Notebook

20/07/2014 08h30 - Atualizado em 20/07/2014 08h30

Vale mais a pena comprar um desktop ou um híbrido?

Pedro Zambarda
por
Para o TechTudo

O mercado de notebooks e tablets irá ultrapassar o de computadores desktop em 2015. De acordo com pesquisa do Instituto Gartner, os dispositivos portáteis aumentaram as vendas em 4,2%, chegando a 2,4 bilhões no úlimo ano. Enquanto isso, os PCs tiveram queda de 9,5% e a perspectiva é que os índices de ambos os lados continuem aumentando. Sendo assim, ainda vale a pena comprar um desktop ou é melhor investir em um híbrido de maior portabilidade? Confira no TechTudo.

Positivo investe em notebooks híbridos com nova linha Duo

O mercado móvel avança. Com isso, é melhor ter um computador híbrido ou ainda vale a pena um desktop? (Foto: Divulgação)O mercado móvel avança. Com isso, é melhor ter um computador híbrido ou ainda vale a pena um desktop? (Foto: Divulgação)

Quais são as finalidades de cada computador?

Se você quer um notebook do tipo híbrido, você tem que ser um usuário padrão de tablets. Deve apreciar telas sensíveis ao toque e sistemas operacionais móveis, como Android e o iOS, embora existam muito híbridos com Windows padrão instalado.

Os usuários de computadores com essas duas funções não se preocupam muito com componentes robustos. Uma configuração de um ultrabook é suficiente para atender às suas necessidades básicas de mobilidade. O processador deve ter um rendimento superior a 1 GHz para rodar seus vídeos guardados, além do streaming direto da Internet.

Desktops são diferentes. Maiores e com um gabinete separado do monitor, são computadores grandes ideais para rodar games pesados, possuindo um bom espaço para uma placa de vídeo grande e coolers que o mantenham refrigerado.

A grande vantagem dos PCs é a possibilidade de trocar seus componentes. Se uma configuração não te agrada, você pode substituir os pentes de memória RAM, o aparelho de HD e as placas separadamente.

E quanto custa cada modelo?

Desktops valem pelo preço e pelo hardware que suportam (Foto: Divulgação)Desktops valem pelo preço e pelo hardware que suportam (Foto: Divulgação)

Um computador Dell Inspiron 3647-A20 i3, por exemplo, custa entre R$ 1,6 mil e R$ 1,9 mil, possui memória RAM de 4 GB e espaço interno de 1 TB. Não possui leitor de Blu-ray, mas é um desktop robusto para o uso padrão de acesso à Internet e aos programas.

PCs gamers são mais caros e possuem capacidade maior (Foto: Divulgação)PCs gamers são mais caros e possuem capacidade maior (Foto: Divulgação)

O PC Mix Gamer L3900 i7 tem 8 GB de memória RAM e 2 TB de espaço interno. Vem com um monitor widescreen Samsung de 21,5 polegadas e 1920 x 1080 pixels de resolução full HD. Ele custa entre R$ 3,2 mil e R$ 3,6 mil, o dobro do modelo anterior apenas para ter a capacidade de rodar games de alta performance, como Call of Duty: Ghosts.

Híbridos são mais caros, mas funcionam praticamente como dois aparelhos ao mesmo tempo (Foto: Divulgação)Híbridos são mais caros, mas funcionam praticamente como dois aparelhos ao mesmo tempo (Foto: Divulgação)

Indo para o mercado dos híbridos, o notebook touch HP Split 13-M110BR X2 tem 4 GB de RAM, 500 GB de espaço interno e processador Intel i5. É potente, além de ter uma tela sensível ao toque de 13,3 polegadas. O preço dele não é tão barato, mas não é muito salgado: Entre R$ 2,5 mil e R$ 2,8 mil.

Perto do modelo da HP, Samsung fez um híbrido mais robusto (Foto: Divulgação)Perto do modelo da HP, Samsung fez um híbrido mais robusto (Foto: Divulgação)


Samsung Ativ Smart PC Pro é potente e vem com uma caneta tipo stylus para desenhos, a S Pen. Ele pesa 900 gramas, tem uma tela de 11,6 polegadas, processador Intel i5 e memória RAM de 4 GB. O armazenamento via SSD de 128 GB ajuda a inicializar rapidamente o Windows. O problema é o preço, que chega até R$ 4,1 mil.

Qual o melhor notebook híbrido do mercado? Opine no Fórum do TechTudo.

Conclusão

Desktops modestos valem a pena por seu custo-benefício, mas se você for gamer, tente gastar mais em um hardware confiável e suficiente para seus jogos. No entanto, se você for um usuário de redes sociais e um espectador de vídeos, um híbrido tende a te agradar mais, mesmo custando cerca de R$ 1 mil a mais. A experiência tátil de mexer em um tablet, combinada com a portabilidade de um notebook, deixa as atividades cotidianas mais agradáveis e rápidas.

Via Gartner e Tech Crunch

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares