento e lançar novos modelos com processadores mais rápidos e telas de alta resolução no mercado mundial. Felizmente, as melhorias de desempenho não alteram os valores destes computadores, que ainda mantiveram os valores registrados no final de 2013.

Notebooks touchscreen de 12” estão, em média, 62% mais baratos

Como uma opção de baixo custo, os laptops com tela touch de 12” também tiveram seu preço médio reduzido durante 2013. Devido ao seu tamanho ultra portátil, estes computadores podem competir com o mercado de tablets de 7” e 9” polegadas. Em dezembro de 2013, estes computadores custavam em média US$ 200 (cerca de R$ 471,65, sem os impostos), uma queda de 62% em comparação ao valor registrado no início de 2013.

Mais do que gestos

Windows 8.1 e seus comandos touch (Foto: Reprodução/TechSpot) (Foto: Windows 8.1 e seus comandos touch (Foto: Reprodução/TechSpot))Windows 8.1 e seus comandos touch (Foto: Reprodução/TechSpot)



Os notebooks com tela touchscreen podem até ser uma grande jogada de marketing das companhias para manter a categoria rentável em meio a febre de tablets e smartphones que imperam entre os consumidores. No entanto, quando a Microsoft lançou o Windows 8, um sistema operacional com funções touch, as companhias voltaram a investir em notebooks com telas neste formato.

Segundo alguns analistas, a função touchscreen sempre será encarada pelas gigantes de tecnologia como apenas um complemento, jamais como uma forma de comando que irá substituir o mouse e o teclado. Sendo assim, como a função não é vista como algo revolucionário, haverá como tendência a queda de valores e a grande popularização destes produtos.

Laptops touchscreen podem ser mais baratos que notebooks comuns

 Muita calma nessa hora. Antes de qualquer comparação, devemos perceber que existem diversas configurações de computadores, muitas delas com alto padrão de desempenho, além de marcas e modelos que são consideradas de boutique. Porém, embora laptops com tela sensíveis ao toque fossem em média US$ 100 dólares mais caros que os "não touch" até o início de 2013, hoje em dia as ofertas são grandes devido à concorrência.

Ao longo de 2013, a redução de preço destes computadores foi considerável. Durante a Black Friday, muitos modelos equipados com tela touch tiveram preços compatíveis com modelos comuns. Após o período de promoções do final de ano, notebooks touch não voltaram a ter o mesmo preço do início de 2013, chegando a custar menos que outros potentes modelos sem a característica de toque na tela.

HP SlateBook x2; notebook híbrido com Android (Foto: Rodrigo Bastos/TechTudo)SlateBook x2; o notebook híbrido com Android da HP (Foto: Rodrigo Bastos/TechTudo)


Esse cenário é realidade também no Brasil, onde podemos encontrar modelos com processadores atuais, com valores iguais e até mesmo mais baratos que alguns modelos comuns, que não contam com tela touch. As grandes, como HP, Lenovo, Asus, Dell e Sony são algumas das empresas que estão investindo em dispositivos com tela touch e até mesmo com sistema operacional Android.

O mercado de tecnologia já se adequou as telas touch

Definitivamente, os dispositivos touchscreen não são uma moda passageira. A prova disso são os novos dispositivos que foram apresentados na CES 2014. Esses produtos não devem sofrer com a mesma falta de interesse que receberam os netbooks por parte dos consumidores, pois têm as mesmas características dos tablets, que vendem como água atualmente.

De certa maneira, para as empresas, o investimento de notebooks com telas touch funciona como uma maneira de mesclar as características dos tablets e angariar novos usuários. Os consumidores e as companhias – vide a Microsoft e o seu novo Windows 8.1 – estão interessados cada vez mais por esta categoria de produtos, mostrando que no futuro veremos ainda mais notebooks com telas touchscreen.

O híbrido da Asus pode ser usado como tablet, notebook e desktop (Foto: Monique Mansur/TechTudo)O híbrido da Asus pode ser usado como notebook/tablet Android ou notebook/tablet Windows (Foto: Monique Mansur/TechTudo)


O certo é que, cada vez mais, notebooks devem receber telas touch. E você, consumidor, poderá ter notebooks que mesclem sistemas operacionais, comandos do teclado, do mouse ou trackpad e dos dedos.

Qual o melhor notebook híbrido do mercado? Confira no Fórum TechTudo e dê sua opinião!

Via Deal News

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Adolfo Wilson
    2016-05-04T17:47:49

    Não falou as vantagens! Só enrolou sobre o preço e mais nada. Não falou por exemplo que a durabilidade de uma tela touch é menor, e que a troca é bem mais cara. Não falou que a maioria dos jogos não estão adaptados para tal tecnologia, já que a plataforma prioritária para eles são os desktops.

  • João Alves
    2014-01-24T12:39:14

    A matéria elencou apenas uma vantagem - eventual e passageira - que é o preço equivalente. Quanto ao sistema operacional, se Windows ou Android, vai depender se o "gadget" for híbrido de Note e Tablet.

  • Ricardo Cubas
    2014-01-22T11:40:34

    Para mim, desktops/laptops são uma coisa e smartphones/tablets são outra coisa. Mundos que se comunicam apenas eventualmente. Esses híbridos e essas funcionalidades são modismos que não vão determinar grandes rupturas nessas duas tecnologias distintas.

  • Albert Costa
    2014-01-22T11:27:18

    Também senti falta das vantagens. A única coisa que percebi foi que os preços diminuíram e que ter um é apenas como complemento da tecnologia atual. Ao meu ver, apenas o Win8 cai bem com tela touch pela sua interface metro, porém, analisando os usos mais comuns em um notebook, não vejo necessidade de uma touch.

  • Dionatan Gomes
    2014-01-22T10:34:39

    Quais são as vantagens??? Falou, falou, e não disse nada.